Conheça nossa página

#Resenha: Sorrisos Quebrados – Sofia Silva

Título: Sorrisos Quebrados

Autora: Sofia Silva

Editora: Valentina

Páginas: 232

Ano de publicação: 2017

Nota da leitura: 5/5

Onde comprar: Amazon / Saraiva

A História

Imagine que seu conto de fadas começou quando você ainda tem por volta de seus dezoito anos. Você tem o cara dos sonhos ao lado. Ele é lindo, carinhoso, tem grana e parece o príncipe encantado. Todos o adoram, e as mulheres se jogam aos seus pés, mas ele escolheu você. Você que não se acha a criatura mais bonita entre suas amigas. Você que é baixinha e se vê menos atraente que suas amigas. Você que é tímida e retraída. Mas ele te escolhe.

E seu conto de fadas começa.

Tudo perfeito. Até que um dia, ele vira o pior dos sapos. Até que um dia, tudo, absolutamente tudo, muda.

Tudo não passa de uma tremenda mentira. Uma encenação.

Só que ninguém te escuta, porque parece impossível que um sonho desses esteja se tornando seu pior pesadelo.

Paola viveu dias intermináveis ao lado de Roberto. Paola sofreu mais que um relacionamento abusivo. O que Paola sofreu não tem nome. Não tem explicação! E eu nem sei como foi que ela sobreviveu.

Mas sobreviveu e vai contar sua história que, agora, após seu pior pesadelo, ela tenta levar adiante. Até que conhece Sol, seu raio. E também tem André, com aqueles braços fortes e corpo grande.

Medo é a palavra. Mas logo após o medo, vem a esperança. Logo após a luz, vem a escuridão, e é nela que podemos brilhar.

E Paola brilha.

Personagens principais

Paola é uma mulher que teve parte de seu corpo totalmente desfigurado por causa de uma crueldade humana sem limites e sem explicação. Não há aceitação para o que a moça viveu. Mas, mesmo após sofrer tanto, Paola vive seus dias em paz, apesar de todo desconforto por causa de sua aparência, em um lugar onde se sente parte dele. Mas Paola tem marcas. Marcas internas que jamais deixarão de existir. E seus traumas ainda estão presentes em sua vida, mesmo após tantos anos. Ela tem medo de homens. Principalmente se forem grandes e fortes como André. Ela se esconde das pessoas na maior parte das vezes e vive um mundo colorido onde ninguém imagina que se pode brilhar. Seu quarto é o que define Paola, pois o que ela não mostra em sua aparência, mostra em seus atos, atitudes, sentimentos e em suas telas. Ela adora pintar. Vive colorindo e sendo colorida. Vive brilhando e fazendo brilhar. O que é encantador, considerando que sua vida foi uma grande escuridão.

André é um paizão. Desde novo, teve que assumir grandes responsabilidades em sua vida. Ele também passou por poucas e boas e tem seu coração preso a um passado que nunca passa, pois o mesmo tem medo do que pode acontecer. Mesmo depois de anos, sua ex ainda está presente em seus dias. Mesmo depois de anos, ele sofre ao recordar o quanto sofreu ao entregar seu coração e ter de ver alguém o despedaçar sem compaixão. Mas André tem a Sol. Seu raio de luz. O objetivo de sua vida. O que não lhe deixou desistir nem por um segundo sequer. Sol é sua filhinha amada, por quem André mataria e morreria. Por quem ele trabalha tanto e tenta dar o seu melhor, apesar de ser pai solteiro. E o mais difícil é conviver, não com as cicatrizes deixadas nele por causa da mãe da Sol, mas na menina que, até hoje, sofre muito por causa do que lhe aconteceu no passado. Então ele encontra Paola. E volta a brilhar devagarzinho, mas completamente.

Sol é uma menina linda e encantadora. É a filha de André. Ela o ama como ninguém e é muito colada com o pai. Afinal, Sol não fala com mais ninguém que não esteja em seu círculo: seus avós paternos, seu pai e os terapeutas com quem tem encontros semanalmente. Ah, e agora tem a Paola. Estranhamente, Sol falou com a Paola, apesar de não conversar com mais ninguém. E ela foi além disso, Sol sorriu lindamente com Paola. E passou a gostar tanto da moça que, agora, lhe chama de melhor única amiga do mundo inteiro. Mas como será essa relação? Se Paola não quer aproximação com André, que ela tem certeza que pode lhe causar mal facilmente? Sol e Paola são pacientes da mesma clínica e é lá que farão brotar a melhor amizade de todos os tempos.

Personagens secundários

Rafaela é a dona da clínica. Uma clínica que faz com que pessoas “diferentes” se sintam iguais, parte do lugar, se sintam acolhidas. E é exatamente assim que se sentem. Tem a mesma idade de Paola. Rafaela é a terapeuta de Paola, mas hoje, sua única amiga. No entanto, Rafaela também sofre internamente, apesar de sempre estar com um riso no rosto.

Os avós (que não lembro os nomes, sorry!) de Sol, pais de André, fazem de tudo pelo filho. Deram tudo que tinham e não tinham para o bem de sua neta e seu filho. Hoje, eles ajudam como podem e tiveram parte de suas vidas prejudicadas pelo o que André sofreu no passado, mas nunca comentam ou julgam o filho por isso. Apenas o acolhe.

Capa, escrita e detalhes

Eu estou completamente apaixonada por essa capa! Por esse livro por completo, porque essa edição está incrivelmente maravilhosa! Se tornou um dos mais lindos livros que tenho, mesmo não estando em capa dura! A capa é linda, encantadora e reflete muito da história emocionante que traz.

Sobre a escrita desse livro, não há palavras que possam definir. É maravilhosa! Completamente emocionante do começo ao fim. Não dá para parar de ler! Simplesmente encantadora em todos os aspectos, pois a Sofia, autora do livro, consegue fisgar o coração do leitor com maestria e, ainda, nos fazer chorar de emoção frequentemente. Estou encantada! De tantas citações bombásticas, fiz um post com as minhas favoritas, acesse aqui.

Esse livro traz uma história trágica. Extremamente triste e de fazer doer o coração da gente. Lembro que comecei a lê-lo no Wattpad há anos atrás, mas não consegui passar do primeiro capítulo, pois fiquei muito chocada com o que aconteceu. Fiquei desestruturada e não sabia se eu poderia aguentar. Então parei. Quando recebi o livro em parceria com a editora Valentina, não sabia que era esse mesmo livro. Eu o solicitei, pois amei a capa e a sinopse me interessou, mas não lembrei do título. Só quando comecei a ler (no caso, reler) que fui lembrar de como o livro me desestruturou até eu desistir. Dessa vez, eu fui forte, até porque estou mais amadurecida que anos antes. Dessa vez, fui forte por Paola, por Sol e André, que merecem ser felizes e, principalmente, ouvidos. E eu ouvi. Tanto que estou emocionada até agora.

A história de Paola é extremamente chocante, como já disse, então não dá para largar o livro desde a primeira página. E depois, depois de tudo, Paola ainda nos cativa ainda mais. É impossível não se apaixonar por sua personagem tão forte e incrivelmente brilhante. A autora também soube fazer do “depois” o melhor depois que alguém poderia ter. soube usar e abusar de analogias geniais que tornaram o livro ainda mais apaixonante, fiel à sua escrita destruidora. E André também é outro personagem que fica preso em nós, pois é incrivelmente lindo e maravilhoso. E Sol, gente? Impossível descrever essa criança linda. Só queria poder abraçá-la e ser sua segunda melhor amiga do mundo inteiro.

Conclusão

Leiam! Apenas leiam esse livro e sejam destruídos e reconstruídos com maestria igual a mim! Leiam e me digam se não choraram ou se emocionaram em várias partes maravilhosas. Leiam e me digam se não querem a Sol em suas vidas, a força de André (e não falo fisicamente) e o brilho tão colorido de Paola. Leiam e me digam se sua luz também voltou a brilhar.

Eu amei muito esse livro! Se tornou um dos meus favoritos da vida! E, apesar de todo drama forte que o envolve, eu o recomendo a todos! O mundo precisa conhecer Paola e dá ouvidos a ela. O mundo precisa saltitar com Sol e André. O mundo precisa ver que sempre há esperança se ainda houver sonhos. Sempre há um jeito das coisas mais sem jeito se ajeitarem. E, principalmente, precisam compreender que é na escuridão que a gente brilha. Apesar de tudo.

Citações favoritas

Ele era meu conto de fadas. Só não imaginei que o papel dele na nossa história não seria o de príncipe, mas o do pior dos vilões.”

Todo dia é um recomeço.

Todo dia eu renasço.

Todo dia eu me levanto.

Todo dia eu não desisto.

Todo dia eu vivo como se não tivesse

Todos os dias.”

- O bom dos muros é que podem ser derrubados.

- Tenha cuidado ao derrubá-los, para pedras não caírem sobre você. Não existe nada pior do que tentar salvar alguém e terminar soterrado.”

Estar em um relacionamento, por mais simples que pareça, requer o que já não tenho, o que sinto não poder dar a outra mulher, pois, quando tentei desenterrar a única que amei, fiquei preso no caixão de onde ela saiu.”

Ele é o urso dono da floresta, que caminha ferozmente e com cautela, pois já ficou preso em armadilhas escondidas que o feriram gravemente.”

Às vezes, precisamos olhar para as pessoas com o coração e não com os olhos, pois só assim nós vemos quem realmente são.”

Acesse aqui um post com mais 13 citações bombásticas desse livro!


Nota da leitura:



4 comentários:

  1. Oi Sâm! Tenho visto muito essa capa nos igs literários! E já me apaixonei. Mas não havia lido nada sobre ele. Imaginei que fosse algo tão diferente. Que desespero essa história. Não há nada pior do que um sonho ruim do qual eu não consigo acordar, pensar nisso como realidade me deu até um mal estar!
    Amei a resenha. Amo as cores das suas fotos! Mas não sei se conseguiria ler gente! 😣
    Beijo beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Mah, como contei ali, eu já tinha começado a ler e parei porque não consegui ir adiante. Mas quando recebi da editora, tive de ser forte, sabe? E gostei de ter sido, pois, no fim, eu me senti reconstituída. No entanto, entendo perfeitamente sua insegurança em lê-lo. Afinal, também tive. Hehe.
      Muito obrigada, lindona! Adoro seus comentários!<3
      Super beijo, gatona!
      Sâm.

      Excluir
  2. Ei Sam. Quando li esse livro, ele ainda não tinha chegado ao Brasil.
    Eu gostei da história, mas achei que a forma como a autora abordou com a escrita
    poética foi demais. Acho que poderia ter sido menos. Rs.
    Eu teria gostado mais se ela tivesse escrito de forma simples, porque achei muito forçado esse lado poético. Eu não sei como ficou depois da revisão, talvez melhoraram isso. Tomara.

    Suas fotos ficaram LINDAS!!

    Beijos
    Literatura Estrangeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anne! :D
      Eu amo escrita poética, então sou suspeita para falar. E realmente esse livro tem bastante isso, mas eu levei em conta que a autora decidiu mostrar o lado feio da história dela de uma forma bonita, tocante. Se foi isso, conseguiu. Mas vi várias pessoas que não gostaram por essa razão mesmo! Hehe.
      Obrigada, lindona! <3
      Volte sempre, viu?!
      Super beijo,
      Sâm.

      Excluir

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo