Livros,

#Resenha: Entre quatro paredes - B. A. Paris

abril 06, 2019 Sâmela Faria 1 Comments


Título: Entre quatro paredes
Autora: B. A. Paris
Editora: Record
Páginas: 266
Ano de publicação: 2017
Onde comprar: Amazon | Saraiva


A História


O casamento perfeito existe?
Casados há um ano, Jack e Grace são o casal perfeito. Estão sempre, sempre juntos. Onde Grace está, Jack também está, como dois pombinhos que nunca se largam para nada. Jack e Grace vivem em perfeita harmonia, ela está sempre agradando o marido, assim como marido a ela.
Os dois têm uma casa linda e uma vida tranquila. Grace largou seu emprego de bom agrado para ficar em casa e poder receber seu marido todos os dias com tudo em perfeitas condições. Jack é um excelente advogado, renomado e conhecido por onde vai por lutar e sempre ganhar as causas contra violência doméstica.
Os dois estão à espera de Millie, irmã de Grace que tem síndrome de down e que ficou aos cuidados dela. Millie está estudando em uma escola maravilhosa e está prestes a terminar seu último ano, logo após, irá morar com a irmã e seu cunhado.
É tudo tão perfeito que Esther desconfia.
É tudo tão incrível que Esther questiona.
É tudo tão bem encaixado que Esther quer saber como.
Esse livro te faz notar logo no início que onde houver sintomas de que algo é perfeito, desconfie. Porque não, não é.


Personagens principais


Grace é uma mulher destinada a cuidar da casa onde mora. Ela não sai para lugar nenhum sem que seu marido esteja presente, dando a entender que prefere que tudo seja exatamente assim. Grace tem uma irmã com síndrome de down que está em um tipo de internato escolar estudando seu último ano. Seus pais não são do tipo que se preocupam com os filhos, afinal, sempre deixaram claro que nunca quiseram filhos, deixando, assim, Millie aos cuidados de Grace. Ela não sabe o que seria de sua vida se não tivesse encontrado Jack...
Jack é um homem extremamente bonito e que sempre chama atenção por onde passa, principalmente das mulheres, mas ele só tem olhos para Grace, sua bela mulher, como sempre faz questão de dizer. Ele construiu a casa dos sonhos e a pediu em casamento em pouco tempo em que se conheciam, mas não se arrepende nada disso. É um advogado muito bom no que faz, renomado e conhecido por nunca ter perdido uma única causa contra a violência doméstica. Sua vida é estar a par de Grace e Millie, além do trabalho...

Capa, escrita e detalhes


A capa carrega um ar de suspense logo de cara, nos fazendo questionar o casamento perfeito do casal protagonista, afinal, o que acontece entre quatro paredes?
A escrita é muito fluída e te faz querer devorar o livro, embora haja partes mais densas por causa dos detalhes que vão surgindo e se encaixando na história. O livro é narrado por Grace em primeira pessoa, nos permitindo estar na pele da protagonista e entender suas emoções.
Além disso, o livro é narrado de duas formas, alternando entre passado e presente, nos permitindo voltar ao início onde tudo começou na vida de Grace e Jack e nos fazendo compreender, pouco a pouco, tudo o que de fato está acontecendo ali, entre quatro paredes.
Não posso contar muito mais que isso, pois me parece que tudo que eu disser poderá estragar a leitura de quem ainda não leu, mas quero dizer que é um livro bastante perturbador e que vai te fazer questionar tudo a sua volta, principalmente as pessoas que se dizem muito perfeitas.
Millie é uma personagem secundária muito importante para a trama que, de início, você não percebe o motivo, mas conforme tudo vai se desenrolando, você começa a entender tudo. Achei extremamente cruel, aliás, entender os motivos para Millie compor essa trama da forma como compõe.

Conclusão


Entre quatro paredes é um thriller macabro e que vai mexer com sua cabeça, trazendo a tona personagens que nunca nem sequer poderiam questionar aquilo que entende como perfeição.
Por que será que as pessoas veem aquilo que os outros querem mostrar e absorvem de forma tão ininterrupta? Sem nunca questionar se tal coisa é de fato como dizem ser?
É um livro que vai te fazer devorar as páginas porque simplesmente quer entender como é que um casal tão amável pode, no fundo, guardar um terrível segredo. Como é que personagens a sua volta jamais desconfiaram que tudo não poderia simplesmente ser uma mentira?
Gostei do final, mas no fundo, senti falta de umas coisas, fiquei me questionando se isso ou aquilo poderia ser possível e tal, coisa que não obtive resposta, mas que não estragou em nada a minha leitura.
Recomendo para quem gosta de thriller e histórias que vão te tirar de sua zona de conforto e fazer questionar aquilo que você vê, mas não enxerga verdadeiramente.
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

E você, o que achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)