Fantasia,

#Resenha: Filha da Ilusão – Teri Brown

dezembro 23, 2017 Sâmela Faria 0 Comments



Título: Filha da Ilusão (Série Os Herdeiros da Magia, v. 1)
Autora: Teri Brown
Editora: Valentina
Páginas: 288
Ano de publicação: 2014
👉 Onde comprar: Amazon / Saraiva
👉 Skoob 

A História

Anna é uma ilusionista de primeira, ainda aos dezesseis anos. Desde nova, vive no mundo dos mágicos junto de sua mãe, que se diz ser uma médium e é famosa por seus shows e reuniões espíritas. Ela se apresenta sempre no show da mãe, mas nunca tem a maior parte da visibilidade, mesmo que seja melhor em seus truques. No entanto, ela não é uma garota qualquer e sabe disso desde que sonhou com o Titanic, e tudo aconteceu exatamente como sonhara.
Conhecida pelos ricos como filha ilegítima do mágico famosíssimo Harry Houdini, Anna tem sua vida mudada totalmente quando conhece Cole, o vizinho misterioso que parece conhecê-la mais do que ela mesma. A verdade é que Anna começa a perceber que seus verdadeiros dons estão cada vez mais aguçados agora, principalmente perto dele. Há algo de errado nisso, mas que parece tão certo...
Agora, seu maior desafio é esconder da mãe seus verdadeiros dons, o de premonição, o de falar com os mortos e o de sentir as sensações dos outros ao seu redor. No entanto, Anna começa a ter pesadelos horrendos sobre sua própria vida, como nunca tivera antes. E então ela só tem uma certeza agora: elas correm perigo.


Personagens principais
Anna é uma garota de dezesseis anos que tem dons de premunição, de falar com os mortos e sentir os sentimentos dos que estão ao redor. Ela é uma ótima ilusionista e ama o que faz. Agora que está ficando famosa por seus truques, percebe o quanto sua mãe oportunista está enciumada e com medo de perder sua vez para a filha. Só que agora, suas visões sobre o futuro estão acontecendo cada vez mais, com fortes sonhos, ela sabe que algo está errado e que elas podem estar em perigo. Alheia sobre quem Cole realmente é, Anna acaba se envolvendo com ele, mas não somente, porque também surge outro cara bonito, simpático e carinho em sua vida: Owen. Rodeada pelos dois cavaleiros, ela sabe muito bem por quem suas emoções falam mais alto, então não há como definir o romance como triângulo amoroso. Ela é uma jovem muito esperta, que escapa de algemas e cria ilusões convincentes, mas há algo em seu trabalho que odeia: as sessões espíritas e fraudulentas que sua mãe faz. Sempre se opondo a participar, certa vez acaba sendo obrigada a isso, e é quando descobre que ela pode ser uma médium verdadeira.
Cole é o vizinho misterioso que se muda para a casa do Sr. Darby, primo irmão de um amigo do rapaz, pouco antes de Anna mudar-se para a casa de cima. Ele é muito bonito, com seus olhos escuros e porte sério. Extremamente cortês, ele aparenta ter dezoito anos e tem o rosto barbeado. Cole é o tipo de cara que guarda segredos e parece se interessar pelo espiritismo também. Deixando Anna totalmente constrangida, ele aparece em uma das sessões de sua mãe, e é quando ela percebe que pode realmente ser uma médium. Será que ele tem algo a ver com isso? Por que parece lhe conhecer bem sendo que mal se conhecem? O que será que ele guarda em segredo? Cole, apesar de ser estritamente secreto, faz de tudo para ajudar Anna como pode, principalmente quando percebe quem ela realmente é.
Marguerite é a mãe da nossa protagonista, Anna. É uma mulher elegante e extremamente ambiciosa. É famosa e ganha a vida através de seus shows de ilusionismo e sessões espíritas, onde se diz médium. Ela é inabalável e está sempre com o nariz em pé,  mesmo que esteja passando por qualquer dificuldade, a mulher é misteriosa e dona de si mesma. Seu maior lema é dizer que Anna é filha do maior e mais famoso ilusionista, Harry Houdini, mas o dito cujo ainda não sabe disso, inclusive, não se sabe se essa é a verdade. Seu relacionamento com Anna é estranho, frio e calculista diversas vezes. Marguerite sente ciúmes da filha ao perceber que a menina tem um talento e tanto para o ilusionismo, podendo, dessa forma, correr risco de perder seu lugar no destaque dos shows.

Personagens secundários

Jacques é o empresário de Marguerite e Anna. Anna, no início, não gostava dele de jeito algum, até descobrir um pouco mais sobre o cara. Jacques faz de tudo por elas, é além de um empresário, mas seu principal papel é estabelecer ordem e estratégias no controle econômico dos shows. Inclusive, ele é o maior influenciador na organização das finanças, sessões e shows.
Owen é o sobrinho de Jacques. Ele é um jovem bonito e muito atencioso. Louro, com o cabelo comportadamente penteado para trás, tem um nariz ligeiramente torto, olhos azuis brilhantes e um sorriso malicioso. Owen é um cara que logo que chega na vida de Anna, faz com que ela se sinta bem e desejada. Ele é muito carinhoso e está sempre pronto a ajudar. Além disso, o rapaz também é encantado por ilusionismo e até pratica um pouco, o que vem a ser um problema quando Marguerite, mãe de Anna, o coloca para substituir a filha no palco quando a garota não está passando bem. Mas parece que ele gostou muito, de um jeito estranho, em poder substituí-la.
Sr. Darby é um velho ranzinza que mora no andar abaixo do de Anna. Eles se conheceram pouco tempo depois de Cole aparecer para morar com o senhor que já é de idade e morava sozinho. Ao conhecer um pouco mais do Sr. Darby, Anna perceber que ele não é uma pessoa ruim na verdade, pelo contrário, é alguém bem interessante de se ter como companhia. Afinal das contas, Sr. Darby é um grande inventor de bugigangas que podem realmente funcionar.
Harry Houdini é o mais famoso mágico da época. Ele é um grande ilusionista e é conhecido por onde vai. Acabou de lançar um livro que, na verdade, desmascara os médiuns farsantes. Não, ele não acredita mais em espiritismo, desde o momento em que sua mãe morrera e ele tentara falar com ela através de vários médiuns que, no final, foram desmascarados por ele. Agora, o cara dá várias palestras que condenam os farsantes que só querem tirar o dinheiro das almas perdidas pela perda de alguém que amava. Ele é casado e vive bem com sua vida famosa, alheio a qualquer vestígios de uma possível filha. Mas, quando conhece Anna, algo de estranho começa a rondar entre eles.

Capa, escrita e detalhes

A capa é incrivelmente linda! Eu amei! E ainda veio com marcador. HAHAHA. Toda a edição está uma graça, com alguns detalhes por dentro também. A editora está de parabéns.
O livro é escrito em primeira pessoa, e é nossa protagonista quem narra toda a história. A escrita é simples e leve, nada muito marcante ou emocionante, mas com um toque de mistério no ar.
Acredito que o livro enrolou um pouco para finalmente chegar ao clímax da história. Nós já começamos com uma grande expectativa, porque, logo de início, a autora consegue nos prender, mas aí vai chegando mais da metade do livro e ainda parece que estamos no início de tudo. De repente, o livro tem uma reviravolta, só que achei que poderia ter sido melhor trabalhada. Faltou um pouco mais de emoção.
Fiquei confusa também com algumas coisas, por exemplo: como Houdini não sabia sobre os boatos da filha se parecia que todo mundo sabia? Ele é o famoso, afinal. Outro ponto que me deixou confusa foi o fato da história se passar em 1920, mas, por diversas vezes, eu nem lembrava disso. As únicas partes que deixavam isso mais aparente foram nas descrições das roupas e chapéus de vez em quando.
Achei o final do livro bem previsível, pois, conforme a história se desenvolve, já vamos criando inúmeras possibilidades, mas quando um possível personagem aparece meio que do nada, já sabemos a que fim se dará. Não foi difícil perceber. Então, achei que o final poderia ter sido mais emocionante e menos previsível, porque o livro carrega todo um mistério que, no fim, não foi grande coisa assim.
Maaaaas...
Esse é apenas o primeiro volume da série Herdeiros da Magia, e eu estou completamente curiosa para os próximos livros. Acredito que o fato de não ter tido algumas respostas importantes é justamente esse: se trata de uma série. Então, eu vou aguardar ansiosa para ler o próximo volume.

Conclusão

Esse livro trata a história de uma ilusionista que é mágica e tem uma vida cheia de mistérios e reviravoltas, intrigas, ciúmes e invejas. Mas também trata assuntos relevantes como família, amor, aparências que enganam, ambição e fama. Ah, e claro, o livro aborda a questão dos dons de uma possível médium também, que até agora não se desenvolveu muito bem, mas aguardo os próximos capítulos dessa novela com a expectativa pulsando. HAHAHA.
Foi uma leitura rápida até a metade do livro, depois, por incrível que pareça, dei uma arrastada, mas o final mesmo fluiu muito bem. Não parei de ler para ter certeza de minhas hipóteses que, claroooo, estavam certas, porque sou dessas. Talvez eu também seja uma mentalista, afinal. Hahaha.
Recomendo muito o livro para quem ama ficção e fantasia, com um toque pequeno de romance. Isso mesmo, o livro não tem muito romance, pois este fica em segundo plano.
Vale muito a pena acompanhar essa história por se tratar de uma história diferente e instigante. Eu nunca havia lido nada com esse contexto e, confesso, que gostei. Histórias com diferenciais me ganham.

Citações favoritas

“Meus próprios dons, tão íntimos para mim quanto minha própria pele, parecem estar mudando, crescendo e se transformando em algo que não reconheço mais.”

“Como se revela uma coisa que se escondeu a vida inteira? Principalmente quando se sabe, por intuição, que toda a sua sobrevivência depende de mantê-la escondida?”

“Tudo está em risco. O importante é descobrir se esse risco vale a pena ou não.”

“Não, o que você viu nem sempre foi bonito. Às vezes foi feio e difícil. Mas a vida é tão bonita quanto feia. Às vezes você esteve sozinha, com medo e com fome. Muitas pessoas são sozinhas e passam fome.”

Nota da leitura:

0 Recados:

E você, o achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)