#Resenha: De mal a pior - Simon James Green



Título: De mal a pior
Autor: Simon James Green
Editora: Hoo (selo da Universo dos Livros)
Páginas: 320
Ano de publicação: 2017

“Às vezes, a vida nos leva a lugares inesperados. Abrace a mudança!”
A História                

Noah está na pior fase de sua vida. Tudo está literalmente desmoronando, e ele não está sabendo lidar. Sua mãe, que faz shows de performance, está saindo com alguém misterioso que esconde dele, mas como ela pôde esquecer seu pai? Por falar em pai, há anos que ele está sumido do mapa, ninguém mais sabe onde ele está, será que ainda está vivo? Ah, e Sophie? Sophie é a musa inspiradora de Noah, linda e inteligente, é tudo o que um garoto gostaria – será mesmo? –, só que, como se não bastasse, logo agora em que eles estão se dando bem, ela vai se mudar. Noah não pode acreditar...
No entanto, apesar de tudo isso, há algo que está piorando tudo na vida dele: Harry, seu melhor amigo de sempre, simplesmente o beijou em uma festa. E não foi um beijo de estalinho, foi aquele tipo de beijo, sabe? Língua e tudo mais... e ele deixou. Ele retribuiu. Ele... gostou? Será que ele era gay? Será que... não, claro que não. Ele só teria sido o bom amigo que é, deixando Harry desabafar enquanto declarava que era gay pela primeira vez para ele. Aquilo fora bem surpreso, mas Harry era seu melhor amigo, certo? Noah não tem mais certeza de nada.

E, como se tudo já não passasse de uma loucura tremenda sem fim: Noah está sendo ameaçado de ser exposto. Lembra do beijo que deu em Harry na festa? Foi filmado! E agora ele está tendo que pagar pelo vídeo para que ninguém descubra... aquilo. Aquilo que ele não é, claro.
Embora sua vida esteja um caos, Noah irá compreender certas lições de vida, tirar aprendizagem dos dias ruins e, finalmente, descobrir quem ele realmente é de verdade.

 Personagens principais

Noah é extremamente geek, com porte magricelo, anti social e muito inteligente. Usa óculos, tem o penteado onde seu cabelo fica partido de lado, ele é nada descolado e leva as coisas muito para o lado pessoal. É completamente engraçado, desajeitado e, absolutamente, não leva jeito para bater um papo se enrolar todo. Noah é inocente, tem dezesseis anos, mas às vezes parece ter menos que isso de tão puro que se demonstra.  Ele está passando por poucas e boas em sua vida; sabe aquele período de descobertas? Não está sendo fácil para ele e, talvez, ele sequer queira aceitar o que tem se revelado aos poucos, em meio a isso tudo.
Harry é um rapaz mais na dele, com braços fortes e ombros suaves, também inteligente, mas não tão anti social quanto Noah. Ele sempre fora amigo de Noah, mas sempre escondeu quem realmente era. É um rapaz descolado, gente boa, lindo e cheiroso. Ao beijar Noah em uma festa, bêbado e desesperado, Harry conta ao amigo que é gay. E é aí que as coisas começam a dar errado, mas o que é certo e o que é errado?
Sophie tem cabelos cacheados e negros, que ondulam até abaixo dos ombros. Tem a pele dourada, visual descolado, autêntico, pois usa aquilo que gosta, não importando a moda. Ela é uma garota legal e é gentil com Noah, tornando-se uma amiga, mal sabendo ela que ele quer mais que isso. De mudança, Sophie promete sempre estar disponível para ajudar Noah no que ele precisar e, acredite, ele precisa.

 Personagens secundários

Josh tem dezenove anos, é atlético e é considerado o garoto mais sexy da escola. De repente, ele, um cara descolado e mais velho, quer ser amigo de Noah após uma fofoca que surge com o nome de Noah. Estranho, não?
Eric é o rapaz que está ameaçando Noah com os vídeos que ele filmou da festa, onde Harry o beija. Ele é um garoto estranho e arrogante.
A mãe de Noah é uma mulher que trabalha fazendo shows de performance. Ela passou por poucas e boas quando o pai de Noah sumiu do mapa. Após anos de sua partida, a mãe de Noah se vê novamente tentando seguir a vida, mas ela não parece compreender bem o filho e muito menos o apoiar. Ela o ama, mas não é uma mãe tão próxima.

 Capa, escrita e detalhes

A capa desse livro está maravilhosa! Eu recebi da editora Hoo o kit completo do livro e fiquei apaixonada. Estão de parabéns com essa edição! Amei.
A escrita é muito leve, envolvente, fluída e, acima de tudo, divertidíssima. Dei boas risadas com essa história que, meu Deus, que loucura! Dá para ler muito rápido, porque a história te prende do começo ao fim.
Noah é um rapaz muito azarado, isso não podemos negar! Com sua mania de tentar ser quem não é, acaba se metendo em muita confusão, o que faz com que a história tenha um humor além do que costumamos ver em livros, sabe? Gostei bastante disso.
Minha crítica maior vai para o fato de o livro ter deixado o romance um pouco de segundo plano, sabe? Eu queria ver mais romance no livro (tentando não dar spoiler), mas, para resolver esse problema, sugiro que o senhor Simon  escreva uma continuação. Hahaha. No entanto, embora eu tenha achado que o romance poderia ter sido mais demonstrado, isso não comprometeu a leitura.
O livro foi bem construído, não senti que tiveram pontas soltas, e os personagens são bem caracterizados. A narrativa é contada em terceira pessoa, que não é minha favorita, mas caiu super bem para esse enredo.

 Conclusão

De mal a pior é um romance LGBT leve, descontraído, muito bem construído e divertido. É um livro que te faz dar gargalhadas e sentir as emoções do protagonista, por causa de tudo o que ele está passando, que é nada fácil. No entanto, o me marcou mais no livro foi o processo de descoberta que o protagonista vive, evidenciando muito bem as inúmeras dúvidas, autoflagelação, o fato de não se aceitar como é, tudo o que, normalmente, os jovens e adolescentes passam. E o mais bonito foi ver que Noah se descobriu. E o melhor de tudo: se aceitou.
Se você se identifica com o universo LGBT vai amar. Se você ainda não leu esse gênero, esse livro é uma boa pedida para começar, viu?! Eu recomendo muito o livro, é perfeito para quem ama todas as formas de amar.

Citações favoritas

“Quando se chega ao fundo do poço, não dá mais para piorar. Não se pode ir ainda mais para baixo, não há mais nada de ruim que possa acontecer. E aquele era o fundo do poço.”
“Às vezes, a vida nos leva a lugares inesperados. Abrace a mudança!”
“Não se deve deixar para depois as coisas que se quer. Não se deve esperar até amanhã para dizer às pessoas queridas o quanto você gosta delas. Não se pode garantir que você terá essa chance de novo.”
Nota da leitura:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

Nosso instagram!