Últimas postagens

#Resenha: Herdeiro Caído - Erin Watt


Título: Herdeiro Caído (série The Royals – livro 4)
Autora: Erin Watt (pseudônimo de Elle Kennedy e Jen Frederick)
Editora: Planeta de Livros (selo Essência)
Páginas: 320
Ano de publicação: 2018
Onde comprar: Amazon | Saraiva

A História



Easton é um cara popular em sua escola de ricos. Sim, ele é rico. E mimado e galinha e idiota muitas vezes. No entanto, Easton também tem um coração grande, embora finja não ter. O quê? Ele tem sérios problemas com bebida? Sim, tem! Ele tem sérios problemas consigo mesmo, sobre quem é e sobre quem quer ser? Sem dúvida. Mas ele também é um cara legal quando quer.
Acostumado a pegar todas, a não ouvir um não como resposta quando o assunto é sexo e pegação, algo lhe intriga quando Hartley não lhe quer. Ora, como assim ela não o quer? Ele não desiste. Passa a correr atrás dela porque tem certeza de que ela sente algo por ele. Hartley tem segredos. Isso deixa Easton ainda mais intrigado. Ela é rica, mas mora em um cafofo estranho e mal cheiroso. Ela trabalha e dá duro todos os dias. Mora sozinha tendo uma família... o que será que lhe aconteceu? Eles se tornam amigos, porque Hartley simplesmente não quer nada com ele.
No entanto, o que eles não imaginavam era que essa relação poderia se transformar em algo ainda maior. Algo desconhecido para um playboy rico, que sempre teve o que quer facilmente. Agora ele terá que lutar. E não, não é de força bruta que estou falando, estou falando é de força emocional. Aquela que nasce e cresce dentro da gente.

Quando você aproveita para chorar


Todos saíram pela mesma porta. A sala, que em minutos atrás se encontrava  cheia, agora se inclina em um resplandecente vazio tosco. Foram embora e levaram o barulho. O som dos suspiros de cansaço cessou. Os passos se foram lentamente. O último adeus ainda ecoa baixinho em sua mente.
E aí você aproveita para pôr para fora suas síndromes de que tudo deveria ser perfeito, mas não é. E de quantas vezes você quase se derramou em lágrimas, mas segurou firme, porque havia muita gente ao seu redor. E as palavras grotescas surgem aleatoriamente como lembrança, e você aproveita para chorar. Chora todos os choros que ainda não foram esquecidos, todas as dores que ainda não cicatrizaram, todos os males que estão guardados dentro de você. Respinga seu travesseiro com os soluços que não pôde arremessar para fora de si em muito tempo.
Sim, eu sei bem como é.

#Resenha: Você acredita mesmo em amor à primeira vista? - Fabi Santina



Título:  Você acredita mesmo em amor à primeira vista?
Autor: Fabi Santina
Páginas: 224
Editora: Planeta de Livros Brasil (Selo Outro Planeta)
Ano de Publicação: 2018
Onde Comprar:

“(...) toda história tem dois lados e que cada pessoa tem uma bagagem de vida que a molda e a faz enxergar o mundo do seu próprio jeito.”

A História

Em um relacionamento onde só um vive tudo com muita intensidade e acaba cometendo loucuras, e essas loucuras acabam te fazendo se esquecer de si mesma, é algo que não parece ser tão certo. Mas será que há um manual para ser seguido para conseguir um relacionamento dos sonhos, o relacionamento “perfeito”?
O primeiro amor acaba mexendo um pouco com cada um de forma única, mas será que é necessário se mudar tanto para se encaixar no outro? É uma fase de muita descoberta; estar ao lado de alguém, ou melhor, do seu primeiro amor, é um momento confuso, onde criamos expectativas e sonhamos com algo que queremos tanto. E podemos acabar não percebendo que mudamos tanto para agradar e encaixar no outro que nos esquecemos de nós mesmos. E aí que vem a grande questão: será que essa pessoa vale tanto apena assim? Ou será que empurrar com a barriga é a melhor saída?
Os momentos na vida são únicos, os dias só são vividos apenas uma vez, então precisamos viver e entender que o nosso primeiro amor precisa ser por nós mesmos, e aí quando o seu outro chegar, irá apenas te transbordar, porque você mesmo já se completa.

Quando o amor vira lar


https://pixabay.com/pt/pessoas-casal-beijo-amor-escuro-2562102/
Os dias vão passando e a gente passa a acreditar que as coisas ficam ditas nas entrelinhas. No começo, nosso mundo é feito de belas palavras ensaiadas. No começo, nossos dias são floridos de pequenas frases aqui, outras acolá e que formam um bom complemento depois, naquele momento em que você lembra tudo o que foi dito e repetido. As horas até parecem estar contra você, porque entram em modo acelerômetro constante. E você vai perdendo a vontade de ir embora. Você vai querendo ficar. E de “ficadas” em “ficadas”, seu coração escolhe fazer morada.

#Resenha: Querido vizinho - Penelope Ward

Título: Querido vizinho

Autora: Penelope Ward

Editora: Planeta de Livros Brasil (selo Essência)

Páginas: 304

Ano de publicação: 2018

Onde comprar: Amazon | Saraiva

A História


Chelsea é uma mulher incrível, de bom coração, meio maluquinha e que ama seu trabalho. No entanto, após seu namorado terminar com ela, Chelsea está cada vez mais deprimente por saber que foi trocada.

Vivendo dias monótonos cheios de decepção e lembranças de seu antigo amor, Chelsea sempre conta tudo para sua irmã, Jade. Além disso, ela contrata uma terapeuta para lhe ajudar a sair do fundo do poço onde se enfiou. Após o contrato do apartamento que dividia com Elec, seu ex-namorado, vencer, ela decide que precisa se mudar. Essa não será só uma mudança de endereço, mas também de vida.

#Poesia: Fui invadida


https://pixabay.com/pt/menina-modelo-feminino-vestido-1141279/
Fui invadida
Não sei quando começou
Nem onde parou
Mas sei que tirou de mim
O comodismo que aqui se instalou

Não importa para quem falo
Não importa quem é que lê
Entendi que só preciso mesmo
Começar a dizer

#Resenha: Meus Desacontecimentos - A história da minha vida com palavras (Eliane Brum)


     Título: Meus Desacontecimentos: A história da minha vida com palavras

     Autora: Eliane Brum

     Páginas: 144
    Editora: Leya 

    Ano de publicação: 2014 (1ª edição)

    Onde comprar: Amazon | Saraiva

    Skoob



     Começo esse texto dizendo isso que: fui invadida. Mas tão invadida que não sei dizer o que é que restou de quem eu era minutos antes. Sabe quando você se vê, de repente, refletida em uma vitrine? Eu me vi refletida na escrita de Eliane Brum. Em Meus Desacontecimentos, Eliane se rasga. Em Meus Desacontecimentos, Sâmela se despedaçada. Onde fui parar eu depois que dali saí? Sei que não sou mais a mesma, pois ali me vi de outra forma.

Apesar do tempo

Houve um tempo em que ele andava sempre com pressa. O relógio em seu pulso mostra as horas mais corridas possíveis. Seus passos são pesados e ligeiros. Havia hora a cumprir e ele não podia perder tempo. Houve um tempo me que ele acordava antes do sol nascer para poder iniciar seu dia, longo e exaustivo. Todos os dias. Ele acorda já sentindo o cheiro do café dela. Ele encontra sua roupa já passada.. Seus sapatos com meias limpas. Após usar o banheiro, passa pela porta do quarto dos filhos. Então para por dois minutos. Não tem tempo a perder. Seu coração se aperta ao olhá-los dormir.

Ao chegar na cozinha, ele a encontra de costas, de frente para o fogão que ferve a água para o café, visivelmente atrasada. Percebe seu agir com mais pressa, como se pudesse ser mais quente que o próprio fogo. Como se pudesse agilizar tudo. Ele diz bom dia, mas o que ele quer mesmo dizer é o quanto ele a admira. O quanto ele a quer por perto e está grato por seu café de todos os dias. Por suas meias limpas. Sua cama arrumada. Suas roupas lavadas. Sua casa organizada. Grato por sua família. Mas não são essas palavras que saem por sua boca. Ele não tem tempo a perder.

Toma seu café em silêncio. Ele a escuta suspirar de preocupação antecipada. Percebe no olhar dela o quanto ela gostaria de que tudo fosse diferente. Que ele trabalhasse menos. Que ele pudesse estar mais em casa. Com ela e seus filhos. Ele lê isso em seus olhos, mas não diz nada. Ele não tem tempo para isso. Ele precisa ir. Agradece pelo café de modo supérfluo e se despede dando um beijo em sua testa. Então ele nota seu sorrisinho de lado, tímido e desconcertante, mas tenta não pensar. Sabe que pode desistir de ir, mas não deve. Ele lhe diz que volta para o almoço e sai. Ela o segue até o portão. Ele está indo na mesma direção de sempre. Ela está no mesmo lugar de sempre. Eles estão em lugares opostos, com sentimentos diferentes, mas o que os une ainda está ali. Intacto.

Ainda no portão, ela o vê diminuir os passos antes de virar na próxima esquina. Com passos rápidos e cansativos, ele desacelera antes de sumir de vista e olha para trás. Ela ainda está lá. Talvez esperando algo mais. Ele ainda está ali, tentando não deixar transparecer sua vontade de voltar. Ela acena e manda beijo. Ele acena de volta e retorna o beijo. E o que eles não percebem é o quanto cada um desses gestos simples legitima aquele sentimento. Não um amor que sobrevive, mas que vive, apesar do tempo. Não um caso de amor inédito, mas uma lembrança de que existe amor no mundo. Apesar do tempo ligeiro, o amor permanece. Resiste.

Quando acorda, não sabe decifrar o que é sonho, realidade e eterna lembrança. O tempo que ele não podia perder, acabou se perdendo.

#Resenha: Cretino Abusado – Penelope Ward e Vi Keeland

Título:  Cretino Abusado
Autoras: Penelope Ward e Vi Keeland
Páginas: 272
Editora: Editora Planeta do Brasil
Ano de Publicação: 2017
Onde Comprar: Amazon | Saraiva

 “Às vezes aqueles que usam os maiores escudos são os que protegem os maiores corações.”

A História

Aubrey está viajando de carro para um recomeço de sua vida em outra cidade, depois de ter sido traída ela precisava tomar outro rumo na vida, então resolveu pedir demissão e embarcar em uma nova aventura. No entanto, ela não esperava que o que para ser uma simples viagem de carro, para seu novo destino a procura de trabalho, iria se transformar em uma viagem de mudança de vida. Ela acabou se tornando outra pessoa, e essa viagem só lhe fez conhecer um pouco melhor de si mesma. Durante a viagem, Aubrey acaba encontrando uma pessoa que irá mudar totalmente o seu rumo. Ao mesmo tempo em que ele é um cretino abusado arrogante, também é o homem que irá mexer com ela, deixando-a de pernas bambas.
Durante uma parada para se recompor Aubrey encontra com Chance; e como a moto de Chance acabou de dar problema, ele a convence a lhe dar uma carona, já que eles vão para cidades próximas. Porém, ninguém poderia imaginar que essa carona iria mudar tanto a vida desses dois personagens. Mas o que será que aconteceu? Será que os dois conseguirão se entregar ao sentimento? O que há por trás desse motoqueiro cretino?
Só iremos descobrir o que realmente aconteceu com esses dois, depois dessa linda leitura, que tenho certeza que vocês irão amar. 

Personagens Principais

Aubrey é advogada e trabalha em Temecula. Seu maior sonho era ser veterinária, mas como era desejo de seu pai acabou se formando em direito. É filha única e seus pais moram em Chicago. Não é um tipo de garota ingênua, sempre foi muito decidida e sempre teve sua vida totalmente em ordem, mas acabou deixando um sonho de criança de lado para poder se dedicar ao sonho de seu pai, que é se tornar advogada.
 Ela tem cabelos compridos com cachos castanhos avermelhados e forma curvilínea. Sua beleza é natural e ela possui algumas sardas espalhadas pelo nariz. Seus cabelos bagunçados dão-na um ar de selvagem. Não é do tipo modelo de revista, mas ela tem uma beleza própria e encantadora, deixando muitos homens aos seus pés. Seu jeito decidida e sua postura acabam-na deixando um pouco mais sexy, pois muitos homens gostam de mulheres assim, e muita das vezes as mulheres também precisam ir a luta e tomar a iniciativa; é assim com  Aubrey, quando ela quer algo ninguém lhe tira da cabeça.
Chance Bateman é um homem gostoso demais, está sempre com um sorriso arrogante no seu rosto lindo, esculpido, desalinhado e emoldurado por mechas grossas de cabelos castanhos acobreados. Ele tem sotaque super sexy, que deixa qualquer mulher de calcinha molhada. Seu abdômen é bronzeado e rígido como uma pedra e uma trilha fina de pelos que desaparecem na cueca. Suas lindas covinhas completam seu sorriso perfeito, seu sotaque australiano é de deixar arrepiada. Seus olhos são da cor azul igual ao lápis de cor nº treze, um azul com um toque misterioso de cinza. Covinhas profundas e a barba começando a sombrear a mandíbula. É um americano, mas mudou para a Austrália aos cinco anos. Hoje com vinte e oito anos, era jogador de futebol mas no momento é aposentado; seu hobby depois da aposentadoria é fazer arte de sucatas. 


Personagens Secundários

Harrison é sócio do escritório de advocacia onde Aubrey trabalhava. Eles estavam juntos por quase um ano, e moravam juntos, mas Aubrey acabou descobrindo que Harrison estava de caso com sua estagiária.
Adele é irmã de Chance, ela é dois anos mais nova que seu irmão. Ela e Chance são bem unidos, ele é capaz de fazer de tudo pela felicidade da irmã, ao ponto de prejudicar sua própria felicidade. Em um dado momento de sua vida ela acabou se metendo com pessoas erradas e com isso acabou entrando na vida errada, de drogas e tal. Um certo dia, seu mundo virou de ponta à cabeça, e seu irmão, para defendê-la, acabou cometendo um erro muito grande e teve que passar por isso durante um certo tempo.
Piper é ex-noiva de Chance, ela é loira, magra e muito bonita de um jeito convencional. É uma super modelo, uma espécie de celebridade que adora estar aparecendo pra tudo e mostrando que tudo deve ser perfeito.
Jeremy Longthorpe é o CEO de uma empresa de tecnologia, ele é cliente de Aubrey e se mostrou muito interessado nela. Ele é muito fofo e fica lindo usando óculos. 
 
Capa, escrita e afins

Esse livro possui uma mistura de romance, drama e um pouco de comédia.
A escrita é dividida em duas partes, em que na primeira quem narra é Aubrey, e na segunda quem narra é Chance.
O livro é escrito de uma forma leve que nos faz envolver com muita facilidade e acabamos entrando na história e vivendo um pouco de tudo que os personagens passaram.
Chance é o cretino abusado que me conquistou somente pela capa, fiquei encantada por essa capa linda que nos revela esse verdadeiro e lindo motoqueiro que deixa qualquer mulher doida.
Cretino Abusado nos conta uma linda história entre um motoqueiro sedutor e uma linda advogada que está atrás de um recomeço para sua vida. Ela nunca foi uma menina ingênua, mais acabou deixando seus sonhos de lado para seguir o que seu pai tanto queria. É uma mulher-menina que tem tudo sobre controle na sua vida e quando é traída acaba percebendo que muita coisa deverá passar por uma mudança, e essa mudança é inesperada. 
No começo do livro o personagem principal, Chance, tem um ar misterioso e arrogante, mas depois que você começa a leitura acaba se apaixonando por ele assim como eu. É que você percebe que o que ele mais quer é não machucar Aubrey, por isso ele acaba tendo que tomar algumas decisões difíceis.
O que eles não imaginavam é que iriam acabar desviando caminho e que em cada parada mais uma página dessa linda história de amor iria ser escrita.  

Conclusão

Já estava doida por esse livro há muito tempo, e quando recebi em parceria com a editora fiquei mega feliz.
E depois que comecei a leitura soube que era tudo que eu tanto esperava pra ler, por um momento fiquei com medo de ter me encantado tanto pela capa e não gostar da leitura, mas já no primeiro capítulo eu tive certeza que esse livro é perfeito. Leitura altamente viciante quando se começa a ler não tinha vontade de fazer mais nada; acabei de ler em apenas um dia, pois fiquei tão apaixonada pelos personagens que quando dei por mim a leitura já tinha acabado.
Esses personagens irão nos mostrar que são em pequenos gestos que percebemos a importância que a outra pessoa nos dá, que cada simples momento será único e estará fazendo a diferença na vida de cada um, podemos não perceber de imediato, mas eles irão te transformar de alguma forma. O destino irá criar oportunidades, basta cada um aproveitar da forma que achar melhor; mas o principal é se lembrar que onde há amor há tudo.
Recomendo muito!

Citações importantes

“Quanto mais você tenta ser boa, mais anseia por ser má.”
"Chance era a única coisa que me parecia certa em relação à minha vida naquele momento - a única coisa que fazia sentido."
“A única coisa que pode ser mais bonita do que seu rosto quando sorri para mim, é seu rosto quando eu estiver dentro de você.”
 “Ás vezes é preciso perder tudo para perceber do que você realmente precisa.”
"Meus sonhos não tem arco-íris e pombas brancas. Neles, estou puxando o seu cabelo enquanto te fodo em cima da mesa. Quer transformar meu sonho em realidade, princesa?"
Nota: