Amor,

#Proseando: O amor machuca?

maio 08, 2018 Sâmela Faria 0 Comments


Sabe, eu já disse muito que não. Toda vez que me perguntavam isso, eu afirmava com toda certeza do mundo inteirinho que o amor não machuca, que somos nós que nos machucamos. E aí botamos a culpa no amor. Acha que é válido dizer isso? Tá. É verdade que nós nos machucamos, fato, claro! Mas isso não exclui o fato de que sim, o amor machuca, minha gente... e vou explicar!

Não é que eu queria me meter na sua vida, sabe? Jamais é por querer ditar regras ou algo do tipo também, ok? O que vou te contar aqui é por pura experiência e também por ter construído essa visão ao longo do tempo. Posso estar errada? Mas é claro que sim. No entanto, vou pelo menos te fazer pensar mais sobre isso. Está preparada(o)? Bem, se não quer ter que ouvir que o amor, um dos mais lindos sentimentos que conhecemos, machuca, então pule para a postagem anterior e só volte aqui quando puder me escutar, viu?

Tenho certeza, cara(o) leitora(o) que está me lendo agora, de que já ouviu dizer por aí que só o amor não basta. Eu mesma já escrevi sobre isso (leia aqui). O que quero dizer é que o amor é um sentimento que não anda sozinho. Ele nasce em quem já nutre outras sementes, mas só cresce e se fortalece se essas sementes florescerem junto. Há tanta coisa que pode fazer um amor dar certo ou não, não é? É como a velha metáfora da planta mesmo: só brota se plantar, só cresce se regar, só colhe se cuidar. E aí acrescento: só sobrevive se for desse jeito.

É que não adianta plantar e não regar, pois estará deixando de cuidar. Está acompanhando? Vamos para a próxima questão, ou melhor, para a questão em si: o amor machuca porque plantar dá trabalho, regar dá trabalho, cuidar dá trabalho. E enquanto cresce, percebemos o que todo mundo sempre diz: nem sempre são flores. O que quero dizer é que no amor também há espinhos. Mas também há flores. E aí você é quem deve perceber qual revigorou mais, você é quem decide por qual vale a pena lutar. E se vale, claro.

Resumo para você: o amor machuca porque somos humanos, falhos, imperfeitos e cometemos erros o tempo inteiro. O amor machuca porque somos diferentes, e a diferença entra em conflito de vez em sempre. O amor machuca porque só amor não basta. É preciso haver respeito, admiração, companheirismo, empatia, fidelidade, amizade... porque o amor é composto. Ele não sobrevive sozinho.

E, se você ama, vai perceber isso mais cedo ou mais tarde. Pense o seguinte: amar dói, fato, mas também faz um bem danado. E falo de todo tipo de amor: o amor próprio, amor aos pais, aos filhos, aos irmãos, à família. Amor aos amigos, aos colegas, ao próximo, à vida, aos princípios. E também amor aos enamorados. Falo de todo tipo de amor porque todo tipo de amor é lindo e bem-vindo quando bem cultivado.

0 Recados:

E você, o achou do post? Me conte aqui nos comentários!
Deixe seu link para eu conhecer seu blog também. ;)