Amor,

Encontre alguém que não solte a sua mão...

junho 05, 2019 Equipe do Escrituras da Alma 0 Comments


https://pixabay.com/pt/photos/amizade-m%C3%A3os-uni%C3%A3o-amor-2156174/

Um dia eu acreditei que contos de fadas poderiam existir. Que, em algum lugar no mundo, em um momento oportuno, eu conheceria alguém que finalmente me faria feliz.

Na primeira vez que encontrei o amor, me senti em êxtase. Era um sentimento puro, pleno, e que transbordava...

Pela primeira vez, alguém segurou a minha mão, e eu não me sentia mais sozinha.

Passados alguns meses, o encanto se desfez, e aquela mão que estava sempre sobre a minha, agora não estava mais.


Na segunda vez que encontrei o amor, me senti compreendida, acolhida, e amada. Senti que sim, aquele papo de almas gêmeas era real.

Passados alguns anos, em um momento casual, percebi que a mão que segurava a minha, já não aquecia mais os meus dedos.

Será que havia algo de errado com as minhas mãos?

Bom, na terceira vez que encontrei o amor, tive medo. Fugi, recuei, coloquei luvas para que minhas mãos ficassem bem protegidas.

Mas não há barreiras que o amor não quebre quando começa a se desenvolver. Então arrisquei, e dei minha mão novamente.

A esta altura, você já sabe o que aconteceu...

Resolvi que colocaria minhas luvas, e nunca mais deixaria que ninguém segurasse a minha mão.

Estava devastada por dentro, cansada de tentar viver o conto de fadas. Parecia cada vez mais difícil encontrar alguém que me fizesse feliz.

Então li um texto, e uma frase nele descreveu tudo que eu estava sentindo: “(...) seu coração foi partido em tantos pedaços, que é impossível contar...”.

E, neste mesmo texto, entendi que tudo aquilo que estava passando era normal, que eu não estava sozinha. E pela primeira vez, finalmente entendi que não havia nada de errado com minhas mãos, apenas não tinha percebido uma coisa, a única coisa: Eu tenho duas mãos.

Tenho duas mãos que podem se unir, se aquecer, se completar. Não preciso da mão de ninguém. Não preciso de uma mão que não queira ficar.

Quando finalmente aprendi que tudo começa em mim, e que a minha felicidade depende apenas das minhas atitudes (e não de uma terceira pessoa), um novo mundo se abriu.

E sabe o que vi nele? Vi que contos de fadas existem, mas de um jeito diferente. Sem príncipes, sem carruagem, sem fantasia.

É você que escreve sua história. Tudo acontece conforme você permite. Tudo acontece para que você cresça e se torne alguém melhor.

Mas, para isso, você precisa de alguns tropeços pelo caminho. Muito da sabedoria vem com a dor, se você souber entendê-la e superá-la.

E, no final disso tudo, eu realmente entendi: não precisa ter uma outra mão contigo para ser feliz, mas quando sentir que precisa escolher, escolha alguém que não solte a sua mão.

Autoria: Esmaltes da Andressa

___________________________________________________

Texto enviado através do programa "Leitores Escrevem". Envie seu texto para nós também! Clique aqui.
Comentários
0 Comentários

0 Recados:

E você, o que achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)