#Resenha: Antes que eu me esqueça – Christine Bryden


Título: Antes Que Eu Me Esqueça
Autor: Christine Bryden
Páginas:  288
Editora: Grupo Editorial Pensamento (Selo Seoman)
Onde comprar: Saraiva / Amazon
“A demência em si não é uma doença, mas uma forma de descrever um declínio progressivo da memória ou de habilidades de pensamento.”
Bom, como podem ter percebido, esse não é um tipo de livro que estou acostumada a ler, mas quando recebi acabei aceitando o desafio, pois gostei muito do título. Como todos sabem, eu amo romances e, com isso, não estou muito acostumada a escrever sobre autobiografia, mas vamos lá...
Antes que eu me esqueça de Christine Bryden é um livro lindo que conta a história de uma mulher que é mais do que guerreira, pois a mesma foi diagnosticada com demência aos seus 46 anos. E mesmo assim criou forças para enfrentar o que estava por vim nessa sua nova vida.
Christine Bryden é uma mulher muito ativa, que sempre teve uma excelente memória, é bioquímica, consultora do primeiro-ministro australiano na área de ciências e mãe de três filhas.  Ela relata em seu livro sua vida desde criança, o quanto ela sempre foi inteligente e com boa memória e como se orgulhava disso. Em sua infância, ela sempre teve muito incentivo de sua mãe na parte educacional e sempre fez muitas atividades para treinar seu cérebro, ou seja, ela sempre se deu bem em relação a memória, sempre se lembrava de cada detalhe. 
Sempre foi uma ótima filha, fez vários testes na escola e sempre se dedicou ao máximo, era considerada uma ótima aluna. Tudo isso a fez entrar em uma faculdade muito boa. Ela se casou e passou por muitos abusos do marido, e isso fez com que ela vivesse em um casamento infeliz, a única coisa boa que restou dessa união foram suas três filhas, dais quais muito se orgulha. Quando ela começou a se recuperar e ter a vida que sempre sonhou, conseguiu um ótimo trabalho e resolveu se separar do marido.
Foi então que começou a passar por alguns colapsos de memória, e cada dia só ia piorando, até o momento que ela resolveu ir ao médico e teve um diagnóstico que mudou completamente sua vida. Foi diagnostica com demência precoce, onde teve, como opinião dos médicos, o pior resultado do que seria sua vida dali por diante: estaria praticamente dentro de um caixão. Mas como eu disse, ela teve uma enorme batalha e, para a surpresa de todos, ela se manteve muito bem viva, com uma certa dificuldade em sua memória, mas mesmo assim ela conseguiu, com a ajuda de algumas pessoas próximas, escrever esse livro, que nos emociona muito desde o começo. 
No decorrer do livro, quando começamos a entender como foi a vida dessa mulher e como ela vive agora, acabamos nos colocando na pele da personagem. Com isso, imaginamos como seria tudo se hoje nós fôssemos diagnosticados da forma que Christine foi, e pelo que pensei acredito que talvez eu não seria tão forte assim. Então, pra mim, ela foi muito mais que guerreira, ela é uma mulher que nos serve como base para podermos conseguir superar qualquer outro “problema” que nos aparecer, porque nenhum laudo pronto vai nos definir, nossa força de vontade pode muito bem nos surpreender. E nesse livro, ela nos mostra muito bem como foi sua caminhada antes e depois do seu diagnóstico.
Minha memória, que antes era fantástica, hoje não é confiável.”
“Mesmo que eu deixe você confuso ou perturbado, ou mesmo que você duvide de mim, vou continuar lutando e contando a minha história. Antes que eu me esqueça.”
Nota:  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você, o achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)

Nosso instagram!