Inquietações,

Qualquer coisa

agosto 07, 2018 Sâmela Faria 0 Comments


Alma? É você?
Quero te dizer muito
Mas nem sempre sei como demonstrar
É que fica tudo tão sorrateiro
Me fazendo desmoronar

Sinto como se o mundo parasse
Como se eu fugisse para longe em pensamentos
Não sei nem quando foi que saí por aí
Mas não sei como voltar
Acho que me perdi

A vida está correndo
E eu estou tentando alcançar
Nem sempre irei perder
Nem sempre irei ganhar
Tudo isso eu sei
Mas não mais me importo em saber


Eis que tenho medo
Eis que quero correr daqui
Sumir talvez
Voar por aí
Mas pássaros vão e voltam
Pássaros não se conformam

Insanidade ou não
Quero manter meus pés no chão
Nem sei quando foi que me perdi
É que não lembro se já me encontrei alguma vez
Tento acreditar que sim, mas aceito o talvez

Antes mesmo do nascer do sol
Estarei vendo a luz do dia
Meus sonhos não me deixam mentir
Tenho muito que aprender aqui
Tenho muito que tentar ainda
A vida é assim: indefinida

E eu? Sou a própria definição
De alguém que sequer prestou atenção
No que o diz o coração
Sou assim, mas também louca
Sou tudo, menos qualquer coisa.

0 Recados:

E você, o achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)