Conheça nossa página

#Resenha: As Mentiras que os homens contam - Luiz Fernando Verissimo


Título: As Mentiras que os homens contam
Autor: Luiz Fernando Verissimo
Páginas: 166
Editora: Objetiva
Ano de Publicação: 2001
Onde Comprar: Saraiva * Fnac * Submarino
Nós nunca mentimos. Quando mentimos, é para o bem de vocês.”
A História
Esse livro narra em pequenos capítulos casos diários onde os homens contam mentiras na tentativa de se mostrarem melhores. Nessas diversas crônicas contam histórias que na maioria das vezes os homens usam para poder mentir, são tipos de histórias que se costuma ouvir nos lugares simples do seu dia a dia, como em casa (pelo namorado, marido, noivo, pai, amigos, irmão e até mesmo os filhos...), no trabalho, faculdade, escola e até mesmos nas esquinas.
É colocado um pouco de humor nas histórias que os homens tentam contar mentiras com o objetivo de enganar as mulheres, eles até acabam acreditando que conseguiram enganá-las, mas na verdade elas já sabem de tudo. E com isso quem acaba os enganando são elas.
O autor consegue tornar as coisas mais simples que acontecem no dia a dia, em algo muito engraçado. Os contos são bem divertidos, pois os homens acabam achando que vão conseguir enganar mesmo as mulheres. E elas mostram que são bem as espertas que eles. Lembrando que nem sempre são só as mulheres vítimas desses mentirosos, eles também metem para amigos e familiares, isso por que eles só pensam no bem de todos.
Personagens Principais
Como o título mesmo já disse os personagem principais são os homens (todas as pessoas do sexo masculino), pois os mesmos são citados no livro como “os mentirosos”, ou melhor eles só omitem a verdade para “proteger as mulheres”.
Personagens Secundários
As personagens secundárias são todas as mulheres que estão de alguma forma do lado dos homens, são elas amigas, namoradas, noivas, esposas, mãe, avó, irmãs, filhas, entre outras que os homens acham que enganam. E também os amigos e familiares que acabam sendo vítimas dessas pessoas que precisam omitir a verdade para proteger o outro.
Capa, escrita e afins
Os capítulos são bem pequenos, com média de três páginas cada um. Com um humor leve que faz com que a leitura se torna mais rápida e divertida. Mesmo com o machismo apresentado pelo autor, o livro se torna bem irônico. Tem uma capa bem simples, mas muito curiosa, foi a primeira impressão que tive, muita curiosidade para conhecer melhor todas essas mentiras contadas por esses homens que acham que podem nos enganar. A escrita [e bem clara e bem simples, de ótimo entendimento para todas as pessoas.
Conclusão
Só comecei a ler esse livro, na verdade, pois ganhei da minha mãe. Ele, no primeiro momento, me deixou bem curiosa para saber se tinha mais alguma mentira que os homens contam e que eu não conhecia. Foi por isso que comecei a leitura. Não vou dizer que amei pois estaria mentindo, pois sou muito contra o ato de mentir. Mas o livro é muito bom, ele pode colocar em alerta mulheres que nunca acharam que coisas simples ditas pelos homens de nossas vidas não seriam verdades. E olha coisa bem simples mesmo... kkkk
Em alguns momentos ri muito, pois fiquei pensando em como os homens são tão bobos ao ponto de achar que vão nos passar a perna achando que estão nos defendendo. Eu me surpreendi em muitos momentos com a forma tão natural com que as mentiras são contadas. Isso só nos faz ficar mais em alerta em tudo que essas pessoas do sexo masculino nos falam. Como já é dito no livro, é certo que os homens mentem, nós mulheres gostando ou não. Mas quando eles notam que as mulheres são tão inteligentes quanto eles, acabam se dando mal por isso. O que mais chama a atenção é que o autor diz que os homens nos contam essas mentiras para nos proteger e nos poupar de uma verdade dolorosa, vê se pode? É muito difícil ainda acreditar nessa justificativa, pois a verdade mesmo que dolorosa é a melhor maneira para que exista confiança entre as pessoas. Então mesmo que machuque por algum momento é o melhor a se fazer, contar a verdade, ser sempre honesto verdadeiro.
Acredito que em alguns momentos até mentimos, pois é a forma mais rápida que nós, seres humanos, conseguimos pensar, mas a verdade sempre deve prevalecer. E aí quem já mentiu para proteger alguém?
Lembrando que existem várias formas de mentir, das mais simples sem o objetivo de machucar ou ofender até as que tiram completamente o chão da outra pessoa, o que pode ser irreversível.
Citações
“Nós nunca mentimos. Quando mentimos, é para o bem de vocês.”
“Não vou tocar, juro, só vou ver.”
Nota: 4/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo