Livros,

#Resenha: A Madona e a Vênus - Catarina Muniz

setembro 24, 2019 Sâmela Faria 0 Comments

Título: A Madona e a Vênus

Autora: Catarina Muniz


Páginas: 304

Ano de publicação: 2019

Onde comprar: Amazon


A História

Em meio ao caos, nossa pintura da vida ainda pode perder o desbotado e ganhar cores?

Em A Madona e a Vênus, somos levados a viajar pela Itália, Florença, numa época bem diferente da nossa: 1481. Lá encontramos Francesca, uma jovem camponesa que é expulsa de casa e se vê sozinha no mundo, sem ninguém, sem dinheiro, mas cheia de garra.

Ela parte para Florença com sua dignidade em mãos, mas seus dias acabam por tirar de si tudo o que lhe restava: sua força. Totalmente sem saída, Francesca acaba por se ver enlaçada à mistura de cores de Vincenzo.

Vincenzo é um artista e espera ser reconhecido como tal. Pinta lindamente, além de ter um coração bom. Em um dia qualquer, sem grandes pretensões, Vincenzo abre a porta e se depara com a imagem triste de uma jovem desfalecendo, mas mal sabia ele que ali estava bem mais que sua inspiração.

No entanto, a vida do pintor promete prosperar quando a bela e graciosa duquesa Alessia lhe oferece uma oportunidade de ser reconhecido. E é ali, em Roma, que sua vida vira de cabeça para baixo, mas também é ali que ele percebe o que tem mais valor na vida: o amor ou a prosperidade.



Capa, escrita e detalhes

Capa simples, mas belíssima. Encanta a qualquer um e com certeza chama atenção, convidando para a leitura. Adorei.

A escrita da autora é leve e fluída, mas uma coisa que muito me agradou foi o forte modo de expressão e linguagem descritas da época e do lugar. Deixou a história bastante real e carregada da cultura abordada. Sensacional!

O livro é narrado em terceira pessoa e na maioria das vezes lemos tudo pela visão de Francesca, mas também temos um atordoado Vincenzo nos contando os fatos. Aproveitando a deixa, os protagonistas são bem construídos e cheios de características fortes. Gostei de ver uma mocinha forte e determinada como Francesca.

Outro fato interessante é que nos sentimos ali dentro da história, em uma Florença de 1481, onde um mundo recheado de cultura italiana nos cerca. Além disso, a história da nossa protagonista é triste e emocionante, evidenciando também como as mulheres eram vistas e tratadas na época.

Apesar de ter adorado a história em geral, algumas cenas me deixaram incomodada, como uma em especial que envolve nosso pintor e nossa mocinha que, logicamente, não posso mencionar para não dar spoiler, mas acredito que a autora poderia ter escolhido um caminho mais seguro. Achei que não condizia com um homem como Vincenzo.


Conclusão

Para concluir, gostaria de informá-los que existem vários motivos para que você, caro leitor ou leitora, leia essa obra, mas o mais importante e que mais me deixou encantada é justamente a viagem linda e emocionante à uma Itália de 1481, entre tintas, colorido, pinturas e, de quebra, um romance muito gostoso de acompanhar.

Sim, você que ama um romance de época ou histórico, vai gostar! E se você não gosta desse tipo de romance, leia mesmo assim, pois é um livro de rica cultura italiana e que te encanta de um jeito ou de outro.

Recomendo!
Comentários
0 Comentários

0 Recados:

E você, o que achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)