Conheça nossa página

Sua história pode virar texto!



Olá, pessoal! Dias desses vocês pediram para que eu fizesse um novo quadro na página do blog (essa aqui): me inspirar na história de vocês para escrever textos. Eu adorei a ideia, mas expliquei que já tentei e alguns ficaram com vergonha de me enviarem com seu destinatário visível. Pensando nisso, estou criando uma postagem aqui no blog especificamente para quem prefere não se mostrar podendo comentar ANONIMAMENTE por aqui. E, claro, quem não tem problema com anonimato, ainda poderá enviar sua história por e-mail. 


Algumas coisas precisam ser ditas quanto a essa prática:


- Irei me inspirar na história de vocês, não reescrevê-la, tá bem?
- Tente resumir o máximo possível, porque muita informação deixa o foco de lado, então procure focar no que é mais importante;
- Podem mandar quantas histórias quiserem, desde que não sejam iguais;
- É claro que pode demorar para que eu me inspire em sua história, ainda mais caso muitos participem, então tenham calma comigo, please;
- Todos os textos inspirados nas histórias de vocês serão publicados no blog e divulgados aqui, mas não irei marcar ninguém na postagem para não haver constrangimento;
- Podem tirar dúvidas por aqui, e-mail ou anonimamente na postagem do blog;
- Vocês podem também apenas dar ideias para texto.


Acho que é só isso. Hahahaha. Se tiverem ideias para contribuírem com essa prática, podem comentar! 😍

E-mail: blogescriturasdaalma@gmail.com
A postagem para comentar anonimamente é essa aqui, então, vamos lá?

Vídeoclipe: Antes que acabe



Sabe quando a gente acorda com aquela sensação de tempo corrido? Como se as horas nos tornassem robôs à procura de algo que nem sabemos exatamente o que é? Esse vídeo é o clipe do texto Antes que acabe e vai te ajudar a se inspirar e te fazer correr atrás do tempo perdido. Compartilhe com seus amigos, aqueles que você sabe que estão precisando ouvir isso!
Ah, não se esqueça de se inscrever no canal e dar aquele joinha amigo para que eu possa saber se estão gostando, ok?
Agora, sem mais delongas, fiquem com o clipe:


Gostou? Me conte qual texto daqui do blog gostaria de assistir em clipe!

Da vez que ela se perdeu

Foto via, freepik
Cadê você?
Faz tempo que não te vejo como é, no eixo, sorrindo, confiante. Mas quando ler isso, espero que me responda, apenas sinto sua falta.
Poderia questionar-me de novo e perguntar: “onde está você? “, mas sei que seria totalmente em vão, até porque pode ser que você mesma não tenha se encontrado. Lembro da última vez que conversamos, você estava cheia de planos, tão feliz, só me diz: O que aconteceu?
Não se perca pela quantidade de “nãos” que tenha ouvido nesse tempo, pelas ilusões que possa ter passado, eu sei, o tempo às vezes nos cansa por demorar demais, mas se lembra, né? Vale a pena.

#Resenha: O Jardim das Borboletas - Dot Hutchison



Título: O Jardim das Borboletas (O colecionador, #1)

Autora: Dot Hutchison

Editora: Planeta de Livros Br

Páginas: 303

Ano de publicação: 2017

👉 Onde comprar: Amazon / Saraiva


“[...] as coisas enjauladas têm vida mais curta.”




A História

Imagine um jardim. Um jardim onde somente as mais belas borboletas podem viver. Imagine as lindas asas dessas borboletas. E o mundo inteiro que elas poderiam conhecer... mas não conhecem. Porque elas só conhecem o jardim. Elas têm asas e não voam. Não porque não querem, mas porque não podem voar. Vivem presas em um mundo irreal e completamente perturbador. E só conhecem dois líderes: o jardineiro e seu filho. Até que outro surge. Até que tudo corre o risco (ou seria alívio?) de mudar...

Inara é uma jovem com vida atribulada, sem amor dos pais e que está deixando para trás todas as dores e desamores. No entanto, a menina, por volta de seus dezessete anos, se instala em um apartamento onde moram outras meninas, que tornam-se suas amigas. Ali, ela arruma um emprego em um restaurante. Essas meninas são do tipo que não perguntam da onde você veio e nem para onde vai. Mesmo quando você desaparece...

O jardim é o lugar onde vivem lindas meninas que se tornaram borboletas. Todas ganharam uma nova identidade, agora, cada uma é uma espécie diferente de borboleta. E todas atendem ao jardineiro: o cara mais bizarro e assombrosamente amoroso e dono daquele lugar perturbador.

Inara foi raptada. Inara foi levada para esse lugar bizarro e terrivelmente angustiante. Inara se tornou borboleta. E foi quando deixou de ser livre.

Vídeoclipe: A gente aprende a ser ponto final



Oi, genteeee!
Eu estava pensando, há algum tempo, em como levar meus textos e o blog para o YouTube também. Depois de muito pensar, criei um clipe de um dos meus textos mais lidos, “A gente aprende a ser ponto final”. Gostaria muito da opinião de vocês sobre ele, porque, se der certo, irei continuar.
Ah, não se esqueça de se inscrever no canal e deixar aquele joinha amigo, ok? Conto com vocês! Comentem também para eu saber se gostaram, tá bem? Então tá bem.
Assistam em HD! 
Aí vai o vídeo:
 

Gostou? Comente!


© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo