Conheça nossa página

#642Coisas: 146- O que as pessoas não entendem sobre você

Fonte
Na verdade eu ainda não sei como podem não me entender. As pessoas não conseguem entender o que é simples, geralmente se ocupam muito buscando o que é complicado. E acabam vendo complicação na simplicidade. Acabam complicando tudo e todos.
Elas não entendem meu jeito quieto, acham que vivo me escondendo, fingindo ser quem não sou. Dizem que sou antipática e tudo mais, mas, no fundo, sou apenas uma tímida presa em suas próprias ideias, ocupada demais com seus pensamentos para se importar com julgamentos. Elas não entendem que se eu digo não, é não. Não vejo vantagem em não ser sincera quanto ao meu próprio desejo. Não entendem que gosto de ser na minha e estão sempre querendo me dizer o que fazer. Não entendem que eu gosto de músicas internacionais, mesmo não sendo fluente no inglês, WHAT???
Como disse, complicam tudo.

Elas não entendem que se eu estou feliz assim, gordinha ou não, assombrosamente branca, com cabelo comprido de cor desbotada, com leves fios brancos já surgindo aos vinte e dois, é assim que ficarei. Não entendem quando eu agradeço ao motorista do ônibus por ter me deixado no ponto em que pedi, já que é o trabalho dele. Pois bem, o meu é usar e abusar da educação vinda de berço, obrigada, de nada. Não entendem o motivo de eu odiar futebol e sequer torcer para algum time mais ou menos.
As pessoas não me entendem por gostar tanto de chocolate meio amargo com morango. Por odiar maionese e amendoim. Por não tomar café da manhã e nem por não gostar tanto assim de festas. Por preferir livros mil vezes de presente de aniversário, natal, dia das crianças, dia dos namorados, dia do livro, dia de tudo. Por preferir continuar minha maratona da série atual na Netflix ao lado do mozão do que ir curtir uma noitada qualquer fora de casa. “Você precisa sair mais” dizem, mal sabem eles o quanto ando viajando com a cara dentro dos livros todos os dias antes de dormir.
Não entendem o motivo pelo qual estou sempre sorrindo e ainda acham que minha vida é perfeita por isso. Mas não é. A gente só aprende a fazer brotar um riso meio xexelento, apesar de tudo. A gente só aprende a não sair por aí com eles estampados na testa, como se fossem se resolver sozinhos. Certas pessoas também não entendem o porquê de eu me dar tão bem com crianças, mas deveriam saber que elas são tão simples quanto eu. Fim.
E tanto faz.
A verdade é que as pessoas não entendem mesmo o porquê de eu não fazer questão de ser entendida. Aprendi a não me definir para não me limitar. É que sou tudo aquilo, mas sou bem mais que isso. É que sou tudo isso, mas bem mais que aquilo lá. Não há ponto final. Muito menos explicação.
Talvez eu seja mesmo um ponto de interrogação. Ou aquele “justifique sua resposta” que vai te tirar do sério, porque não há justificativas.


Esse texto faz parte do projeto 642 coisas sobre as quais escrever. Saiba mais aqui e aqui

 ❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤
Se você gostou desse texto, deixe um comentariozinho que vou adorar! Ah, não esqueça de curtir o post! E que tal escrever um sobre você também? Vou adorar ler! 

4 comentários:

  1. Que texto incrivelmente lindo maravilhoso me identifiquei muito, nossa não da pra ler e não sentir vontade de escrever, depois passa no meu blog se puder ficarei muito feliz, e bom confesso que usei algumas frases suas, é que me identifiquei tanto que não dava pra usar outras não iria se encaixar com tamanha perfeição. Você poderia escrever todos os dias sabia haha amoooo, parabéns pelo dom e obrigada por ter me inspirado. Bjss
    http://claugoliver.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cláudia!
      Fico imensamente feliz em saber que te inspiro, viu? Mais ainda em saber que se identificou com o texto ao ponto de querer escrever sobre! Muito obrigada pelo carinho e visita de sempre! Vou tentar escrever mais, pode ser? Hahaha.
      Volte sempre!
      Vou ir lá, com certeza!
      Super beijo,
      Sâm.

      Excluir
  2. Eu que agradeço <3
    Estou sempre por aqui, e obaaaa mais texto haha :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje saiu outro, lindona! Sua opinião é muito bem-vinda!
      Boa leitura!
      Super beijo,
      Sâm.

      Excluir

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo