Melodramas,

Tentando me encontrar em meio ao caos

novembro 02, 2019 Maria Clara 0 Comments

Chega o fim do dia e o que eu mais espero é ter a certeza de que tudo valeu a pena. Cada mínimo detalhe que fez dos minutos se transformarem em um dia, foram, de algum modo, momentos da minha vida.

Eu corri contra o tempo para demonstrar que posso, sim, vencê-lo. Ok, eu fracassei. Mas não foi em vão. Quis fazer isso para dizer a mim mesma que sou capaz de tudo, capaz de mostrar que existo por alguma razão e não vai ser o tempo que me impedirá de acreditar nisso –  nem ele, nem ninguém.


Em meio a esse caos, eu ainda tento me encontrar. Faço isso, pois não sei quem sou; apenas sei que existo. Não acredito que sou só mais alguém no mundo, que aceita tudo o que dizem, que não tem o próprio estilo de roupa ou que não sabe fazer nada mais além de existir.

Pensamentos invadem a minha mente na hora de dormir, para que eu pense mais um pouco sobre mim. O cansaço chega e os tira de lá. Essas horas de sono dispensam todo e qualquer pensamento que me levam a refletir quem eu sou.

Tempo, tempo, tempo.

Passo horas olhando para o relógio, tentando entender sobre tudo e todas as coisas. Observo a porta e imagino alguém abrindo-a e dizendo-me que não sou somente uma garota passando por uma tempestade, mas, sim, que eu sou ela própria.

Aliás, eu sou a chuva: eu me banho nela, tiro tudo que não me faz bem; sou o sol: irradio aquilo que está na escuridão e o transformo também em luz, sou o mundo: sempre estou procurando a resolução para os problemas e sou eu: aquele ser que luta para alcançar seus objetivos, que cai e levanta sem ter a mão de alguém para isso, que corre sem ter aonde ir e que se encontra mesmo em meio ao caos.


Comentários
0 Comentários

0 Recados:

E você, o que achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)