Amor,

Você se apaixonou pela pessoa errada?

fevereiro 17, 2019 Sâmela Faria 8 Comments


https://pixabay.com/pt/mulheres-triste-sozinho-mulher-2630140/

Você encontrou alguém a quem chamar de amor. 
As coisas começaram bem... risadas, abraços, amassos, beijos, tudo que um casal merece ter. Parecia mesmo o tal mar de flores que todos dizem por aí. Você estava feliz. A pessoa aparentemente também. E, de repente, como se em um dia de verão em que o sol estava a todo vapor e a tempestade vem com tudo e aniquila a luz do sol, deixando o clima numa revolta incontrolável, tudo sai do eixo.


Vocês tentam superar. Tentam contornar a situação.

Relevam aqui, ali e acolá. Até que ninguém mais queira relevar. Até que o fato de “deixar pra lá” se tornou pesado demais e, agora, vocês querem mesmo é deixar de carregar esse peso. E aí o fim chega com tudo, da mesma forma que o começo chegou: do nada.

Cada um para o seu lado, ambos com o coração amargurado, talvez, mas sem novas esperanças para amar de novo. Afinal, o que foi isso?
 Será mesmo que você se apaixonou pela pessoa errada?

Com o tempo, eu aprendi que na vida existem os desperdícios, mas também as experiências. Desperdício é quando você perde totalmente o seu tempo com algo, embora eu acredite, ainda, que sempre há algo bom para se tirar daquilo que foi ou é ruim.

Experiência é quando você consegue tirar aprendizagem de algum momento, seja ele bom ou não. Mas levando em conta que sempre há algo de bom para se aprender, até mesmo os desperdícios são aprendizagens, portanto, experiências.

Você se apaixonou. Foi feliz. Viveu dias felizes. Se doou. Foi amada ou amado. Até que tudo acabou.

Mas se você viveu dias felizes, por que é que foi errado? Por que é que aquela pessoa que te fez tão feliz em até certo momento, agora se tornou um erro? Acredito que não existem pessoas erradas e pessoas certas.

O que existe são momentos, fases, amadurecimentos e pessoas que decidem ou não continuar juntas. Simples. O fato de ter dado errado hoje não elimina o fato de ter dado certo ontem. E isso não quer dizer que você deva insistir em algo que não está dando mais certo, ok? Isso só quer dizer que tudo dá certo até deixar de dar. E aí a gente precisa mudar. Sejam as atitudes, os lugares, as amizades, as pessoas... os amores.

Você não se apaixonou pela pessoa errada, mas por alguém que foi bom para você naquela fase da sua vida, que agora acabou.

Mas, veja bem, se mesmo depois desse texto você continuar achando que se apaixonou pela pessoa errada é sinal de que essa pessoa simplesmente não foi boa para você. E aí que entra a questão do desperdício que também ensina. Só que isso já é conversa para um próximo texto, certo?

Nem sempre as coisas saem como a gente espera, mas isso não quer dizer que vai ser sempre assim. Alguns amores duram, outros não. 
Vai vivendo e amando por aí até que dure ou até que acabe, mas que te permita viver. Viver bem.
Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Eu só queria dizer que concordo muito com você: não existe pessoa certa ou errada para amar.
    A gente dá certo ou não com aquela pessoa até que não dá mais ou dá até o "fim".
    Adorei. Belo texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vih.
      Isso mesmo.
      Obrigada, que bom que gostou!
      Volte sempre.

      Excluir
  2. Adorei o texto. E acho que devemos aproveitar enquanto ainda está durando. Se acabar é sinal de que não era para ser. Bola para frente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Boa para frente, menina! Hahaha.
      Obrigada pela visita!
      Beijos

      Excluir
  3. Que texto belíssimo, só li verdades.
    Parabens lindona bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu não sei mais o que fazer para esquecer um boy aí, mas concordo com você sobre as pessoas terem um perfil certo. Nós que fazemos dar certo ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, não tem essa de pessoa certa, nós que lutamos por isso.
      Força aí para esquecer esse boy! hahahaa

      Excluir

E você, o que achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)