Conheça nossa página

A felicidade não é uma questão de status


E a gente custa entender que, para ser feliz, não é preciso ter tudo aquilo que a gente sempre quis. Aliás, ter tudo aquilo que a gente sempre quis nunca será suficiente, porque a gente vai querer mais daqui tantos anos, sempre e sempre. E tudo bem desejar outras coisas sempre. A questão é saber ser, não apenas ter. Ser feliz com aquilo que se tem hoje, com aquilo que se é hoje. Precisamos saber agradecer todos os dias por tudo que temos para reconhecer que a felicidade vem das coisas mais simples também. E que não é preciso ter tudo, mas ser tudo. Enquanto a gente ainda estiver se enganando com a ideia de que precisa ter tantas coisas para ser feliz, estaremos sendo ingratos por tudo que temos e, consequentemente, infelizes.
A ingratidão é inimiga da felicidade.
A felicidade é sobre saber agradecer, saber ser grato(a) por tudo que temos hoje, ainda que nosso objetivo seja melhorar amanhã. Agradecer. Essa é a palavra. Enquanto você agradece pelo que tem, sabendo reconhecer o valor de tudo e todos que estão em sua volta, encontra os ingredientes que compõem a felicidade. E é feliz, assim, sem nem ter subido de cargo no emprego. Sem nem ter conquistado aquela medalha. Sem ter tirado a maior nota no vestibular. Sem ter conseguido conhecer aquele lugar que sempre quis. Sem ter comprado seu tão sonhado carro. A gente é feliz pelo que tem hoje para, amanhã ou depois, continuar sendo feliz pelo que ainda vai conquistar.
Precisamos saber agradecer e entender que é possível ser feliz, acima de tudo.
E ser grato pelo que se tem hoje não significa que não podemos sonhar com algo melhor. Jamais. É nosso natural desejar melhorar, querer sempre o melhor. O problema é que, se você não é grato por nada que tem hoje, amanhã ou depois, corre o sério risco de continuar sem encontrar valor nas coisas. E aí você terá tudo, mas ainda não se sentirá feliz, porque, simplesmente, você não aprendeu a ver valor nas coisas que tem. Nas coisas simples. Em quem sempre esteve ao seu lado. Naquilo que sempre esteve aí, te amparando, de alguma forma. É que não adianta ter tudo se você não compreende o valor das coisas.
Não adianta querer ter tudo sem que saiba agradecer pelo pouco que tens.
A felicidade não é uma questão de status. Não é a exibição da conquista. Os momentos passam. Felicidade não é sobre os momentos que se vão, mas os que ficam. Os que sempre estarão ali preenchendo sua vida, seus dias. Passa ser mais fácil ser feliz quando a gente é grato pelo pouco que tem. Quando a gente encontra o prazer nas coisas que faz. Quando a gente encontra o lado bom das coisas, da vida, dos momentos. Passa a ser difícil ser feliz quando a gente limita a felicidade ao desejo de ter outra vida, outras coisas, outros momentos e esquece de reconhecer o valor que o hoje traz. E ser grato pelo que tem não quer dizer que teremos sempre as mesmas coisas, sem querer melhorar. A felicidade é exatamente isso: agradecer pelo tem, encontrar valor na vida, nas coisas simples, naquilo que te move, que preenche seus dias, nas pessoas que estão ao seu redor, mas também nos sonhos que temos. No desejo de conquistar mais, de melhorar sempre.
Não existe fórmula, é verdade. No entanto, quando você começar a dar valor para aquilo que tem hoje, ficará mais fácil de agradecer. E sendo grato(a), estará sendo feliz, sem nem mesmo ter tudo que sonha. Como disse, a felicidade não é uma questão de status, é sobre saber agradecer e valorizar o hoje para reconhecer, no amanhã, que não é preciso TER para SER feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião para nós, viu?! É bom contar com a ajuda de quem nos lê. Os comentários sempre serão respondidos.
Relaxem e teclem conosco. :*

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo