Conheça nossa página

#Resenha: Um caso perdido (Hopeless) – Colleen Hoover


Título: Um caso perdido (Série Hopeless, livro 1)

Autora: Colleen Hoover

Editora: Galera Record

Páginas: 381

Ano de publicação: 2014

Nota da leitura: 5/5

Onde comprar: Amazon / Saraiva /
👌 Skoob 



A História

Sky é uma jovem de dezessete anos que é feliz com a vida que leva, apesar de sentir que às vezes falta algo para preenchê-la. Ela cresceu sem qualquer contato com a tecnologia, portanto, não tem celular, nem computador, redes sociais nem televisão, mas nunca questionou a mãe por isso, pois sabia que era para sua proteção. Ela também não vai à escola, pois tem aulas em sua própria casa. No entanto, sua vida muda completamente quando ela decide terminar o último ano na escola. Entre ofensas e um mundo inteiro em que não conhecia, Sky terá de passar por cima de muita coisa para poder continuar. É quando conhece Holder que tudo que deixava de sentir a atinge com força: seu mundo inteiro está se transformando, mas, talvez, ela vá precisar ser ainda mais forte para aceitar as mudanças.

Holder vê em Sky algo diferente. Algo que ele não vê em outra garota há anos. Ele até tenta manter distância, mas algo lhe faz querer conhecê-la mais. Talvez ele descubra coisas inimagináveis sobre Sky. Coisas que jamais esperaria, embora tivesse procurado por tanto tempo.

Será o destino? O que Sky tem que desperta tanta emoção em Holder?

Ele tem segredos. Sky, por outro lado, é uma caixa aberta. No entanto, talvez haja um fundo secreto que ela sequer imagina.


Personagens principais

Sky é uma jovem linda, tem cabelos e olhos castanhos. Está prestes a completar seus dezoito anos e é quando convence sua mãe a deixá-la estudar o último ano em uma escola, como todo mundo. Ela se ente preparada, porém os primeiros dias já irão colocar em prova todo seu desejo. Sky é uma menina encantadora, dócil e estranha. Ela cataloga garotos por sabor de sorvete e ama estrelas, tanto que toda noite as vê no teto de seu quarto. Ela é adotada e ama sua mãe, mas tudo que sabe sobre sua infância foi o que lhe contaram, pois ela não se lembra de muita coisa. E, apesar de viver sem tecnologia, Sky lida bem com seu dia a dia, inclusive os livros são sua companhia (pausa para suspirar).

Ela já ficou com vários garotos, mas nenhum deles lhe despertou interesse. É quando vai para a escola que sua vida tem uma grande reviravolta. Lá, ela enfrenta o lado ruim das pessoas e tem que lidar com isso todos os dias e, embora lide bem, sente na pele o que é a escola. Então ela conhece Holder e tudo piora, mas também melhora. O fato de Holder ter desejado tanto saber seu nome não sai de sua cabeça. A verdade é que ela não sabe dizer se ele lhe encanta mais do que assusta.

Holder é um cara bastante problemático visto pelos olhos alheios. Após trágicos acontecimentos, ele não é mais o mesmo. Agora não quer mais saber da escola. Tem os dentes incrivelmente brancos, um sorriso sedutor, olhos azuis, cabelos bagunçados e suas belas covinhas lhe dão um charme final. Ele é um tanto esquentado, é famoso por ter se metido em uma briga de quase matar seu oponente. Embora todos conheçam sua fama, ninguém sabe quem ele é de verdade e, talvez, nem ele mesmo saiba.

Quado vê Sky, algo estranho acontece. Ele acha que… mas precisa garantir e descobre que não. Mas algo ainda está fora de seu controle, ele não consegue manter distância, embora saiba que deveria. Ela parece uma boa menina, apesar dos boatos sobre sua reputação. No entanto, tudo o que ele mais quer é conhecê-la melhor.

Talvez ele descubra que conhecê-la melhor pode ter seu preço.

Personagens secundários

Six é a vizinha e melhor amiga de Sky. Ela é uma ótima melhor amiga e está sempre disposta a ajudar. Aliás, sua reputação foi de brinde para Sky assim que se tornaram amigas. Ela e Sky vivem saindo com os garotos e os catalogando por sabores de sorvete. E sempre precisam de novos sabores. Apesar de ter convencido Sky a ir para a escola no último ano, ela acaba aproveitando uma grande oportunidade de fazer um intercâmbio nesse mesmo tempo. No entanto, as duas mantêm contato por um celular, através de mensagens escondidas.

Breckin é o melhor amigo do mundo inteiro de Sky. Eles se conhecem na escola e, de cara, já se identificam um com o outro. Ele é gay, novo na escola e Mórnon, então é claro que sofre insultos também. Eles se tornam bons melhores amigos e se dão muito bem. Breckin é um amorzinho.

Karen é a mãe adotiva de Sky. É uma boa mãe e ótima pessoa, sempre se preocupando com a filha. Sua cisma com a tecnologia é um pouco fora do comum, principalmente nos dias de hoje, então é algo que estranhamos logo de início. Ela mora com Sky, apenas. E, no geral, é uma mãe liberal, mas algo diferente acontece em relação a Holder. Ela namora Jack e receia dar o próximo passo na relação.

Jack é o namorado de Karen. Um ótimo cara, gentil e brincalhão, que se dá super bem com Sky e Six. Jack parece querer algo a mais com Karen, mas também não a pressiona. Talvez ele vá se surpreender quando souber dos verdadeiros motivos de sua amada não querer aprofundar a relação.

Capa, escrita e detalhes

A capa é bonita, mas nada espetacular. É do tipo que me faria comprar pela capa, mas não me faz morrer de amores. No geral, gostei.

Não há o que falar sobre a escrita da Colleen, é sempre excepcional e fluída. Nos faz engolir as páginas sem perceber o tempo passar. Amo muito!

O livro é narrado em primeira pessoa por Sky. Às vezes, temos surpresas do tipo de narração contando o passado, o que deixa tudo com gostinho de quero mais. Os capítulos são curtos e são separados por datas.

Os detalhes da história são inúmeros. Embora aconteça muita coisa em pouco tempo, a gente não se perde. Tudo vai se encaixando no final. Só achei que demorou um pouco para o desenvolver da trama em si, mas nada que deixe massacrante.

Adorei a forma como a relação dos protagonistas vai sendo construída aos poucos. Não é aquela coisa de amor à primeira vista, sabe? Há toda uma desenvoltura, apesar de haver bastante encontros inusitados inicialmente, mesmo com eles sem se conhecerem e rolar aquela química.

Os protagonistas são bastante focalizados na história. Conseguimos nos sentir na pele do personagem. Sabemos exatamente quem são e sua personalidade.

Outro ponto que super me agradou foi a emoção passada no desenvolver da trama, embora tenha sido esperado tal final. No fundo, eu sabia, mas não queria aceitar. Ainda não aceito. Mas não posso deixar de negar o quanto foi devastador e aterrorizante descobrir toda a verdade.

Às vezes uma verdade não só machuca, ela destrói.

Conclusão

Amei o livro! Se trata de uma história extremamente chocante e aterrorizante. É difícil de aceitar e impossível não se emocionar. O choro vem, escorre e depois fica um peso na garganta da gente, pois ainda não queremos aceitar.

Se trata de uma história de amor onde não importa quantas primeiras vezes temos na vida, mas sim quantas valerão a pena ser lembradas. Se trata de uma história de amor verdadeiro que ultrapassa o tempo. Que espera e suporta. Uma história de superação incrível e destruidora, como a CoHo sabe escrever.

Quando o desenvolvimento vem, a gente se agoniza. A gente vai percebendo do que se trata e só diz não, não, não o tempo todo. E é aí que somos devastados. É quando nos despedaçamos.

Apesar de se tratar de uma história arrebatadora, nos marca exatamente por existir tamanha força de vontade de superação. Aquela coisa de seguir em frente nunca foi tão importante.

Recomendo muito, porém, sugiro que vá com calma, pois uma história linda pode ser destroçada pela verdade destruidora. Você vai se destruir também.

Citações favoritas

Mas e se for um passo que você não queira que seja desfeito? E se for um passo que só vai fazer você ter mais vontade de dar outro passo, e depois mais outro, até acabar correndo em disparada?”

A vida é realista e, às vezes, as coisas ficam feias e só os resta aprender a lidar com elas. Vou aceitar isso com uma dose da sua indiferença e seguir em frente.”

É mais fácil viver a vida sem motivo algum para continuar vivendo que simplesmente ligar o “foda-se” e partir.”

Continuo existindo, e ele continua existindo, mas não existimos juntos. Só que os dias se passam independentemente de com quem eu existo.”

É o único garoto que já se importou se eu estava ou não sentindo alguma coisa, e, só por isso, deixo ele roubar mais um pedacinho do meu coração. Mas não parece o bastante, pois de repente quero dar meu coração inteiro para ele.”

Uma das coisas que amo nos livros é que eles conseguem definir e condensar certos momentos da vida de um personagem em capítulos. É intrigante, pois na vida real é impossível fazer isso.”

É o que acontece quando duas pessoas viram uma só: elas passam a compartilhar mais do que amor. Também compartilham todo o sofrimento, mágoa, dor e aflição.”
As coisas que nos derrubam na vida são testes, e esses testes nos forçam a escolher entre desistir, ficar caída no chão ou sacudir a poeira e se levantar com ainda mais firmeza que antes.”


Nota da leitura: 


4 comentários:

  1. Oi, flor!
    Sou muito fã da Colleen, então sou suspeita pra falar qualquer coisa, haha
    Um caso perdido é um dos livros dela que eu mais gosto. Que bom que te ganhou também <3
    Amei sua resenha, você faz de forma bem estruturada, é bacana!

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, lindona!
      Eu também sou muito fã da CoHo! <3
      Esses (a série Hopeless) eram os últimos dela publicados aqui no Brasil por enquanto que faltavam para eu ler... hehe.
      Ainda pretendo ler os outros dois no próximo mês.
      Ah, obrigada! Fico feliz que tenha gostado.
      Agradeço pela visita.
      Volte sempre!
      Super beijo,
      Sâm.

      Excluir
  2. Oieee lembro-me muito bem deste livro encantador, ameiii ele, é perfeito do começo ao fim, ate ja o indiquei a dois amgs que também o amaram, na época que eu o li há uns dois anos atrás me encaixa bem a historia em si a minha vida, não que eu tenha passado pelo trágico capitulo que a personagem graças a Deus, mais foi muito bom ler este livro acompanhada e que alegria relembrar aqui lendo sua resenha, amei parabéns. bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Também amei e só fui ter a oportunidade de lê-lo agora! Hehe
      E você já leu os outros livros da série? Tem mais dois. Vou lê-los no mês que vem.
      Fico feliz pelo momento nostálgico! Hahaha.
      Obrigada, lindona.
      Volte sempre.
      Super beijo,
      Sâm.

      Excluir

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo