Conheça nossa página

#Resenha: Fúria Domada – Megan Maxwell



Título: Fúria Domada
Autora: Megan Maxwell
Editora: Planeta dos Livros Brasil (selo Essência)
Páginas: 368
Ano de publicação: 2017
Onde comprar: Amazon / Saraiva

"[...] ainda há brasas onde antes havia fogo." 
 
A História
Gillian e Niall sempre foram verdadeiros apaixonados desde a infância. Mais jovens, viveram uma grande história de amor, onde selariam suas juras com um casamento. No entanto, Niall teve que cumprir suas obrigações junto ao rei da Escócia e, indo lutar por ele, defendendo seu povo, ele foi embora sem se despedir de Gillian. Foi quando cavou seu próprio destino triste, pois, indo cuidar dos seus afazeres obrigatórios, deixou para trás alguém que esperava fielmente estar o esperando.
Só que não foi bem assim.
Logo que ele retorna, Gillian cancela o noivado com o rapaz e jura nunca o perdoar por isso. Cumprindo sua promessa da forma mais difícil possível, a moça vive seus dias aniquilando o amor que sente por ele e tentando se fazer compreender que o odeia, mas não é o que seu coração diz.
Niall, após toda mágoa que Gillian lhe entregou de bandeja, se transformou em um homem amargo e orgulhoso, já não é mais aquele que fazia de tudo por sua amada, já não a quer mais.
Mas o destino prepara uma peça ainda maior para esses dois. Agora, Gillian é obrigada a se casar com quem não quer, caso não esteja casada até seu próximo aniversário que, afinal, é dali a cinco dias.
Com muita confusão e orgulho, Niall e Gillian irão contar como se tornaram seus maiores inimigos, mesmo que o coração insista em dizer sim para esse amor. E será que, no final do dia, é um não que querem mesmo dizer?

Personagens principais
Gillian é uma jovem com gênio difícil. Não, na verdade, ela é tudo, menos difícil. No entanto, o que faz com que todos a chamem de Desafiadora é que ela é uma mulher que não abaixa a cabeça para qualquer um, pelo contrário, maneja uma espada melhor que muitos guerreiros. Ela é uma moça linda, com longos cabelos loiros e ondulados, olhos azuis e tem uma força incrível. Seu comportamento acaba por fazer com que muitos pretendentes se afastem, porque ela não é a mulher delicada que esperam, ela é uma guerreira e tem muito orgulho de quem é. Gillian sempre amou Niall, mesmo depois de ele ter ido embora sem dizer adeus, jamais o deixou de amar. Só que ela é cabeça dura e não gosta de dar o braço a torcer, pois jamais o perdoou.
Niall é um guerreiro que, aconteça o que acontecer, sempre será fiel com suas obrigações. Após lutar junto ao rei da Escócia, por sua dedicação, herdou umas terras na costa norte da ilha Skye, onde se tornou laird e senhor do castelo Duntulm, juntamente com seu bando de guerreiros ferozes e selvagens. Ele, que sempre amou Gillian, após voltar de tal luta, ansioso por tê-la em seus braços finalmente, se depara com uma mulher orgulhosa que não o perdoa pelo o que fez. Revoltado e com os sentimentos encolhidos dentro do peito, Niall se torna um homem orgulhoso, rude e fechado. Agora ele é quem não a quer de jeito algum. Agora ele é quem vai demonstrar que ela não significa nada para ele. Porque ele é cabeça dura também e não quer dar o braço a torcer.
Personagens secundários
O livro conta com vários personagens que compõem o enredo.
Axel é irmão de Gillian e, mesmo amando a irmã, não sabe lidar com sua rebeldia, portanto, está sempre tentando podar suas asinhas. Ele é casado com Alana, que também ama sua cunhada, mas que vive lhe dizendo para ter modos de uma “mulher delicada”, coisa que Gillian sente repulsa.
Megan é a melhor amiga de Gillian, casada com Duncan, irmão de Niall. Ela também é uma guerreira e aprendeu muita coisa com Gillian, maneja uma espada como ninguém e está sempre apoiando a cabeça dura da amiga.
Shelma é irmã de Megan e também é amiga de Gillian. Outra jovem de seu porte, pois também é uma guerreira sem igual. Shelma é casada com Lolach.
Aliás, Megan e Shelma se casaram no primeiro livro. Clique aqui para ler a resenha.
Cris é uma jovem que só conhecemos nesse livro. Ela se torna uma grande amiga de Gillian e é com quem treina quando querem lutar. As duas manejam bem a espada, são duas guerreiras que não se importam em deixar de lado a delicadeza. Ela também tem uma história para contar.
Kieran já aparece no primeiro livro e nos deixa apaixonadas por seu personagem. Nesse livro não é diferente. É um rapaz de boa índole que ajuda as amigas como puder. Sempre está metido nas confusões de Megan. No entanto, é um jovem que nunca amou ninguém. Será que ele estará protagonizando o próximo livro?
Diane é a irmã de Cris, mas elas se odeiam. Enquanto uma é a filha delicada, a outra é a rebelde de espada. Seus pais, portanto, idolatram Diane como se ela fosse de porcelana. Diane quer uma única pessoa: Niall. E faz de tudo para tê-lo.
Capa, escrita e detalhes
Eu adorei a capa! Está muito caracterizada com a série e faz total jus ao nome Guerreiras.
A escrita da Megan é sempre a mesma: leve e divertida. Ela sabe fazer com que a gente se sinta bem com a leitura, nos deixando confortáveis e curiosos.
Os detalhes do livro foram o que pesaram para mim. Enquanto em Desejo Concedido temos uma história que muito me agradou, deixando vestígios de um próximo livro promissor, na realidade, não foi tudo isso para mim em Fúria Domada.
Esperei ansiosamente para conhecer a total história de amor entre Niall e Gillian, dois personagens que me conquistaram no primeiro livro. Dois personagens que amei muito e quis fazer de tudo para encurtar o tempo de espera, mas, bem, esperei. Assim que recebi o livro, comecei a ler com as expectativas nas alturas, mas acabei caindo da nuvem.
Não, o livro não é ruim. Mas, para mim, a autora não escolheu bons caminhos para os personagens que tinham tudo para ser incríveis. Personagens lindos e encantadores foram transformados em duas pessoas mesquinhas e orgulhosas além do normal. Dois personagens que se tornaram infantis e sem noção por tudo que acontece com eles. E eu entendo que os acontecimentos os levaram a tais caminhos, mas jamais imaginei que fossem ser tão repetitivas tais atitudes, como se fossem adolescentes que não sabem o que querem. Não me encantaram, sabe? Eu estava louca para conhecê-los, amá-los, mas não rolou. Não consegui engolir todo o relacionamento abusivo que Niall faz Gillian passar, atitudes que jamais esperaria do encantador Niall do primeiro livro. E Gillian, tão guerreira, tão rebelde, tendo que aceitar tudo. Não acho que tais ações fizeram jus às personalidades dos personagens.
Conclusão
Contudo, eu gostei do livro. Só não amei. Não foi o que eu esperei e tudo bem, porque nunca é como a gente espera mesmo. Só que dessa vez não foi para melhor.
Megan levou a história por um rumo que eu não teria coragem em apostar, portanto, foi corajosa. Mas, para mim, faltou dar sustância para quem os personagens eram de verdade. E não foram os acontecimentos em si que me chatearam, mas a repetição dos mesmos atos, os mesmos erros e cenas que, para mim, foram mais que abusivas.
O livro é bom. Eu recomendo o livro para quem gosta de romance de época, principalmente para quem leu Desejo Concedido, que eu amei! Eu gostei de Fúria Domada, mas você pode amar. Vi muitos que amaram. Então, sugiro que leiam e tirem suas próprias conclusões.
Ainda me encontro ansiosa pela continuação da série, pois guardo a hipótese de que nosso Kieran seja o próximo a se apaixonar e contar sua história de amor. Será?
Nota da leitura:
                                     



Nenhum comentário:

Postar um comentário

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo