Editora Presságio,

#Resenha: Mistérios da bússola azul - Claudia Pucci Abrahão

abril 13, 2019 Sâmela Faria 0 Comments


Título: Mistérios da bússola azul

Autora: Claudia Pucci Abrahão

Editora: Presságio

Páginas: 468

Ano de publicação: 2018

Onde comprar: Amazon

A História



Já imaginou de repente acordar em um novo mundo?

Tudo começou com uma carta de demissão.

Marina é uma mulher de opiniões fortes e que já não estava mais se sentindo inteira no atual emprego. Por que não escrever uma carta de demissão? Esse foi só o começo de uma nova vida para Nina, porque, embora ela goste de se entregar à aventuras, não imaginava que iria viver dias, hã... mágicos?

Após esse grande passo em sua vida, afinal foram anos fazendo o que fazia, indo até mesmo contra seus próprios princípios, Marina decide voltar a um lugar no qual, em um passado não tão distante assim, fez parte de sua vida: a Comunidade de Rio das Pinhas.

É lá que tudo acontece. É lá que tudo recomeça... que tudo muda.

A comunidade de Rio das Pinhas sofre com a ambição do homem desde muito tempo. Foi ali, onde vive várias pessoas em uma comunidade humilde e unida, que o homem decidiu construir uma usina.

A construção da hidrelétrica era desnecessária, porém o foco era rentável e não social, portanto não houve preocupação com os impactos ambientais, sociais e emocionais. Apenas uma coisa importava: a necessidade do homem em se mostrar implacável quando o assunto é dinheiro.

Ao voltar para este lugar, Marina é avassalada por diversas memórias que pensou que haviam sido esquecidas... superadas. Pensar que algo poderia ter mudado era pedir muito? Assim que reencontra as pessoas que conhecia, as lembranças de um grande amor deixado para trás voltam com tudo.

No entanto, o que está para acontecer com a vida de Marina é mais forte que qualquer memória triste.

Um dia. Uma floresta. Uma tempestade... uma árvore.

E é ali que Marina toma um novo rumo em sua vida, sem nem imaginar que rumo é esse. Talvez ela nem acredite, mas agora tudo será diferente.


Os Personagens


Marina é uma mulher muito focada em seus princípios. Ela é jornalista e gosta do que faz, embora já tenha odiado ser subsidiada a passar por cima de seus desejos por conta disso. Nina é uma pessoa que se preocupa muito com as causas ambientais, está sempre se inteirando de questões sociais e políticas que envolvem a população. Em Rio das Pinhas, Nina teve o desprazer de conhecer o homem que decidira construir atrocidades e violar o ambiente, as pessoas, a comunidade que ali vivia. Mas, muito além disso, ela estava lá quando tudo aconteceu. Suas lembranças a atormentam com tudo... no entanto, lá vivem pessoas preciosas para Nina e, ao chegar no local, descobre que desaparecimentos suspeitos foram varridos para debaixo do tapete... mas não por ela.

O livro conta com vários personagens, sendo assim, não irei descrevê-los muito. Mas, de início, conhecemos Madalena, uma mulher eletrizada, alto astral e que está em busca de algo mais em sua vida, de algo bastante específico, aliás. Ela é engraçada e cheia de vida, mas guarda no peito uns traumas do passado.

Mais tarde personagens encantadores  vão surgindo, então conhecemos Hamadeus e dona Catarina. Hamadeus é uma graça, cheio de “pegadinhas” espertas e de ensinamentos sobre a vida e sobre aquele lugar para onde somos transportados. Já dona Catarina era conhecida antiga de Marina, é uma senhora encantadora, cheia de saberes e conhecimentos, ela irá servir de guia para Madalena e Marina nessa busca inacreditável nesse novo mundo. Lá as protagonistas descobrirão universos, pessoas, modos de vida e coisas que não seria possível acreditar.

Capa, escrita e detalhes


A capa do livro tem mesmo os critérios de uma fantasia, com detalhes em azul e letreiro vermelho, dando mais um toque diferente. Eu adorei.

A escrita é bem diferente do que estou acostumada, o que me fez ler mais lentamente, mas não é uma escrita travada e cansativa, só que traz detalhes de um mundo diferente, mágico e surpreendente.

O livro traz vários ensinamentos e reflexão para nossa vida. Nos faz pensar e questionar sobre nós mesmos e sobre o outro. É uma história muito diferente de tudo que já li. Dona Catarina, com seus saberes e precioso jeito de ser nos faz querer ouvi-la falando sobre a vida e sobre os diversos acontecimentos ao redor. Sem dúvida, melhor personagem.

É um livro repleto de pensamentos reflexivos e momentos mágicos, os quais te fazem não acreditar querendo mesmo é que fossem reais. Vemos uma personagem que não acredita em tudo o que vê naquele novo mundo, mas que, no fundo, sente que há algo ali que a faz sentir coisas e sensações estranhas... a faz querer entender mais, a faz querer acreditar. E, assim, acompanhamos sua busca pela compreensão daquilo que lhe é quase impossível.

Confesso que tomei alguns tapas na cara em alguns momentos da leitura. Gostei bastante do viés social e político na trama do livro. Achei o livro bastante poético, aliás. O modo como o novo mundo vai se mostrando para as personagens, sempre com um novo ensinamento. Esses ensinamentos andavam de mãos dadas com a poesia.

Conclusão


É um nacional muito bem escrito e construído de forma tão singular que merece muito ser lido. É um livro cheio de reviravoltas, que te teletransporta para um mundo completamente diferente do que se está acostumado e é lá que a gente vai aprendendo, juntamente com as protagonistas, que a vida é bem mais que isso. Tudo está além daquilo que conseguimos ver.

É uma fantasia cheia de saberes e personagens que conquistam, com uma forte questão social ligada e diferentes modos de ver o mundo. O livro também traz dramas reais dos personagens, tudo nos fazendo estar dentro da história. Você vai ficar bastante perdida(o) durante o começo? Muito! Mas depois que tudo começa a se desenrolar... você começa a entender tudo e quer devorar as páginas.

Recomendo muito para quem ama fantasia!
Comentários
0 Comentários

0 Recados:

E você, o que achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)