Conheça nossa página

Tanto faz



Tenho andado distraída, sem tempo e adiando as coisas. Deixando a poeira baixar e tudo cair em minha volta. Já não mais me importo com o correr das horas, com as palavras que faltam e com olhares me rodeando na rua. Já não mais me importo com buracos na estrada e todos aqueles quebra-molas insuportáveis. Ando deixando tudo meio de lado, meio para lá, longe de mim. Devo estar precisando de um tempo sozinha, comigo e com aquela garota que me olha de volta no espelho do banheiro.


Ando esquecendo os bilhetes, os e-mails, as mensagens. Deixo para depois e o depois acaba não chegando. É que eu não mais estou vivendo por mim, agora vivo por meus sonhos e passos que ainda quero dar pelo mundo. Vivo de descobertas e guardei as baboseiras sufocantes que estavam na mala do carro. Limpei meu armário e já faz tempo que não sei onde guardei as coisas. Coisas que eu sei que não fazem tanta falta, mas eu gosto de saber que estão lá. Ou ali, aqui. Tanto faz. Já passei da época em que me preocupava com telefonemas não recebidos e torpedos não enviados.

Tenho andado rancorosa e, talvez, seja esse o meu esconderijo. Ou o meu maior defeito, mas, sabe? Tanto faz. Existem momentos em que eu necessito tanto de sugar meus próprios pensamentos e receios que não mais me importa se quem vê de longe não entende. Aliás, se caso não entenderem, pois bem, melhor. Gosto mesmo é do sabor do enigma. Falta de concretude, gosto de ser suspense. Mistério. E de viver sem muitas pretensões. Não vejo problema em seguir passos diferentes, afinal, sou hoje desse jeito e amanhã posso não mais querer ser. O ser humano é mutável. E eu sou do tipo que não tem a mesma cara de hoje no próximo amanhecer.

2 comentários:

  1. amei o texto. me identifiquei bastante.
    tem razão, nos seres humanos somos serem mutaveis, uma hora pensamos de uma formas mas ninguem garante que seremos assim com o passar do tempo
    http://dose-of-poetry.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carla!
    Fico feliz que tenha se identificado. Não é?! Hehe.
    Somos mudança repentina.
    Obrigada pela visita e volte sempre!
    Super beijo,
    Sâm.

    ResponderExcluir

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo