Conheça nossa página

#Resenha: Sem vergonha (Vol. 1) – Julianna Costa


Título: Sem Vergonha

Autora: Julianna Costa


Páginas: 368

Ano de publicação: 2015

Nota da leitura: 5/5

Onde comprar: Amazon / Saraiva





A História

Imagine que sua vida vai bem. Você tem uma profissão bem-sucedida e é formada academicamente, tem um emprego, tem sua casa, seu peixe, uma melhor amiga e sua virgindade intacta. Não fosse a virgindade intacta de Mina, tudo ainda poderia estar em seu devido lugar. Isso mesmo que você leu! Tudo começou com o desespero de Mina de perder a virgindade, depois de tantas tentativas…

Ryker é o cara. Um garoto de programa que Mina contrata, seguindo conselhos de sua melhor amiga, para acabar logo com esse desespero. Tudo estava perfeitamente elaborado, não fosse o fato de Mina ser incrivelmente ansiosa, nervosa e desesperada. Talvez um tanto maluca também. Com suas habilidades atrapalhadas e incuráveis, ela acaba pondo tudo a perder e, quando digo tudo a perder, digo no sentido literal do contexto.

Ao fugir, mais uma vez, da hora H, Mina acaba se metendo em uma furada tremenda, juntamente com o boy, garoto de programa, Ryker, a quem sequer conhecia: os dois, agora, acabam de ser testemunhas de um crime cometido pelas mãos da máfia russa.

Desesperados e desconhecidos, eles conseguem fugir, porém rastros sempre ficam para trás, e Ryker tem quase certeza de que foram vistos. Não podendo arriscar suas vidas, agora os dois terão que se esconder para sobreviver.

Em Amsterdã, um clube de striptease que ainda sobrevive é o lugar. Lá eles irão, além de se esconder da máfia, viver dias inusitados e tremendamente malucos. Mina terá que, mesmo diante de toda sua vergonha, levantar a cabeça e encarar o que vier. Do jeito que der.

Os dois correm risco de vida, mas mal sabem que há outro grande risco que correm somente por estarem tão perto um do outro, tentando fugir a cada instante não só da máfia, mas dos sentimentos também. Talvez nem percebam. Ou talvez percebam tarde.

Personagens principais

Mina Bault tem vinte e poucos anos, é meio ruiva, tem uma profissão bem-sucedida, é extremamente controlada, mora sozinha com seu peixe Artur e tem uma mania estranhamente peculiar de ficar listando as coisas para ter melhores esclarecimentos sobre os acontecimentos. Além do mais, Mina guarda sua imaculada virgindade à sete chaves e não consegue entender qual é seu problema quando o assunto é sobre perdê-la. Não por ela não querer perdê-la, mas por, justamente, não conseguir. Acontece que Mina é incuravelmente ansiosa e desesperada e quando chega a hora, ela sempre desiste. Embora seja meio maluca, talvez um pouco mais que isso, Mina não mede esforços quando o assunto é ajudar a quem precisa e é assim que se mete em muitos outros momentos constrangedores em sua mais nova e inusitada vida. Ainda que esteja correndo risco de vida, é nessa nova vida que Mina vai se autoconhecer e enxergar o mundo de um jeito que jamais imaginara. São tantas palavras referentes à vida. Tantas respostas não encontradas. Talvez ela precise de novas perguntas.

Ryker Strome é um garoto de programa, stripper, entre outras coisas. É o cara contratado para “tirar” a virgindade de Mina. Ele é quase uma incógnita. Mas nada pode negar sua beleza escultural, com seus braços fortes, cabelos escuros e finos desenhados em um topete, queixo quadrado e rosto incrivelmente delicado. Seu humor é de tirar o fôlego, ainda mais sendo revestido de segundas intenções, claras e até mesmo vulgares. Ele nunca perde a oportunidade de fazer piadas, onde acaba sendo irritantemente sexy muitas vezes, deixando Mina totalmente vermelha de constrangimento e vergonha. Duas coisas que ele adora a ver sentir. Ryker tem seus dilemas e um deles é: fuja de corações. Garanhão, jamais se atreveu a manter um relacionamento, com exceção ao lance com Skye. Embora pareça sempre durão, seu mundo de dentro esconde uma sensibilidade irreparável. Ninguém sabe muito sobre ele, mas todos o adoram. Porém, se por fora Ryker demonstra toda sua força, por dentro esconde suas fraquezas, medos e história. Histórias sobre sua vida que ninguém soube. Mas, por acaso ou consequência, pode ser que muita coisa venha à tona. Inclusive, sentimentos que nunca imaginou sentir.

Identifiquei-me com Mina logo de cara. Sua habilidade em se meter em confusões malucas sou eu a vida toda. Seus medos, desesperos, constrangimentos e vergonhas também. Inclusive, estranhamente, confesso aliás, que tive, durante certo tempo de minha adolescência, a mania de listar as coisas. Haha. É uma personagem extremamente engraçada e maluca, que te deixa esperando por mais uma confusão loucamente incurável.

Ryker é puro amor. Só digo isso.

Personagens secundários

Elise é a melhor amiga de Mina. As duas têm uma história juntas. Coisa de amizade mesmo. Coisa que nem o tempo pode apagar. Elise é bem maluquete também. Leva a vida bem relaxadamente (no bom sentido, claro), ao contrário de Mina. Ela aparece raramente na história, mas seu nome está sempre lá: nos pensamentos de Mina. Afinal, Elise é a única pessoa que a garota tem.

Lucky é um senhor alto e magro, dono do clube de striptease para onde Ryker leva Mina. Eles são amigos durante muito tempo. Lucky tem bom coração e nunca deixa um amigo na mão. Ele arruma um serviço para os dois e está lá sempre para quem precisar. O clube Lucky's não é apenas um clube, mas sua família, e todos que ali trabalham, fazem parte dela. Ele fará de tudo para manter o lugar de pé, mesmo com todas as forças contrárias. Talvez ele encontre ajuda e tudo melhore ou piore tudo de vez. Mas uma coisa é certa: vale arriscar.

Devon é um cara lindo, alto, com seu cabelo em um liso escorrido e escuro, tórax forte, olhos negros e jeito safado. É o inimigo de Ryker. Os dois guardam uma história e Devon faz de tudo para atiçá-lo, porém, com sua voz mansa e jeito encantador, acaba por conquistar a atenção de Mina. Ele também é garoto de programa e stripper no clube Lucky's, onde Mina e Ryker estão se escondendo. Ao que parece, agora eles irão se encontrar muito. E talvez isso não preste. Ou preste muito…

Skye é a ex-namorada de Ryker. Ela reaparece quando Ryker reaparece. Agora ela ofereceu ajuda ao Lucky para dançar no clube e foi aceita mais uma vez. Não por todos, claro, pois cada um ali parece ter algum problema com o jeito com que Skye leva a vida. Não por ela se prostituir, mas por se achar superior aos outros. Skye é uma pessoa por fora, por dentro, esconde um mundo tremendamente diferente.

Spider é louca, porém uma boa pessoa. É uma linda mulher, alta e negra. Aquela com quem se pode contar, só não sei se pode contar com ela para conselhos amorosos também. Ela também é stripper no clube de Lucky, ou seja, faz parte da família e conhece Ryker há um tempo. Ela ajuda Mina de seu jeito descontraído e bem humorado, sincera, dessa que fala na cara o que muitos têm medo de falar. Sua melhor amiga é Lucy, outra stripper do Lucky's. Lucy é gay e um amor de pessoa. Docilmente o contrário de Spider e também ajuda Mina como pode.

Os personagens foram muito bem construídos, de forma que, em momento algum, senti falha em suas personalidades. São os mesmos do começo ao fim e isso dá certa sustância à história, uma segurança de que não haverá devaneios. Gostei bastante dos jeitos peculiares de cada um deles. Cada um carrega sua história de vida, seus segredos, jeitos e manias e isso é tudo muito bem retratado no livro. Gostei bastante.

Capa, escrita e detalhes

Essa capa me deixou completamente sem palavras, isso descreve algo, não? Linda! Achei incrivelmente linda e tem a ver com a história. Um arraso, ponto.

A escrita dessa mulher, minha gente, é coisa de louco! Sérião. É muito envolvente. Do tipo que você pega para ler casualmente e, de repente, está dando ataque de risos. Não consegue parar de ler um só minuto. E os capítulos sendo pequenos é uma maravilha (adoro isso nos livros), porque você conta quantas páginas tem até o capítulo acabar e pensa “vou ler só mais esse e paro” e, quando percebe, já se passaram mais três. Tudo assim: envolventemente, automaticamente. Uma coisa que acho importante ressaltar é que, mesmo o livro tendo uma pegada hot, a escrita não é nada clichê típica de livros eróticos, pelo contrário, é hilária de um jeito que nunca vi nesse tipo de livro. Adorei.

O livro é narrado em primeira pessoa do começo ao fim, porém não é sempre o mesmo personagem quem narra e isso não será avisado. Ou seja, não tem o nome do personagem no capítulo em que ele irá narrar e eu até gostei desse efeito de suspense em descobrir de quem se trata, mesmo não demorando nada para perceber. Vale ressaltar, para aqueles que amam quando o livro mostra a visão do cara e da garota, que esse também mostra, entre outras visões também. E é muito intenso cada uma das narrações.


Os detalhes da história estão de cair o queixo. É cada coisa louca que acontece na vida deles… a vida dela simplesmente vira de cabeça para baixo e a dele continua virada desde sempre. Não senti que folhas estavam ali só para preencherem espaço, sabe? Pelo contrário, tudo foi devidamente bem articulado e fez jus ao desfecho de toda a história.

Outra coisa muito bacana (que adoro) é que tudo se encaixa. Inclusive as frases de efeito, aquelas que são marcantes e tudo o mais. Isso é extremamente legal, pois mostra que a autora soube levar a história a rumos que tiveram sustento até o final.

E, como disse e vou repetir, a história é completamente divertida. Eu dei muita risada e fiquei COM VERGONHA de ler em público, imagina só?! Cabeças eram voltadas para mim e tenho certeza de ter ouvido sussurros do tipo “De onde essa garota surgiu? Que maluca!”. Então eu tive de engolir o livro e rir sozinha no meu quarto mesmo. Hahaha.

Conclusão

Tchanananaaaaaaaaam!

Claro, minha gente, que eu recomendo essa maravilha! Recomendo muito! Porque é uma história muito boa? Sim. Porque tem personagens cativantes? Sim. Porque tem aventuras malucas? Claro. Porque é uma boa pedida de qualquer forma? Também. Mas, principalmente, porque a autora simplesmente soube envolver muita coisa, sem perder o foco, sem deixar pontas soltas e conquistando nossa risada a cada nova página com sua escrita extremamente divertida e cativante.

É uma história que envolve ação, aventura, romance, sexo, amizade, amor, máfia russa, polícia, diversas listas malucas, fuga, crimes, assassinatos, erotismo e até mesmo um peixe. E que te faz devorar o livro inteiro em dois dias e meio.

Ah, e a história não acaba aqui. Ainda temos que viver SEM PUDOR para saber onde vai dar essa história toda.

Aguarde os próximos capítulos da novela com a resenha de Sem Pudor!

Citações importantes

Ninguém é normal. O normal é ser estranho”.

Nunca tinha visto um homem tão desenhado na minha vida. Parecia efeito de Photoshop”.

Se era em momentos de prova que a gente descobria de que é feito nosso cerne, acho que eu estava me descobrindo uma pessoa bem forte”.

Eu nunca tinha me servido de uma boa dose daquilo e o homem era um copo cheio de pecado”.

Acho que na vida você precisa ter pelo menos um amigo com quem você pode ser exatamente você mesmo. Sem nada a mais e nada a menos”.

Nunca antes em qualquer situação

Eu aderi a essa insensatez

E ela vem e conquista meu coração

Só com a sua sutil timidez”

No palco, tirando o que quer

Com toda sua castidade

Não era mais só uma mulher

Era a mais bela divindade”

Um membro ereto e um coração atroz

Ansiando pelo último momento

Um gozo impedido rugindo feroz

Hipnotizado por cada movimento”

É um efeito interessante o da calmaria que segue a tormenta. Parece que depois de situações tristes, sofridas ou de intensa preocupação, o menor dos alívios já se torna algo avassalador e absoluto”.

Sexo é perder o controle.

Não Ryk. Não é. Sexo é encontrar alguém em quem você confia e entregar o controle a ele”.

Eu não sabia qual nome dar àquilo, mas seja lá qual fosse a definição que o dicionário conferia ao calor que eu sentia perto dela, uma coisa eu sabia: não seria uma palavra forte o suficiente”.

Nota da leitura:



2 comentários:

  1. Oi linda!
    Já quero conhecer Mina só por ter se identificado com ela.haha
    Quando nos identificamos com a leitura fica mais prazeroso, né?
    Já sabe o quanto amo a forma como escreve as resenhas. Adorei saber um pouco até sobre personagens além dos protagonistas. Eu acho que nunca me preocupei em falar deles!hehe Arrasou nas fotos! Um beijo
    Resenhando por Marina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mah! Jurava que já tinha respondido seu comentário...
      Enfim, Mina sou eu na vida! Hehehe. Adoro me identificar com personagens, mesmo, é tão gostoso!
      E fico grata demais por me dizer isso, pois assim sei que está dando certo!! <3
      Obrigada, lindona, pela visita e considerações de sempre!
      Super beijo,
      Sâm.

      Excluir

Deixe sua opinião para nós, viu?! É bom contar com a ajuda de quem nos lê. Os comentários sempre serão respondidos.
Relaxem e teclem conosco. :*

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo