Conheça nossa página

#Resenha: Atraída por um Highlander – Maya Banks


           Título: Atraída por um Highlander (Irmãos McCabe, #1)

Autora: Maya Banks


Páginas: 416

Ano de publicação: 2017

Onde comprar: Saraiva / Amazon


A História

Filha do rei e com a necessidade de viver escondida, Mairin é uma moça que passou boa parte de sua vida fugindo. Ela não poderia ser encontrada de forma alguma e estava tudo indo bem até que seu último esconderijo é brutalmente atacado pelos homens de Duncan Cameron, um dos muitos que estavam de olho nela, herdeira legítima das terras de Neamh Álainn.

Sequestrada por eles, Mairin se vê sem saída sabendo exatamente qual será seu destino, mas tudo muda quando ela conhece o destemido e feroz Crispen, um garotinho guerreiro que acabara de ser pego pelos mesmos homens. Ao ver que se tratava de uma criança, ela se compadece e o defende com unhas e dentes. Juntos e sequestrados, Crispen e Mairin se conhecem melhor e, de cara, se gostam, prometendo proteger um ao outro, até que consigam fugir.

A promessa foi cumprida. Mairin e Crispen não mais se largaram. Depois de passarem por tudo que passaram juntos, Crispen promete que seu pai irá protegê-la do monstro Cameron, então, ao chegar ao clã do pai, o menino exige que ele faça o que prometera, afinal, um McCabe jamais quebra uma promessa.

No entanto, ao conhecer Ewan McCabe, Mairin tem ainda mais pressa de fugir. Ela não quer que seu segredo seja revelado, mas o homem mandão e arrogante não para de lhe dar ordens a fim de saber quem ela é, já que parecera tão valiosa ao ponto de Cameron querer casar-se com ela. Ewan, para cumprir a promessa do filho, jamais permitirá que a moça vá embora, não sem antes saber tudo sobre ela.

E quando isso acontece, tudo, absolutamente tudo, acaba tendo uma mudança incrível.

Agora, a moça teimosa e turrona pode ser a salvação do clã McCabe.

E a dele também.


Personagens principais

Mairin Stuart é uma moça delicada, com olhos azuis e cabelos pretos, que passou boa parte de sua vida tendo que se esconder, pois sabia que, assim que descobrissem quem ela era, iriam querer casar-se com ela. Depois, iriam fazer um filho nela e, assim que o bebê viesse ao mundo, ela seria descartada. No entanto, sua maior vontade era de encontrar um homem guerreiro que pudesse lhe proteger, mas também lhe amar. E que, principalmente, não estivesse de olho apenas em seu dote. Mairin estava no convento quando foi raptada, então tudo o que sabe foi ensinado por uma madre. Quando ela chega ao mundo real, descobre que tudo que aprendera não fora de muita ajuda, afinal as coisas são bem diferentes do lado de fora. Sentindo-se sozinha e perdida, totalmente sem saída, ela acaba por aceitar a proposta de Ewan, somente por não ter melhor escolha. Entretanto, apesar da faísca que soltam quando estão juntos, o que ela não esperava era de descobrir que sua escolha era a melhor que poderia ter tomado, pois, agora, ela conhece o verdadeiro Ewan. Seu Ewan.

Ewan McCabe é um fiel guerreiro e laird de seu clã. O nome McCabe sempre foi um nome forte. Há apenas oito anos eles resistiram a um ataque destruidor, onde Ewan perdera seu pai e sua esposa. O ataque levara tudo, portanto, tornando-se laird do clã, agora dizimado e destruído, Ewan precisou ser forte e levou muito tempo para que reerguesse o clã. Agora seus soldados eram os mais bem treinados das Terras Altas. Então, tudo o que ele quer é vingança contra Cameron. Ewan é um homem de autoridade, sua missão inclui dar ordens e pensar de forma autoritária, já que seu clã depende dele. Ao resgatar seu filho, nunca imaginara receber de brinde uma mulher de olhos azuis e cabelos pretos longos e que, ainda por cima, testasse tanta sua paciência. Porém, ao descobrir quem Mairin realmente era, ele não pôde acreditar que sua chance de derrotar Cameron chegara. Não lhe dando muita escolha, Ewan se casa com Mairin, a moça que salvaria seu clã. O que ele não esperava era que sua esposa tinha uma teimosia fora do comum e iria testar ao último toda sua paciência e que, pior que isso, ele poderia estar realmente interessado nela.

Embora o perigo nunca estivesse estado longe deles, agora Mairin e Ewan tentam se entender também fora das cobertas, desestruturando a todos no castelo, mas, principalmente, trazendo mais vida ao clã. Mas é óbvio que Cameron não vai deixar isso barato…

Crispen é filho de Ewan. Sua mãe morreu há oito anos e ele é carente de amor maternal, o que acaba encontrando em Mairin. Ele é um garotinho guerreiro igual ao pai. Autoritário algumas vezes, mas, na maioria, um amor eterno. É super protetor de Mairin e de quem ama. Ele faz de tudo pelo bem de seu pai e tios. De cara, ele conquista Mairin e é conquistado por ela, tanto que adora fugir para dormir em sua cama. Crispen é uma criança linda e que nos passa a impressão quase certa de que será um homem incrível.

Personagens secundários

Alaric é um dos irmãos de Ewan. Ele é o mais amoroso, ao que parece, apesar de parecer durão da mesma forma que Ewan. Tão grande quanto e com cara de malvado, Alaric se diferencia de seu irmão na sensação que passa aos outros. Enquanto Ewan assusta, Alaric deixa atento. Ele usa o cabelo escuro igual a todos do clã, longos e trançados. No fundo, ele é extremamente cavalheiro.

Caelen é o outro irmão de Ewan. Caelen tem a mesma estrutura, grandalhão, forte e com cara de mal, igual a seus irmãos. Mas há algo mais sombrio nele. Há algo em seus olhos que evidenciam uma tristeza profunda. Desde que sua esposa o traiu e atacou seu clã, ele se tornara um homem amargo. Mas, no fundo, Caelen não é só isso.

Gertie é a cozinheira do castelo. Ela trabalha para os McCabe há muitos anos e, apesar de ser rabugenta, é fiel ao clã e ao laird, além de ser uma ótima cozinheira.

Maddie, Bertha e Christina são as outras mulheres do clã que trabalham no castelo. Maddie foi a primeira amiga que Mairin fez ao chegar, pois a moça sempre lhe dera atenção e ajuda quando precisava. Christina é, pelo que vi, a mais nova delas e vive de olho em Cormac, um dos homens de confiança do laird Ewan. Elas são unidas e sempre ajudam umas as outras.

Cormac e Gannon são os dois homens guerreiros do clã e de mais confiança do laird. Eles se afeiçoaram à Mairin logo de cara, apesar de odiarem ter de segui-la para baixo e para cima, já que a moça não dá sossego.

Capa, escrita e detalhes

Eu estou completamente apaixonada pela capa! Eu amei cada detalhe. Acontece que todas as capas de romance de época são iguais. Essa foi a única que achei diferente. Linda, linda!

A escrita da Maya Banks não é somente leve e divertida, mas extremamente viciante. A leitura flui muito rápido. Principalmente com todos os contratempos e aventuras que acontecem no desenvolver da história. A gente sabe que as coisas vão chegar, que vai acontecer algo, e não larga enquanto não devora.

Os capítulos são bem curtinhos, o que adoro. Dá para ler muito rápido dessa forma, podendo também separar por capítulos para ler no dia. O livro é narrado em terceira pessoa, como a maioria dos romances de época, e mostra a visão geral de cada personagem.

Como disse, a desenvoltura do livro é muito instigante. Cada momento que acontece, acontece por um motivo. Nada fica sem um encaixe, sabe? Isso é muito bom.

Eu amei a característica criada para cada personagem. Principalmente pela protagonista ser tão carismática, turrona e divertida. Eu ri alto várias vezes, pois ela testa toda a paciência de Ewan com toda certeza. E quando você acha que ela sossegou, lá vem Mairin se metendo em mais encrencas. Essa moça não para! E é completamente apaixonante. Eu adorei a personagem. Inclusive, essa pegada de mulher forte, que não aceita ordens e que luta pelo valor da mulher, mesmo naquela época tão difícil e injusta, me fez amá-la ainda mais.

Todos os personagens são incríveis. Até mesmo os que não são tão descritos ou os que são machistas por causa do funcionamento político da época. As mulheres do castelo aparecem muito e eu adorei isso também, pois não ficam tanto em segundo plano. Até mesmo as crianças foram bem construídas.

Enfim, é um livro que carrega uma história bem construída, com acontecimentos instigantes e divertidos e que mostra bastante sobre a época, toda essa questão de terras, poder e guerra.

Conclusão

Eu amei o livro! Recomendo muito para quem ama romance, principalmente de época. É incrível como tudo vai acontecendo aos poucos, como os personagens vão mudando, crescendo, se tornando melhores a cada página. E sempre que você acha que não tem mais o que acontecer, algo instigante acontece e te faz devorar as páginas.

O que me deixou bastante satisfeita também foi o fato do romance ter sido construído devagar, sem haver amor à primeira vista, por exemplo. Há atração, mas o amor mesmo vai surgindo aos pouquinhos. Conforme os personagens vão se transformando e transformando um ao outro.

Outro ponto bastante legal evidenciado bem forte na história, foi a lealdade e irmandade presente no clã. Principalmente com os irmãos McCabe. Senti inveja da relação deles. Mostraram bem forte como é ser e ter irmãos ao lado, pessoas que amam e são amadas e que se pode confiar de olhos fechados. Bem emocionante.

Enfim, eu amei os personagens, a construção geral da história e o final.

O que mais poderia pedir? Ah, claro, o segundo livro! HAHAHA.

Citações favoritas

Derreteu-se toda e se encaixava nele como a espada se encaixava em sua mão. Perfeitamente.”

No entanto, não era assim que funcionava o mundo? Só os fortes sobreviviam, e os fracos pereciam.”

Não se cubra, moça. Você é uma imagem requintada. Incomparável a qualquer mulher que já vi.”

Sim, a moça o estava afetando. Ele esteve certo desde o primeiro instante em que pôs os olhos nela. Definitivamente, ela era problema.”

Ele podia treinar e liderar um exército inteiro. Poderia vencer uma batalha quando estava em menor número, com cinco contra um. Entretanto, não conseguia manter uma mulher sob controle. Isso o desafiava em todos os sentidos e o estava enlouquecendo.”

Nota da leitura:
  
O segundo livro da série é o Seduzida por um Highlander, aguarde a resenha sair, pois já estou o estou devorando. Resenha aqui!
E aí, já leu? Quer ler? Deixe um comentário. Curta e compartilhe se gostou! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo