Conheça nossa página

#Resenha: The Kiss Of Deception (Crônicas de amor e ódio Vol. 1) – Mary E. Pearson (Darkside)


Título: The Kiss Of Deception ( Crônicas de amor e ódio Vol. 1)
Autor: Mary E. Pearson
Páginas: 409
Editora: DarkSide Books
Ano de publicação: 2016
Onde comprar: Saraiva * Amazon * Submarino * Americanas
A História
Lia tem 17 anos e, como todo mundo, nutre seus sonhos e ideais. Só que a vida prepara outros caminhos para ela e, agora, como Primeira Filha da Casa Real, deve cumprir com seu dever: unir-se, em um casamento arranjado, a um desconhecido em um tratado de paz entre os dois reinos.
No entanto, Lia, uma garota destemida e sagaz, decide escrever seu próprio caminho quando, inesperadamente, foge do casamento bem no dia em que selaria o tratado. E é aí que as coisas começam a acontecer na vida de Lia, pois, com sua amiga ao lado, ela viaja em busca de encontrar novas esperanças em Terravin.
Como se seus problemas já não bastassem, o jovem príncipe com quem casaria decide encontrá-la a qualquer custo e conhecer a garota audaciosa que teve a coragem de cometer tal ato. Esse seria o maior dos problemas, não fosse o fato de um assassino contratado para matá-la ter o mesmo objetivo que o príncipe.
Dois homens buscam pela princesa, um quer sua cabeça, o outro não sabe ao certo, mas os dois acabam se fundindo em um único objetivo que, crucialmente, mudará suas vidas para sempre.
Personagens Principais
Lia é a princesa de Morrighan, Primeira Filha da Casa Real e acha que não possui o dom. É uma garota corajosa que não abre mão de encontrar seu próprio caminho e sua liberdade. Ela quer alguém que lhe ame pelo o que é verdadeiramente. Ela apenas quer ser dona da sua própria vida. Aos 17 anos, nada lhe faz parar quando seu único desejo é ser quem realmente é.
Kaden e Rafe são os dois homens que estão atrás de Lia. São extremamente bonitos e chamam a atenção da garota. Eles se tornam companheiros de dormitório, mas entre si não se suportam, não confiam um no outro. Os dois se tornam amigos de Lia. Os dois querem Lia, mas nenhum dos dois sabe quem é o outro. E ninguém sabe quem são eles. Seriam o príncipe e o assassino? Mas quem é quem?
Personagens secundários
Pauline é a melhor amiga de Lia que antes trabalhava na casa de Morrighan. Após fugir com Lia, sua vida mudou completamente, então ela está de volta à Terravin, sua cidade maravilhosa. Pauline é fiel à amiga e está sempre pronta para ajudar, mas é sensível e espera terrivelmente a volta do seu bem amado.
Berdi é a dona da instalação que recebe Lia e Pauline. Uma mulher batalhadora que controla seu próprio restaurante, tem um coração imenso e acaba sendo como uma mãe para as jovens, lhe dando uma cabana para morar, um trabalho e comida.
Gwyneth é uma jovem pouco mais velha que trabalha com Berdi servindo as mesas do restaurante. Ela guarda segredos e ninguém parece a conhecer por completo, é ótima em acertar a vida dos clientes e apenas olhando já sabe o que vão pedir.
Capa, escrita e detalhes
Não há o que falar sobre a capa desse livro! É simplesmente PERFEITA! Primeiro que quem não ama capa dura? Segundo que o designer faz total sentido com a história e é lindo. Sim, o livro chama muito atenção pela capa e garanto que muitos já o compraram apenas por sua beleza. Ah e o marcador? No meu exemplar veio um marcador de fita (que não sei o nome, mas é desses tipo de bíblia sabe?) e um marcador de papel mesmo, além de um poster incrível com a capa do livro. In Love! Bom, sinceramente, arrasaram nessa edição! A escrita é simplesmente maravilhosa e os detalhes do livro são bem estruturados.
O livro é narrado em primeira pessoa, vezes por Lia, vezes pelo assassino, vezes pelo príncipe, vezes pelo Kaden e vezes pelo Rafe. Sim, bem louco e angustiante! Mas achei beeeem incrível essa coisa de nos fazer pensar em quem pode ser o assassino e quem pode ser o príncipe. Eu, particularmente, me dei mal, porque minhas apostas foram erradas totalmente. Então, gostei muito da surpresa.
Conclusão
Para ser bem sincera, eu não recomendaria esse livro, por exemplo, para aquele tipo de leitor que só gosta de romances clichês (existe gente que não larga o osso, hehe) e não gosta de se aventurar por outras histórias. Nesse caso, acho que pode ser que o mesmo ache o livro chato, porque sim, é um romance, mas não é nada clichê, nada como as histórias romantiquinhas do Nicholas Sparks (nada contra, também leio, hehe).
Mas, se você, assim como eu, também lê de tudo, meu bem, se joga! Esse livro é maravilhoso e vai te surpreender mostrando como a gente pode se enganar facilmente com as pessoas. E como o que as pessoas fazem não define o que elas são. E muito menos o que elas gostariam de fazer e ser.
A história é bem estruturada e confesso que estou ansiosa para ler o segundo (que já tenho, graças!). Houve alguns pontos que achei chatinhos, como alguma falta de noção de um personagem pra lá de corajoso e tal, mas isso a gente releva. Ou quando há algum tipo de enrolação, como algumas cenas que talvez nem sejam tão necessárias, mas nada que faça a coisa desandar, jamais.
Não dá para falar muito sobre a histórias, pois posso soltar algum Spoiler sem querer. Então, apenas adquira já seu exemplar e se você já o tem, tá esperando o quê?!
Enfim, super recomendo o livro! É uma história bem intrigante do início ao fim (que não foi tão fim assim). 
 
Citações
E se a gente não pode confiar em uma pessoa no amor, não se pode confiar nela para nada.”
A morte é assim. Não há dignidade alguma nela”.
Algumas coisas duram… as coisas que importam”.
Pode-se levar anos para moldar um sonho, mas é preciso apenas uma fração de segundo para despedaçá-lo”.
Nem sempre o inimigo vem marchando em grandes exércitos. Às vezes, o inimigo é apenas uma pessoa capaz de derrubar um reino”.
A chuva é tanto amiga quanto inimiga, dependendo em cima de quem ela cai”.
Não é bom viver no talvez. O talvez pode ser distorcido e transformado em coisas que nunca existiram de verdade”.
Minha pele formigava com a poeira das possibilidades”.
Talvez não houvesse nenhuma forma de definir o sentimento. Talvez houvesse tantos tons de amor quanto existem tons de azul no céu".

Nota: 5/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo