Inspirações,

15 coisas que eu quero lembrar quando tiver 30 anos

julho 09, 2018 Sâmela Faria 2 Comments

https://pixabay.com/pt/mulher-triste-escrito-di%C3%A1rio-1055092/
Sabe, é sempre bom lembrar coisas que podem nos fazem perceber cada vez mais o que somos, o que fomos e o que ainda podemos ser. 

Hoje tenho 23 anos e faço 24 ainda esse ano... e é quando percebo o quanto o tempo voa, trazendo o branco para nossos fios, as rugas para nossas faces e as inúmeras experiências que nós nem percebemos que estamos colecionando ao longo do caminho.
Essa pequena lista consiste em enumerar 15 coisas que pretendo reler e lembrar quando tiver 30 anos. Talvez eu leia antes? Sim, claro. Mas sei que vão fazer diferença lá na frente. Sei que vão me lembrar quem fui e quem pretendo continuar sendo. 
Vamos lá?



  1. Que eu nasci com pintinhas ao redor do rosto e que tudo bem ter sentido vergonha na adolescência, mas que ser diferente é incrível;

  2.  Que a minha voz é irritante e nem assim eu deixo de falar muito, ninguém vai me calar; 

  3. Que, independente de você ser mestranda ou não, nada te faz melhor que ninguém; 

  4. Que saúde é muito mais importante que padrão social de beleza; 

  5. Que decidi escrever quando já não sabia onde guardar meus pensamentos e eles já estavam me sufocando (ainda sufoco de vez em sempre); 

  6. Que eu criei um blog com dezesseis anos e só comecei a tocar pra frente quando tinha dezoito (ainda estou tentando, aliás); 

  7. Que eu sempre gostei de estudar e que me esforço muito por meus estudos (sempre mesmo); 

  8. Que eu dou o meu melhor para as pessoas, mas que elas absorvem o que querem absorver (a culpa não é minha, afinal); 

  9. Que a vida é feita de prioridades e você deve saber quais são antes do amanhecer do dia;

  10. Que família é um tesouro, e tesouro não deve ser encontrado, mas guardado;

  11. Que eu sou amada por um alguém que também tem meu amor eterno (e espero que sempre seja assim);

  12. Que eu quero viajar o mundo antes dos quarenta (podemos dobrar a meta, tá?);

  13. Que ter filhos não é um dever, mas uma escolha e deve ser feita com total consciência da responsabilidade enorme que exige;

  14. Que o amor pode sim curar o ódio alheio (amor cura tudo, mas só amor não basta, aliás);

  15. Que se eu quero algo, devo correr atrás ao invés de esperar sentada; e que se eu encontrar portas fechadas é sinal de que preciso derrubá-las.


2 comentários:

  1. Oie lindona, que bela iniciativa escrever esse texto, gostei muito muito e claro me identifiquei bastante em alguns tópicos, ate fiquei inspirada e resolvi escrever um assim também hehe, usei ate alguns tópicos seus que me descreveu tão bem aquelas palavras, depois se quiser ler passe la no blog pra ler...
    bjss e obrigaduuuu
    https://claugoliver.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, lindona! Que bom que gostou! Fico feliz que tenha te inspirado também. Vou ler sim, com certeza.
      Obrigada pela visita! Volte sempre.
      Super beijo,
      Sâm

      Excluir

E você, o achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)