Conheça nossa página

104 - O que você sente sobre o "amor" ultimamente?


Para falar sobre amor, é preciso ter a coragem que a cigarra teve ao bater à porta da formiguinha em busca de amparo. É preciso encontrar as vírgulas, as reticências, as exclamações, as interrogações e até mesmo, os pontos finais dos casos de romance que se aproximarem de você. É preciso haver coragem para falar, para pensar, para questionar e para se deixar levar. E amar. E se permitir. Sentir.
Falar sobre amor pode parecer fácil, como decorar tabuada de cinco. Pode parecer normal, como dar um “Bom dia” ao porteiro pela manhã. Ou quem sabe, pode até parecer radicalmente simples, como soletrá-lo como palavra. Entretanto, não é. Todo mundo estufa o peito, dribla o olhar, esconde as mãos suadas, e esboça com as mais lindas palavras, sua definição. A definição de amar. Entretanto, não há esse caminho tão pronto assim, há uns tropeços por meio dele. Umas pedras para desviar e uns problemas para solucionar. E bem sabemos que na prática,  não é tão simples assim.
Sentir é muito mais que descrever. É muito mais que bem dizer. Que bem contar. Sinto que o amor já não mais avisa que tá por aí fazendo estragos, ele faz e ele mesmo dá jeito. Ele nasce e ele mesmo se expande.  Não aguarda o retorno, mas quando o obtém,  se completa. O amor é arriscado quanto uma receita de bolo, nunca se sabe como será, se vai dar certo ou não,  mesmo que você faça "tudo certinho". O que não podemos mesmo esquecer é que não se pode falar sobre amor, sobre amar, sem citar a dor, o chorar. Como nada nesse mundo é perfeito, no amor nem tudo é colorido. Há dias de ruínas desbotadas.  Há dias cinzentos, preto e branco.  Mas não dá para fugir. Não que um não exista sem o outro, mas estão sempre os recebendo como visita, mesmo que não estejam esperando.
O amor não é difícil,  difícil são os efeitos causados por seus passos. Difícil é não se permitir, não se liberar. Amar é fácil, difícil mesmo é aceitar as diferenças que se inclui nisso tudo. Triste mesmo, são os que se desviam dele. Podemos espalhar amor pelo mundo lá fora, lutando para a sua suma conservação, retratando os objetivos que lhe cerca, tentando mostrar que seus dias podem ser melhores.  E se com você, o amor não foi tão generoso ainda, espera sem medo, ele ainda será. Mas quando isso acontecer, não o limite. Limite sua forma de sobrevivência às intensidades  dele. 
- Sâmela Faria


4 comentários:

  1. Uau garota que texto maravilhoso to compartilhando ele agorinha msm rsrs, parabéns viu ler um texto assim e com essas musicas de fundo fica impossível não se arrepiar... bjss linda.
    http://golivercacau.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que gentil você né Claudia?! Obrigada linda, fico feliz por isso.
      Volte sempre!! ♡
      Beijos

      Excluir
  2. O que eu percebo é que o amor ta sendo banalizado. Talvez por isso existam tantas pessoas que não acreditam nele e dizem não existir. Por causa de alguns que tratam e usam dele como se fosse qualquer coisa. Para mim quem pensa assim nem sabe do que ta falando. E infelizmente nunca amou. Amar com A maiúsculo. Amar não é satisfação pessoal, mas ficar feliz com a felicidade do outro. Amar não é usar o outro para beneficio próprio. É companheirismo, fidelidade, respeito, compreensão... nossa melhor parar, pois não há definição para o amor, ele não existe para ser definido mas para ser sentido e vivido!

    Lindo texto Sâmela! Parabéns! Você escreve muito bem.

    http://joandersonoliveira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Joanderson, voce disse tudo. Concordo totalmente!!
      Obrigada viu?!
      Volte sempre!

      Excluir

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo