Conheça nossa página

A ousadia do amor depois da dor

Imagem via, Alexia Bressan (weheartit: @jay_nette)
Ela é aquela menina que sempre achou que conheceria seu grande amor apenas com um olhar. Não que ela acreditasse em príncipe, mas também não reclamaria se por ventura o destino a levasse a conhecer um.
Por ironia ou aprendizado, não foi bem um príncipe que, por tanto tempo, esteve ao seu lado, e aí tudo aquilo que ela acreditava ser amor, de repente não fez mais sentido. Lembrava-se que dentre tantos meses, alguns deles, sucessivamente foram com o coração apertado ao ponto de transbordar aos olhos, de incertezas e um mundo de pensamentos que mal a deixavam dormir. É, mas tudo que é passado deve permanecer por lá, sem o mínimo espaço para ocupar o presente.
Na realidade ela já não via mais o amor com tamanha ingenuidade que via antigamente, apenas continuava a acreditar na pureza desse sentimento e no quanto era lindo, se fosse bem vivido. Ainda assim, queria tentar viver essa sorte de ter um amor tranquilo, como cantou Cazuza há tanto tempo atrás.
Onde será que ela tinha se perdido no meio daquele tumulto todo? Cada instante que encontrava-se sozinha era uma oportunidade para sair daquele mar de insegurança e passar a andar em terra firme, confiante e segura, como naquela época que se repetia em sua memória incansáveis vezes.
- Não há o que temer no amor, permita-se vivê-lo. Só assim terás a chance de encontrar aquilo que tanto sonha para si. Somente vivendo. – Ela repetia a si mesma, inúmeras vezes, até que um dia ela se permitiu a audácia de amar intensa e profundamente, neste mundo já tão cheio de descaso com o amor.
E posso te contar um segredo? Quem se permite a ousadia de amar a quem dá valor ao seu amor é capaz de florescer a cada primavera e até mesmo no dia mais frio do inverno.

3 comentários:

  1. Que delicinha de texto.
    Amei o finalzinho "E posso te contar um segredo? Quem se permite a ousadia de amar a quem dá valor ao seu amor é capaz de florescer a cada primavera e até mesmo no dia mais frio do inverno."
    bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindo né, Claudinha?! Também amei essa parte do texto da Carol! <3
      Volte sempre, lindona!
      Super beijo,
      Sâm.

      Excluir
    2. Oii linda. Obrigada, fico feliz s2s2
      Beijos

      Excluir

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo