Conheça nossa página

5 motivos incríveis para ler Ricardo Coiro


Sei que a maioria aqui já conhece o senhor Coiro, conhecido como “o cara” quando se trata de sentimentos, esses mesmo que a gente sente, mas não sai por aí expondo por medo, vergonha ou qualquer outro motivo. A verdade é que esse cara descreve exatamente o que a gente sente e não estou ganhando nenhum centavo para recomendá-lo. Estou recomendando simplesmente porque fui arrebata por seus escritos, já faz bastante tempo, e não sei falar de amor sem me inspirar em seus amores expostos em linhas.

Conheci o Coiro através do Entenda Os Homens e desde então viciei em suas manobras com as palavras. Sério, gente, já leram o texto sobre nada que de nada tem nada? É incrível o jeito como ele ordena as palavras. Portanto, se você ainda não o conhece, por milagre ou por ter vivido em outro mundo durante todo esse tempo e só chegou aqui agora, precisa conhecer esse cafamântico incurável.

E por quê?

1- Porque ele não escreve, brinca com as palavras!

É isso aí, eu fico de cara com tanta genialidade que o cara consegue criar em um único texto. Dá para perceber de cara que ele mora nas palavras, porque tem uma afinidade inconfundível e pode fazer seu coração derreter, sua alma se acalentar, seus olhos brilharem e, principalmente, um riso sincero se rasgar em seu rosto. Parece que estou exagerando, eu sei, mas exagero é o que sinto quando estou lendo algum texto desse cara, sério.

2- Porque seus textos falam sobre TUDO!

Sim, quando digo tudo, digo tudo mesmo, pois, inclusive, como já citei, até sobre nada o cara se arriscou a escrever e foi brilhante. Tenho certeza que ele não dorme com travesseiros e sim com as palavras. Enfim, seus textos abordam todos os tipos de assuntos possíveis e, inclusive, em suas redes sociais faz comentários, também, sobre o que acontece no mundo aqui, aí, lá fora. Com ele não há tempo ruim…


3- Porque seus livros reúnem os melhores textos!

Sim, o cara já encantou a todos com seus livros cheinhos de palavras que tocam nossa alma. “Confissões de um cafamântico” foi seu primeiro livro (tendo 1ª e 2ª edição, a minha é a 2ª), reunindo textos incríveis, contos quentes e crônicas de acalentar o coração. Não tão recente, publicou mais uma obra prima que, só com a capa espetacular, nos fez clicar em “comprar” sem pensar duas vezes, o livro citado é o “Não quero um amor meia-boca”, vai dizer que não compraria só pelo título também? Pois é. O livro é incrivelmente bem escrito e cumpre a missão de sacudir nossa poeira do mundo de dentro que acaba por empoeirar o de fora também. Com frases incríveis espalhadas e textos mais incríveis ainda, vai te deixar sem palavras muitas vezes. Mas, relaxa, porque palavras é o que não falta em suas obras. Hehe.

4- Porque ele fala a verdade, na lata.

Sabe quando a gente precisa ouvir umas verdades? Ou quando achamos que não precisamos e depois percebemos que era tudo que precisávamos? Quando se trata de mandar a real, Coiro não mede palavras. É uma descarga de alívio muitas vezes ao o ler, mas em outras, você vai tomar um choque de realidade e se questionar impetuosamente. Por diversas vezes, pude refletir melhor sobre determinados assuntos que eu sequer havia percebido que precisava pensar sobre. É sempre bom poder contar com pessoas que escrevem poesias e inventam histórias, mas que, com a mesma desenvoltura, oferece a reflexão dos dias árduos que temos de viver.

5- Porque ele fala sobre amor, fazendo amor com as palavras.

Sério, se você é uma daquelas pessoas que, assim como eu, se amarra em textos de amor, vai se amarrar nas crônicas criativas e aparentemente tão reais que o Coiro escreve. E não pense que são todos textos romantizados demais, não. E talvez seja isso que mais me agrade, seus textos têm sempre um toque de amor, vida e realidade. Não há como não se identificar com algum de seus textos ou com todos eles, nem que seja em apenas alguns trechos e frases. E acaba que nos vemos suspirando e imaginando cenas, mas também nos encontrando com a dura realidade que é a vida, de forma mais leve e solta.

Bem, os livros do Coiro são de contos, crônicas e textos em geral e por isso nunca resenhei nenhum deles. Esse post não é apenas para dizer que sou fã do cara que manda muito bem quando se trata da escrita, mas para recomendar sua escrita surpreendente, e, olha só, o próprio nome aqui do blog já diz :“Escrituras da Alma” é o que vejo quando o leio.

Ah, como se já não bastasse todas as suas conquistas em nossa alma, coração e estante, Coiro decidiu que quer mais um espaço em nossa estante de livros e promete publicar um romance arrebatador. Não vejo a hora de ter essa nova belezinha em mãos.

Recomendo muito para quem gosta de ler gente que escreve sobre a gente, de forma poética, real, idealista, romântica, objetiva e criativa, tudo ao mesmo tempo e ao mesmo tempo nada de tudo isso, vai saber.  
Algumas citações: 
"Nada nesse mundo tem mais toneladas do que a saudade, nada".
"Achava que bastaria trocar você por alguma coisa e que, dia após dia, hora após hora, verão após verão e café amargo após café mais amargo ainda, eu conseguiria fazer com que desentalasse de minha garganta que já não suporta mais essa dificuldade de engolir a sua ausência".
"Hoje acordei fervendo, com febre de viver e uma incendiária certeza: para abrir os olhos de verdade, não é permitido ser morno".
"Deixe que eu lhe mostre o quanto sou feito, também, de nuvens negras e, se depois dessa minha tormenta ainda quiser permanecer aqui, então saberei que sobreviverá ao meu lado humano".
"O amanhã é uma hipótese".
"Não quero um amor meia-boca nem meio coração. Quero um amor que me faça querer doar a minha boa inteira, sem pensar meia vez. E o meu sangue, caso o coração do meu amor precise dele para continuar batendo. E me amando. E batendo. E me amando..."
 "Amar é enxergar a alegria de alguém como o mais eficiente combustível para chegar à sua."
 "Prezo aquilo que, em vez de me manter preso ou me dar prazo, enche-me de razões pra ficar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo