Conheça nossa página

Obrigada, rapaz!




Eu poderia lhe dizer muitas coisas que ficaram entaladas na garganta já faz dez anos. Eu poderia começar lhe dizendo o quanto eu odiava suas manias de me comparar com as outras mulheres da sua vida. E de me dizer incansáveis vezes que preferia meu cabelo longo, pois cabelos curtos nunca te agradaram. Eu poderia começar a cuspir na sua cara todos os cuspes que você me jogou. Eu gostaria de rir da sua cara da oitava vez em que tentou sair com a Ju e levou um fora tão bem dotado. Gostaria de gargalhar na sua cara e demonstrar toda a minha ira por ter me feito a pessoa mais amarga do mundo. Meu maior desejo sempre foi estar aqui, frente a frente com você pra poder desentulhar aquelas palavras odiosas que você me disse antes de ir embora. Ora, eu sempre quis vingar minhas inúmeras noites ao mar das mais salgadas lágrimas e desesperadoras pontadas no coração.
Minha vontade, durante todos esses anos, sempre foi de te entregar de volta toda a culpa que me fez sentir. Você me fez me odiar por pelo menos uns dois anos. Você me fez querer sumir do mapa, esmagar os casais fofinhos do parque e dizer para aquelas inocentes crianças que o amor não é a melhor coisa do mundo. Que ele machuca. Que ele domina. Que ele te faz chorar por noites intermináveis e sentir seu peito se rasgar aos pouquinhos. Que seu efeito nunca passa e que a dor que ele causa é sempre a maior. Que o sorriso passa longe e você ainda tem a obrigação de fingir que está tudo bem quando, na verdade, tudo está desmoronando. E que sim, ninguém vai estar ao seu lado.
Eu quis esfregar na cara das pessoas que amar é uma mentira. Que ele só existiu para Shakespeare e que acabou junto dele. Eu quis te fazer engolir todas as minhas maiores feridas, te fazer mastigar minhas cicatrizes e tristezas. Eu quis acabar com aquele seu olhar de compaixão toda vez que me via devorar uma bebida. Como eu esperei para te ver cair, te ver sussurrar socorro, pedir ajuda. Como eu sonhei com este dia em que eu estaria aqui, olhando nesses mesmos olhos que me olharam com ar de deboche há dez anos e com esses mesmos lábios rancorosos que me fizeram ouvir as piores palavras do mundo, para lhe fazer sentir na pele toda aquela sensação ruim.
Mas, hoje, estou aqui para lhe agradecer.
Agradecer por ter sido tão otário, tão vazio de coisas boas e cruel comigo. Agradeço por ter me mostrado um pouquinho como todas as pessoas infelizes e inseguras com elas mesmas agem. Obrigada por me fazer chorar por muitas madrugadas e por me desamparar tão de repente. Obrigada por ter tido a coragem de me dizer adeus quando o que eu mais quis foi que ficasse. Agradeço também por ter me deixado respirar novos ares, por ter me permitido caminhar novos caminhos. Obrigada por ter me feito enganada e por me mostrar que o desprezo machuca e que ninguém o merece. Que nada justifica ser um babaca com as pessoas e as viver enganando. Eu me fiz forte quando mais sentia fraqueza. Eu me fiz viva quando mais senti a incerteza de viver. Eu sobrevivi ao furacão que você criou e me tornei um alguém contrário daquele Zé ninguém que você me apresentou. Obrigada por me fazer seguir caminhos bem melhores que aqueles que com você eu seguia.
E eu também te peço desculpa. Desculpa por eu não ter lhe dito o quão babaca você estava se tornando e o quão difícil ficaria sua vida se não parasse de vez. Desculpa por não ter conseguido lhe mostrar que, do jeito que você ia, num belo dia como o de hoje, eu estaria aqui, bem na sua frente lhe provando que é possível sim alguém me amar. E quanto a você, aposto que nem você mesmo consegue se aturar.
Espero que, em algum dia, você possa reconhecer o quão mal faz a si mesmo e que ninguém merece sofrer por você. Obrigada rapaz, por ter sumido da minha vida e devolvido a minha paz.
Sâmela Faria 
Insta: @samela_faria / Fanpage

4 comentários:

  1. Certas vezes o adeus é o melhor acontecimento na nossa vida.
    Lindo texto Sâmela.
    Abraços Mika
    Pensamentos Viajantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza Mikaele! <3
      Obrigada linda.
      Volte sempre, beijos!

      Excluir
  2. Isso mesmo!
    #Amei #Parabéns xara

    ResponderExcluir

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo