Ninguém me vê como sou

Lá fora é tudo tão diferente... vejo sorrisos, olhares, abraços. Vejo sonhos, desejos, planos... Sinto que o mundo exterior é duro, difícil de superar muitas vezes, mas você já experimentou superar o mundo de dentro? Se ouço a chuva bater na janela lá de fora, aqui dentro já cai tempestade. Se ouço o vento bagunçar meus cabelos quando saio, no mundo de dentro o vento já deixou apenas seu rastro avisando que passou, deixou seus destroços. Sinto como se eu vivesse em dois mundos: o de dentro e o de fora. Às vezes, quando esses dois mundos colidem, não sei mais em que lado estou.

A verdade é que ninguém sabe o que se passa no mundo de dentro da gente. É cada dor, cada lágrima, cada luta, cada sonho... cada pedacinho de nós se esvaziando de quem somos, de quem fomos e de quem ainda queremos tanto ser. Às vezes sinto que aqui dentro se deslocou do que há aqui fora. É como se um não dependesse do outro, como se tivesse criado aversão. As pessoas não sabem quem somos, mas estão sempre dizendo por aí como deveríamos ser. E, no fundo, ninguém é igual àquilo que estampa na camisa, que escreve no caderno, no livro, na tatuagem...

A gente tenta, mas às vezes não conseguimos, sabe? E tudo bem. Tudo bem não ser capaz de superar a versão superior que você mesmo criou de você. Afinal, você sempre será sua melhor versão, lembra?

Ninguém me vê como sou. É que não sou só o que todo mundo vê. A carcaça sempre é uma capa protetora, algo que criamos para que possamos estar cobertos, escondendo as feridas, as incertezas, as falhas... os medos. Ninguém precisa saber. Ninguém quer saber. Cada um esconde um pouquinho de si. Talvez por querer mesmo guardar para si. Talvez por medo de ninguém compreender. Talvez por segurança ou por ser mais fácil. A verdade é que não há muito o que fazer, uma hora ou outra, nos escondemos debaixo daquilo que todo mundo vê e diz que é você. É você, mas não somente.

Somos isso e muito mais. Somos tudo, somos sempre mais do que permitimos que veem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você, o achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)

Nosso instagram!