Conheça nossa página

#Resenha: Indomáve l– S.C. Stephens


Título: Indomável

Autor: S.C. Stephens

Páginas: 397

Editora: Valentina

Ano de publicação: 2017

Onde comprar: Amazon / Saraiva




A História

Griffin Hancock é baixista de uma banda de rock famosa e, com toda essa fama, ele conquistou muitas coisas, como uma bela esposa, companheira e paciente, e também muitos objetos pessoais, que nem se comparam a sua bela família, mas que, com eles, ele consegue lhes proporcionar uma boa vida. Até toda sua inveja e ciúmes acabarem falando mais alto, e ele acabar percebendo que não se pode ter tudo na vida.

Anna, sua esposa sendo superamiga, sempre o orienta a ser mas paciente e esperar que um dia o seu potencial irá ser percebido entre os outros amigos, mas, ele sendo mais atirado, acaba achando que tudo deve ser no seu momento e acaba tendo alguns desentendimentos com seus parceiros. Tal comportamento causa muitas reviravoltas em sua vida.

O que será que vai acontecer com esse casal? Será que o potencial de Griffin vai ser reconhecido, ou ele vai acabar perdendo tudo que demorou tanto para conquistar?


Personagens principais

Griffin faz parte da banda de maior sucesso no mundo todo, os D-Bags, ele é o baixista da banda. Deixou o cabelo crescer, que já estava na altura do queixo e vivia preso num rabo de cavalo curto, tem olhos azul-claros, cabelo louro com uma aparência suja. Sua arte corporal torna sua pele muito mais interessante e atrai o olhar e o desejo de muita mulher, pois é perfeito.

Anna é esposa de Griffin e dona de lindos de olhos verdes-esmeralda. Ela é bem parecida com sua irmã Kiera, mas Anna definitivamente tem curvas mais generosas que a sua irmã mais magra e reta. Eles, Anna e Griffin, se conheceram há muitos anos antes da banda. Tinham uma relação aberta, até ele perceber que com as outras estava sempre faltando algo, percebendo que Anna simplesmente o pegou firme e satisfazia por completo, de um jeito que mais ninguém conseguia. Ela é a mulher da vida de Griffin. Ela tem os cabelos castanhos muito compridos descendo em cachos sobre os ombros.

Personagens secundários

Matt é primo de Griffin. Quando acabou o ensino médio, os dois foram morar juntos e, com isso, juntos de Kellan e Evan resolveram montar a banda. Olhar para Matt era como estar diante de um espelho enevoado e rachado. Ele e Griffin se pareciam muito um com o outro, mas Griffin é um sujeito sexy, de um jeito claro e nítido, enquanto ele é apagado e sem vida, isso, claro, ao ver dele. Matt tem cabelo louro curto e é um homem lindo.

Quanto a Kellan, ele era, para muitas garotas, o princípio e o fim de todas as imagens de perfeição masculina. Ele tem uma mandíbula forte, os olhos azuis profundos e os cabelos bagunçados. Ele certamente tem os músculos muito definidos e um corpo irresistível. Kell não costuma malhar tanto assim para ter toda aquela definição muscular, mas é incrível.

Gibson é filha de Anna e Griffin, ela tem só um ano e meio, mais ou menos, mas já sabe muito bem o que quer e espera sempre conseguir as coisas do seu jeito. Tem ciúmes gigantescos de todo mundo. Tem os mesmos olhos azul-claros e o mesmo cabelo louro, embora o dela fosse cor de pura platina, enquanto o de seu pai parecia mais sujo.

Rachel, a namorada de Matt, é tímida. Ela quase nunca falava por estar com vergonha, mas quando resolvia falar, sua voz geralmente era suave e educada.

Chelsey é irmã de Griffin, ela é casada e tem duas filhas chamadas Dawn e Della. Elas só têm quatro anos, com sua pele clara, os olhos azuis e o cabelo platinado. Já o marido de Chelsey é um cara corpulento, musculoso e de cabelos escuros que tem o apelido de o garanhão italiano ou G.I. Chelsey tem um jeitão de “garota Califórnia” que combina muito bem. Ela é só um ano mais velha do que seu irmão mais querido. A beleza física é a marca registrada da família, mas essa característica é ainda mais acentuada nela. É uma bailarina do tipo clássico, nada exótica. Antes de ter filhos, fazia parte de uma companhia de balé em Los Angeles.

 A Senhora Hancock é mãe de Griffin e continua com o cabelo de um tom perfeito de louro e ela o mantém curto, num estilo discreto que exige poucos cuidados ou manutenção. Seu esposo se chama Gregory; e seu outro filho Liam, irmão de Griffin e Chelsey.

Capa, escrita e afins

O livro Indomável é escrito sob a perspectiva do Griffin, o baixista dos D-Bags. Ele parece ser uma pessoa muito boa, mas diante da banda ele é um baixista muito invejoso, egocêntrico e que se acha melhor do que todos os seus amigos. Como pai, marido, filho, irmão e amigo parece ser muito bom, pois, pelo que foi mostrado, ele trata sua família da melhor forma possível, mas como profissional está sempre querendo aparecer mais e ser melhor do que todos; o que acaba o fazendo esquecer do que faz de melhor. Ele acha que tem mais talento que toda a banda e merece ser reverenciado por todos.

Essa história é um pouco grande e ela te prende bastante a leitura, pois em cada página que você começa lendo se surpreende mais com os personagens e, com isso, ficamos supercuriosos para saber das novidades ou querendo saber dos personagens dos outros livros, tentando descobrir um pouco do que aconteceu com cada um deles.

O título e a capa traduzem perfeitamente o tipo de personagem principal, nos mostrando como ele é como pessoa, diante dessa linda e irresistível capa.

Sua escrita é bem simples e aberta, e em alguns momentos vemos muitos detalhes que nos fazem querer saber mais sobre tudo.

Conclusão

A história é sobre a infelicidade do baixista da banda pelo fato de ele querer estar no centro do palco, querendo ser o guitarrista principal, sendo que, desde o começo da banda, estava combinado qual seria o seu posto.

Ele passa tanto tempo se gabando em como ele é incrível, que acaba não se lembrando de nada que seus amigos conversam sobre a banda em seus ensaios e ainda consegue se achar superior a eles. O ciúme é algo muito presente nessa história, pois vemos o tempo todo o baixista tentando ser o guitarrista e, com isso, gera um grande sentimento de inveja do posto do outro, que na verdade é da mesma família.

O que mais marcou no livro foi essa inveja e o egoísmo que o personagem demonstrou sentir, querendo ser o melhor em tudo, sendo que, muitas das vezes, vimos que ele não é tão bom quanto diz ser.

Às vezes, se ele se mostrasse um pouco mais humilde e estivesse realmente a fim de aprender mais, poderia conseguir conquistar tudo o que ele tanto deseja sendo ignorante.

Recomendo o livro, principalmente para os amantes de música.

Citações importantes

“Não existe cura pra quem é impressionante.”

“Pelo menos havia uma pessoa no mundo que se importava um pouco comigo.”

“O que você faz afeta mais do que apenas você. Atinge todos a quem você está conectado.”

“Dizem que as coisas boas acontecem para quem sabe esperar… Quem espera sempre alcança…”

Nota: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo