Conheça nossa página

Como eu queria...


Imagem via Pixabay
Hoje tudo que eu queria era poder dormir no calor dos seus braços. Poder me sentir segura, através de um simples gesto que, para você, pode não significar muito. Mas para mim um dia significou tudo. Significou mais do que as palavras são capazes de dizer, e do meu corpo sentir. 

Como é difícil lembrar e não poder viver novamente. Como é difícil querer e só restar as melhores lembranças, porque você não está mais aqui. Como seria bom sentir seus carinhos, que percorriam todo meu corpo e que, em cada lugar, deixavam marcas invisíveis de um calor, de um fogo. Eu sabia, pelos toques, sabia que eram momentos únicos, tanto para mim quanto pra você.

Como seria bom deixar nossos corpos enroscados, onde sentiam ser pertencentes. Saber que aquela respiração tranquila era a certeza de que você estava muito relaxado, pois quem você queria estava em seus braços. As batidas do coração, que ao mesmo tempo estavam tranquilas, lá no fundo, também tinham o desejo de um sentimento muito maior. Como dois corpos podiam se dar tão bem, através de um completo silêncio?

Não consigo entender como ainda consigo ficar sem tudo isso. Como somos tão fracos ao ponto de não conseguir admitir que isso que vivemos significou mais que uma noite.  Mais que um nome em sua listinha, de quem não pode se apegar.

Fomos fracos para reconhecer que o laço que nos fisgou é bem maior do que o medo que habita em nossos corações.

Até quando vamos continuar assim, achando que uma noite é muito melhor do que a vida inteira? O que me resta hoje é olhar para essa cama onde passamos momentos maravilhosos e lembrar que você não está mais aqui, para fazer das minhas noites algo inesquecível.

Para fazer de mim sua metade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo