Sorrindo e chorando, jamais desistindo...

Imagem via Pixabay


31 de Dezembro de 2017
Querida vida,
Obrigada por não me deixar em paz em nenhum minuto sequer durante toda minha existência até aqui. Obrigada por não me permitir entrar no comodismo, por sempre ter me dado milhões de circunstâncias difíceis para passar, o que me fez aprender a fazer escolhas. E a arcar com as consequências delas. Obrigada também, por não me deixar dormir em paz por jamais deixar de pensar nos problemas que enfrentei.

Agradeço por cada tropeço. Por cada angústia e sensação de que tudo iria dar errado. Agradeço por cada palavra de desencanto que me fez ouvir, aos nãos que me deu e aos inúmeros talvez que, até hoje, não tive confirmação se era coisa boa ou não. Agradeço pelos balanços, pela agitação e pela completa amargura de cada dia. Pelos caminhos tortos e difíceis de enfrentar.

A verdade é que agradeço por todas as não desistências que me fez tomar, porque, durante toda uma vida, me fez ser forte e enfrentar os obstáculos com a esperança em alta e a vontade de vencer na frente. Obrigada pela fortaleza, pelas idas e vindas, pelos caminhos contrários aos sonhos. Obrigada por ter me feito querer desistir diversas vezes, isso me fez ver o quanto sou capaz de enfrentar o que for por um bem maior.

Agradeço pelas lágrimas. Essas que derramei diversas vezes no calor da noite, olhando um céu sem estrelas, mas sabendo que a vida acontece em um dia após o outro e que, ao amanhecer, tudo poderia ser melhor. Obrigada por todas as decepções e angústias. Por todas as aventuras, as palavras que fizeram cortar meu coração e os vãos em que me meti e custei sair. Obrigada pelo vazio que me fez sentir nos momentos mais difíceis.

Eu agradeço por tudo isso, porque tudo isso me fez crescer. Amadureci e me fiz forte por nunca ter tido a facilidade de viver. Por nunca ter tido asas para voar e voltar quando quisesse. Para tudo que conquistei até aqui, foi preciso muita luta e garra. E eu fui guerreira. Fui destemida. Fui incerta também. Senti medo, quis sumir, parar e não mais aparecer nos caminhos tortuosos da vida, mas, sabe, ainda estou aqui.

Agradecer é o que me dá forças para continuar. E, continuar, é o que me dá coragem para nunca desistir e sempre agradecer por cada pequeno degrau que subi. A escada é grande e a gente pode até subir aos poucos, mas sobe.

2 comentários:

  1. Que texto gostoso de se ler, bem isso mesmo... beijokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaa, guria linda! <3
      Volte Sempre.
      Super beijo,
      Sâm

      Excluir

E você, o achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)

Nosso instagram!