Conheça nossa página

Do silêncio até o último suspiro



Eu gosto, mas nem tanto. É que maltrata, bate sem encostar e deixa marcas sem cortar. É inquietante e eu não sei como lidar com tanta inquietação. Não adianta. A gente não aprende a gostar desse tipo de coisa. O seu silêncio me eleva a uma dimensão nada gratificante. Bambeia as pernas, confesso, mas desorienta o coração. Tem dias que eu espremo um arrepio pelos poros através de suas palavras pouco elaboradas, porém na maioria das vezes, não sai. Tudo cala e nada convence.

Um abraço calado é bom. Um carinho sem palavras já diz tudo. Um olhar, entrega. Mas um amor tácito é, no mínimo, agonizante. Mesmo que as palavras não digam tanto quanto o amor, mesmo que os dizeres não sejam muito relevantes, um suspiro, talvez, faz toda diferença. Uma demonstração vai além de um simples gesto. E no amor, eu não sei se você sabe, mas há variadas etapas para serem cumpridas e se você não as cumpre, deixa lacunas vazias. 

A verdade é que se sua voz eu não ouço, a minha se esconde atrás das palavras não ouvidas e que não querem ser ditas, também. E é dessa forma que, em nosso meio, surge a ventania chata e fria. A ventania que rouba o que não mais quer aparecer e sai de fininho, nos deixando nus, frente a frente. Mas será que você vê o que tenho guardado aqui dentro? Porque eu não te vejo. Porque eu não te sinto.

O seu silêncio silenciou um mundo inteiro dentro de mim e as janelas emperraram, nada sai, nada entra. Nada se vai, nada volta, mas tudo se desorienta. E, como tudo na vida, aqui também esfria, gela. Para não dizer que o estrago foi maior que tudo, nos resta o amor. Porque, pode ser que o tempo esfrie e gele. Pode ser que as suas mãos não mais esquentem em mim e que um mero sorriso de lado consiga sair com toda essa frieza. Pode ser que as palavras se calem e que nossos olhares nada mais consigam expressar. Eu ainda conseguirei amar. Porque o amor, no fundo, sobrevive até seu último suspiro. 
-Sâmela Faria

4 comentários:

  1. Olá, que ótimo texto. Amei muito <3 gostei da sua escrita.

    http://pinguimtagarela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Diovana!
      Fique mais e volte sempre.
      Beijos

      Excluir
  2. "O seu silêncio silenciou um mundo inteiro dentro de mim e as janelas emperraram, nada sai, nada entra. Nada se vai, nada volta, mas tudo se desorienta."
    Uau!
    Seu texto transmite TANTO sentimento que eu fico sem palavras.
    De verdade, parabéns!

    Bjs,
    www.miragemreal.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada linda!
      Sou fã dos seus textos. E fico feliz por gostar daqui.
      Volte sempre!
      Beijos

      Excluir

Deixe sua opinião para nós, viu?! É bom contar com a ajuda de quem nos lê. Os comentários sempre serão respondidos.
Relaxem e teclem conosco. :*

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo