Motivacional,

Aos 24

dezembro 15, 2018 Cláudia Goliver 8 Comments


https://pixabay.com/pt/bela-mulher-beleza-brilhante-moda-3116587/
Aos 24 eu percebi que passei a selecionar as pessoas com quem eu estou disposta a doar meu tempo para longas e boas conversas. Eu sempre fui muito de querer todos meus amigos a minha volta, hoje em dia, nem tanto, apenas aqueles que realmente sempre quiseram ficar, e que aqui permanecem para tudo o que eu precisar, sou grata que os fies permaneceram.

Aos 24 declaro de uma vez por todas que música alta, baladas e pegação não são “a minha praia”.  Bom, na verdade nunca foi, mas hoje em dia nem que me paguem compareço a lugares lotados, com de gente vazia e copos cheios. Eu prefiro tomar um açaí na praça, ou um prestigiar bom pedaço de pizza num barzinho tranquilo e pôr o papo em dia com os amigos, com as pessoas que realmente me conhecem, que eu não preciso ir super produzida para pegar ninguém. Haha. Eu prefiro, em um sabadão, ficar em casa, me curtir, cuidar de mim, arrumar o guarda-roupas, ler um bom livro ou me jogar na minha playlist, só eu e ela, ali, no meu quarto, sem ninguém a minha volta me olhando.

Aos 24 eu aprendi a ter mais fé, a acreditar que tudo passa e que tudo tem um porquê e que lá na frente eu vou agradecer e muito.

Aos 24 eu aprendi a curtir a dor quando ela aparece, a curtir o choro, os dias cinzas... São eles que me fazem uma mulher mais forte, são eles que me fazem agradecer muito mais todos meus sorrisos e dias de sol.

Aos 24 eu passei a dar mais valor à minha família, é ela que vai estar sempre ao meu lado em todos os momentos.

Aos 24 eu resolvi deixar a opinião dos outros com os outros, o que eles pensam acham ou julgam não me afeta como antes. Decidi ser quem eu realmente sou sem máscaras, intensa como sou, faladeira, sentimental ao extremo, ansiosa, elétrica. Não sei ser metade. Decidi que não preciso andar nos padrões de beleza perfeito, que posso usar meu cabelo estilo leãozinho quando me der vontade, e se vai ter gente achando feio? Claro que vai, mas o que importa? O importante é que eu esteja feliz.

Aos 24 eu aprendi que podem, sim, existir grandes laços de amizades a longas distâncias, e que a saudade vai ser enorme e vai machucar o peito, mas que o reencontro será tão mas tão bom que tudo valerá à pena.

Aos 24 eu aceitei que tenho um contrato vitalício com as espinhas. Haha. Quanto mais o tempo passa, mais elas aparecem, e convivo com elas bem, sem photoshop, nas fotos, pois elas agora fazem parte do look em geral de quem realmente sou.

Aos 24 eu entendi que não preciso postar tudo o que eu vivo, apenas aquilo que realmente é importante para mim, ou seja, muita coisa. Haha. Sou muito detalhista e me encanto fácil, tenho alma sonhadora e tudo tem uma importância para mim, mas aprendi viver o momento gravar tudo na minha mente e coração primeiro, aí, sim, depois postarei. Entendi que vai ter gente que não vai dar valor às minhas declarações, mas, bom, irei estar de consciência e coração tranquilos, pois minha parte eu fiz.

Aos 24 eu tive a plena certeza que sou completamente apaixonada pelo pôr do sol e pelo mar, sei lá, mas eles me passam tanta paz naqueles dias em que tudo está um caos, me sinto mais próxima de Deus, é como se eu tivesse recebendo uma resposta um acalento:“ vai ficar tudo bem”. E vai mesmo.

Aos 24 eu aprendi a ser mais maleável, a não brigar, discutir por pouco, quero é paz. Aprendi a pedir e dar mais perdão, desisti de joguinhos na hora do flerte ou passei a não suportar quem faz esse tipo de coisa, então, se começou com isso, já mando logo um próximoooo, por favor. Não tenho mais idade e nem paciência para isso, quero algo leve e sincero.

Aos 24 eu aprendi dizer e ouvir ‘Te Amo’, e, cara, não tem coisa mais incrível e maravilhosa nesse mundo que não seja isso. Não sair por aí dizendo ou ouvindo de qualquer um, mas daquelas pessoas das quais a gente realmente sente que transbordam amor.

Aos 24 eu aprendi a ser grata por quem eu me tornei!
Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Um texto desses, bicho!
    Me definiu tanto que nem sei como explicar. hahaha.
    Mas é isso, vamos nos inventando e reinventando a cada nova etapa. Por isso somos tão indefiníveis: estamos sempre aprendendo e nos construindo em novas versões.

    Lindo texto, lindona!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh que maravilha saber que se identificou tanto assim, fico muito feliz, essa é a recompensa em escrever...
      E pois é nos reinventamos a cada novo dia e isso é maravilhoso
      Beijos lindona!

      Excluir
  2. Que lindo texto. Parabéns. O melhor da trajetória é nos descobrirmos e nos amarmos cada vez mais, evoluindo e crescendo em todos os aspectos!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oieee lindona, obrigada, e fico mega feliz que voce tenha gostado e passado por aqui. E realmente é bom demais nos descobrirmos a cada dia uma nova versão.
    Beijinhos, volte sempre.

    ResponderExcluir
  4. Incrível como a gente muda com o passar do tempo, né? Tenho 20 anos e não me identifico com quase nada que as meninas da minha idade gostam. Sair, beber, música alta, balada, definitivamente não me definem, rs. Amei seu post, mesmo não tendo 24 anos me identifiquei com muita coisa!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie lindeza, então somos do mesmo time eu também nunca gostei de nada disso haha e fico megaa feliz que você tenha gostado e se identificado com o texto, mesmo não tendo 24 anos haha não importa, o que importa é as mudanças que nos ocorre a cada dia!
      Volte sempre, beijinhos.

      Excluir
  5. Que post maravilhoso, acabei de fazer 25 anos, mas eu me identifiquei totalmente com o seu texto. Eu aprendi a viver a vida de forma mais leve, com certeza.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee lindeza que maravilha tu se identificou também,como é bom ler comentários assim, o tempo faz isso com a gente ne nos ensina a levar a vida mais leve...
      Volte sempre, grande beijo a ti!

      Excluir

E você, o que achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)