Conheça nossa página

Querida angústia,



Imagem via Pixabay

Sinto dizer que estou passando. Isso mesmo. Não vou permanecer aqui esperando que você passe. Não mesmo. Estou passando porque desisti de continuar. Estou apenas me dando a chance de ir sem que você tenha ido antes. Acho que posso dizer que estou me antecedendo. Estou só adiantando as coisas para nós. Você ia embora, eu sei, mas estou indo primeiro sem olhar para trás. Estou indo de olhos grandes no horizonte que avisto à frente. 

Eu sei, claro, as coisas não serão fáceis por lá também. Eu sei também que você me assombrará por onde eu for. E que vai bater à minha porta pedindo abrigo e eu, provavelmente, irei aceitar, porque estarei cega demais de olho nas possibilidades da vida. De olho nas amostras nada grátis de risos sinceros. Mas, sabe, amargura? Até lá eu já terei entendido o motivo de sua insistência em jogar pedra no telhado de vidro dos outros. Vai ver sua alegria é desalegrar quem mantém um brilho vívido nos olhos. 

Já que você é a própria escuridão.

Mas eu entendo.

#Resenha: A garota que perseguiu a lua - Sarah Addison



Título: A garota que perseguiu a lua
Autora: Sarah Addison Allen 
Editora: Planeta de Livros Brasil
Páginas: 243
Ano de publicação: 2012 
Onde comprar: Amazon / Saraiva

“Há uma promessa de felicidade por aí.  Eu sei disso. Até a sinto às vezes. Mas é como perseguir a lua: bem na hora em que você acha que a tem, ela some no horizonte. Eu fico triste e tento seguir em frente, mas depois o maldito troço volta na noite seguinte, me dando esperança de pegá-la novamente.”
A História
E se você pudesse criar um mundo só seu, o que teria nele? Nuvem colorida de algodão doce? Estrelas no lugar das lâmpadas? Ou um teto de vidro para que pudesse contemplar o céu? O seu céu seria de qual cor? Como seriam as pessoas? Os sorrisos? Os sonhos?
Em Mullaby,  a vida não passa despercebida. Lá as pessoas vivem diante de um novo mundo. Há um gigante com um coração maior que ele. Uma moça que atrai quem ama através do sentimento que o cheiro de seus bolos transmite. Uma garota que pode simplesmente não se habituar, embora lá seja seu lar e ela nem saiba. Um moço bonito que não pode sair à noite. Uma lavanderia mágica que carrega sentimentos. Um quarto onde o papel de parede se transforma cada vez que seu humor muda. Ah, e tem as luzes de Mullaby que surgem à noite e somem pela floresta.
Mas e se você pudesse desvendar todos esses mistérios?
É o que Emily pretende, pois, logo assim que chega à cidade onde seu avô mora, percebe que ali existe a estranheza encantadora de um mundo diferente. Nada ali parece ser a peça de algum quebra-cabeça, pois é a própria imagem reluzente. Uma imagem inteira que vai se juntando aos pouquinhos. Tudo vai depender do quanto você irá correr atrás das respostas. Do quanto conseguir perseguir a lua.
E no final... você vai brilhar.

Amor...



Imagem via Pixabay

Acordei feliz pela manhã e lembrei de você.
Lembrei de tua voz suave, avelã
Dessas mãos bobas a me envolver. 
Lembrei de teu perfume
O gosto bom do  teu abraço...
Lembrei de meu ciúme,  
És o meu mais belo  laço.

Faz sentido essa forma  de  me expressar? 

-  "lembrei de você". 

Se não cheguei  a  te esquecer...  Por que escrever "lembrar"?

Eu gosto tanto de te  amar
Gosto tanto de  somar
Eu + você = nós
Esse amor bonito da gente
Os planos que a gente faz a sós ...

#Resenha: Indomáve l– S.C. Stephens


Título: Indomável

Autor: S.C. Stephens

Páginas: 397

Editora: Valentina

Ano de publicação: 2017

Onde comprar: Amazon / Saraiva




A História

Griffin Hancock é baixista de uma banda de rock famosa e, com toda essa fama, ele conquistou muitas coisas, como uma bela esposa, companheira e paciente, e também muitos objetos pessoais, que nem se comparam a sua bela família, mas que, com eles, ele consegue lhes proporcionar uma boa vida. Até toda sua inveja e ciúmes acabarem falando mais alto, e ele acabar percebendo que não se pode ter tudo na vida.

Anna, sua esposa sendo superamiga, sempre o orienta a ser mas paciente e esperar que um dia o seu potencial irá ser percebido entre os outros amigos, mas, ele sendo mais atirado, acaba achando que tudo deve ser no seu momento e acaba tendo alguns desentendimentos com seus parceiros. Tal comportamento causa muitas reviravoltas em sua vida.

O que será que vai acontecer com esse casal? Será que o potencial de Griffin vai ser reconhecido, ou ele vai acabar perdendo tudo que demorou tanto para conquistar?

Como eu queria...


Imagem via Pixabay
Hoje tudo que eu queria era poder dormir no calor dos seus braços. Poder me sentir segura, através de um simples gesto que, para você, pode não significar muito. Mas para mim um dia significou tudo. Significou mais do que as palavras são capazes de dizer, e do meu corpo sentir. 

Como é difícil lembrar e não poder viver novamente. Como é difícil querer e só restar as melhores lembranças, porque você não está mais aqui. Como seria bom sentir seus carinhos, que percorriam todo meu corpo e que, em cada lugar, deixavam marcas invisíveis de um calor, de um fogo. Eu sabia, pelos toques, sabia que eram momentos únicos, tanto para mim quanto pra você.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo