Conheça nossa página

#Resenha: Seduzida por um Highlander – Maya Banks


Título: Seduzida por um Highlander (série Irmãos McCabe, #2)
Autora: Maya Banks
Páginas: 384
Ano de publicação: 2017
Nota da leitura: 5/5
Onde comprar: Amazon / Saraiva
A História
Alaric McCabe é um fiel guerreiro. Incapaz de ser desleal aos irmãos, ele se prontifica a casar-se com Rionna McDonald, filha de um laird vizinho de seu castelo, com o objetivo de unir forças para que possam derrotar o inimigo. À caminho do castelo McDonald, com o intuito de pedir Rionna em casamento, Alaric sofre um terrível ataque e, quase sem vida, vai parar nas mãos milagrosas de Keeley McDonald.
Keeley é uma jovem que foi deserdada de seu clã. Expulsa sendo considerada uma prostituta, a moça sobrevive sozinha em uma cabana afastada. É quem cuida de Alaric e o traz de volta à vida, mas, agora, ela acaba recebendo ordens do laird Ewan McCabe, irmão de Alaric, de ir para seu castelo continuar seus serviços de curandeira por lá, até seu filho nascer.
O destino de Keeley muda completamente a partir do momento em que ela sai de suas terras e vai para as terras McCabe, mas, no fundo, ela sabia que não deveria ter ido, pois a atração que sentiu por Alaric jamais iria deixá-la em paz.
A vida de Alaric muda completamente quando ele é salvo por Keeley, seu anjo perfeito. Ele a deseja mais que tudo, no entanto, sabe muito bem que não pode tê-la.
O que será de um amor que não pode amadurecer, mas ser aniquilado? Eles precisam se afastar, pois, mais cedo ou mais tarde, isso irá acontecer, afinal, Alaric é prometido a outra. E quando Keeley descobre quem é a outra, seu mundo parece ruir lentamente.

Personagens principais
Keeley McDonald é uma moça bastante petulante quando quer. Ela é uma guerreira, pois, sobreviver em uma cabana sozinha, sem dinheiro e com ninguém, é quase um milagre. Expulsa das terras McDonald, ela é considerada uma prostituta, sendo acusada de tentar seduzir o laird. Com sua reputação destruída, seu sonho de encontrar um bom marido vai por água abaixo, mas não é apenas isso que deixa a moça magoada, mas saber que sua melhor amiga, filha do laird McDonald, nunca foi procurá-la. Ela é uma curandeira e sempre encontra quem precise de seus serviços, ficando feliz em poder ajudar.
Quando o guerreiro Alaric acaba indo parar em sua cabana, ela logo se prontifica a salvá-lo, prometendo a si mesma não deixá-lo morrer, pois o homem era lindo e forte demais para tal fim. Passados alguns dias, oscilando entre ser o anjo bom e o anjo mal de Alaric diante de suas divagações, ela acaba por mirabolar cenas entre ela e o guerreiro. Cada vez mais inventando uma realidade que acredita jamais acontecer de verdade. É quando o laird McCabe bate à sua porta que sua vida muda, pois, após terem se certificado de seus bons serviços de curandeira, a levam para as terras McCabe. E ela, ora, não tem como dizer não…
Alaric McCabe é irmão do laird Ewan McCabe e Caelen McCabe. Ele é um guerreiro forte, com cabelos compridos e extremamente gentil, apesar de sua aparência assustadora. Sua família e seu clã são tudo para ele, pois ele vê no irmão, Ewan, todo um belíssimo exemplo de luta e superação. Jamais poderia lhe negar tal pedido de se casar com a filha do laird vizinho, já que seu clã dependia de tal elo. Em busca de não voltar atrás com sua palavra, o guerreiro vai de encontro com as terras McDonald para pedir a jovem Rionna em casamento, mas logo é surpreendido por uma emboscada terrível, perdendo seus homens e quase sua própria vida.
Ao perceber que foi salvo, denominou a jovem moça com mãos milagrosas de anjo, pois lhe salvara da morte quando mais ninguém o faria. Só que não foi só gratidão que sentiu por ela, foi algo mais, algo que ele desconhecia, mas que queria muito continuar sentindo. Ele a desejava, mas não podia.
Incapazes de controlar seus desejos, Alaric e Keeley sofrem calados, mas, na escuridão do quarto e na calada da noite, se amam até não poderem mais.
Personagens secundários
Ewan é o laird do castelo McCabe. Ele é um homem extremamente justo e faz tudo que estiver ao seu alcance por sua família e seu clã. Quando vê a oportunidade de ter uma curandeira no clã novamente, não perde tempo, no entanto, oferece todo abrigo e cuidados que Keeley precisar. Além de ele ser um ótimo laird, é um bom amigo, irmão, pai e marido. Um verdadeiro exemplo de homem.
Caelen é o irmão mais novo de Alaric. Sabe um homem petulante? É ele! No entanto, sabe um homem extremamente justo e gentil quando precisa? É ele também. Caelen é o tipo de homem que surpreende. Logo de início, ele odeia Keeley, e os dois vivem brigando. Após vários acontecimentos, ele vai surpreender mais uma vez, só pra variar.
Mairin é a cunhada de Alaric, casada com seu irmão Ewan. Ela está grávida e desajeitada, mas continua turrona e sem respeitar as regras. Facilmente se torna amiga de Keeley e faz de tudo para ajudar quando pode. Além de ser uma boa senhora para o castelo, Mairin é uma ótima mãe para Crispen (filho do laird), cunhada e companheira.
Rionna é a filha do laird vizinho e também a prometida de Alaric. Ela é bem diferente das outras mulheres, pois gosta de se vestir como homem e sabe lutar como qualquer outro guerreiro. Ela é uma boa pessoa e guarda mágoas do pai.
Crispen é o filho do laird (com sua falecida esposa). Apesar de ele não ter aparecido tanto nesse livro, sabemos que estava lá e, inclusive, adorou conhecer e ter Keeley no castelo. Juntos, os dois até se meteram em uma grande aventura, como já era de se esperar desse pequeno guerreiro.
Os outros personagens são todos os que trabalham no castelo, que já foram citados na resenha do primeiro livro (leia aqui). As mulheres: Gertie, Maddie, Bertha e Christina. E os guerreiros confiabilíssimos de Ewan: Cormac e Gannon.
Capa, escrita e detalhes
A capa está maravilhosa! Eu amei cada detalhe, principalmente as cores.
A escrita da autora, Maya Banks, é muito fluída, leve e envolvente. Permite que a leitura seja rápida, apesar de todas as descrições longas que o livro possui. Eu gostei bastante do modo como seus livros foram escritos, pois eu sempre arrasto a leitura quando leio romance de época, mas com esse isso não acontece.
O que mais me deixou abismada no livro foi que eu jurava que seria uma coisa completamente diferente do que, de fato, aconteceu. Sabe quando o primeiro livro termina e você já cria toda uma hipótese e tem certeza de que vai ser aquilo? Eu sabia! Só que não. A autora destruiu minhas hipóteses logo nos primeiros capítulos e eu fiquei pensando “não pode ser”. Mas era. Hahaha.
O que quero dizer é que amei ser surpreendida com essa história inusitada, já que eu jurava que seria diferente. E apesar de o final ter sido um pouco previsível, a gente ainda sente medo de que não vá acontecer. Fiquei bem apreensiva, porque estava terminando o livro e nada. Só que Maya fez tudo com maestria e ganhou meu coração mais uma vez.
Se for para responder qual dos livros eu mais gostei, eu diria que gostei mais dessa história, porém, gostei mais do primeiro casal do primeiro livro. A história desse foi excelente, mas não senti tanto a química entre o casal protagonista. Achei que faltou algo. Porém, não é algo que vá fazer com que odeie o livro. Eu amei, apesar desse contraponto.
Conclusão
Concluindo tudo, só posso dizer que estou mega ansiosa para o terceiro livo. Nesse livro, no final, tem umas boas páginas do terceiro, mas estou me segurando para não ler, pois vou ficar ansiosa demais, porque agora sim acho que minhas hipóteses vão se concretizar.
Vale lembrar que esse é o segundo volume da série, podendo ser lido individualmente, mas eu aconselho muito ler na ordem. Então o próximo é o “Apaixonada por um Highlander”.
Enfim, amei demais a leitura! Entrou para os meus romances de época favoritos. E com certeza eu recomendo muito, principalmente para quem ama romance de época. E para quem ainda não leu esse gênero, essa série é uma ótima chance de se encantar!
Não é um livro clichê, sabe? Esse vai mesmo te surpreender.
Citações favoritas
Hipnotizada pela beleza daquele rosto, correu o dedo pela bochecha até a mandíbula dele. Era realmente lindo. Perfeitamente criado e moldado. Um guerreiro forte, forjado pelos fogos da batalha.”
Qualquer que fosse o caso, Keeley decidiu que iria aproveitar os seus sonhos. Mesmo que fossem tolos e uma perda de tempo. Às vezes, eles eram tudo que a sustentavam.”
Algum tempo não é melhor que nenhum? Provar do doce não é melhor que uma vida amarga de arrependimento?”
Vivemos um dia de cada vez e saboreamos cada momento juntos. Quando a hora de dizer adeus chegar, teremos essas noites para nos lembrar da paixão feroz que houve entre nós.”
Nota da leitura:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo