Livros,

#Resenha: Não conte a ninguém - Harlan Coben

junho 12, 2019 Sâmela Faria 0 Comments


Título: Não conte a ninguém
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Páginas: 240
Ano de publicação: 2014
Onde comprar: Amazon

A História
Aquele era o dia do 13º beijo. Um dia especial em um lugar especial, com alguém ainda mais especial...
Oito anos depois, aquele dia havia se tornado o motivo da dor de Beck e ele queria mesmo é esquecê-lo. Mas quem esquece a data do desaparecimento de quem ama? Foi ali, naquele dia, que sua amada Elizabeth desapareceu e um tempo depois foi encontrada sem vida.
Desde então, Beck vive seus dias na monotonia com que consegue sobreviver, sendo médico pediatra numa clínica e prestando atendimento à população da previdência social. Estaria tudo normal... não fosse por um misterioso e-mail recebido, no qual constava algo bastante específico que somente ele e sua Elizabeth poderiam saber.
Os e-mails não param. Todos contendo especificidades que mais ninguém poderia saber... Além disso, mais dois assassinatos que ocorreram no mesmo local em que Elizabeth desapareceu surgem e começam a ser investigados.
Provas aparecem e apontam o dedo para alguém, enquanto novos pontos e dúvidas começam a surgir. O sangue. O taco de beisebol. O lugar. Os e-mails. Outros envolvidos. Assassinatos.
E um doutor Beck completamente perdido e desesperado com uma única esperança no coração: Elizabeth poderia estar viva?
Oito anos depois de tudo. E tudo vira de cabeça para baixo de novo.

Capa, escrita e detalhes
A capa da edição que li (porque a Arqueiro compôs nova capa para esse livro em edição de comemoração) mostra o lago onde tudo acontece. É uma capa simples, mas que condiz com a história e dá aquele toque de suspense no qual envolve a trama desde o começo.
Começo dizendo que amo a escrita de Coben. Sério, esse homem arrasa. Não é um livro de suspense que você quer devorar mas demora porque a escrita é demorada ou muito detalhada e maçante. Pelo contrário, você quer devorar justamente porque a escrita é muito convidativa. Amo muito.
A história inicia com uma cena bem tranquila. E foi só essa cena que foi tranquila mesmo, porque depois disso tudo se torna um vendaval de descobertas, apontamentos, desconfiança, esperança, dúvidas... tudo isso junto. O fato é que muita coisa acontece e cada vez que surgem novas descobertas, mais dificuldade você tem de tentar desvendar tudo.
O livro é narrado pelo Beck, mas também conta com outras visões de personagens que surgem depois e deixam tudo ainda mais bizarro e sem sentido. É isso: você não vai entender nada por muito tempo. Aí quando achar que entendeu alguma parte da história, logo depois percebe que foi pura enganação.
O que mais amo nos livros do Coben é sua capacidade de me enganar. Hahaha. Sério. Fiz inúmeras apostas e mesmo quando achei que acertei, não foi bem assim. Outra coisa é sua gigantesca capacidade de soltar várias pontas, criar vários casos dentro de um único caso e no final deixar tudo amarradinho. É fascinante.
Os personagens são muito bem construídos e condizentes do começo ao fim, mas é aquela coisa, a gente nunca conhece ninguém de verdade. Tenha isso em mente e vai se sair bem.
Conclusão
Não conte a ninguém é um suspense muito bem construído e que te deixa na tensão durante toda a leitura, embora tenha uma escrita muito tranquila de ler.
Se trata de uma trama que prende desde as primeiras páginas  e você não quer mais parar de ler. Muita coisa acontece e a cada nova pista mais dúvidas você tem. Uma história muito envolvente e que quando chega ao fim e você pensa que tudo se resolveu descobre, finalmente, a maior tramoia de todos os tempos: você foi enganado a cada linha.
Adorei tanto que favoritei. Então espero que possa ler e gostar tanto quanto eu!

Comentários
0 Comentários

0 Recados:

E você, o que achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)