Conheça nossa página

#Resenha : Traços – Eduardo Cilto Por Editora Planeta (selo Outro Planeta)



Traços é o romance de estreia do Edu criador do Perdido nos Livros publicado pela Editora Planeta.
Confesso que eu estava com medo de escrever sobre esse livro e pensei bem – ainda me considero pensante sobre o assunto na verdade – sobre como ia escrever essa resenha. Mas, vamos lá, gosto de desafios.
O livro é narrado em primeira pessoa por Matheus, um adolescente do terceiro ano do ensino médio que leva uma vida normal, como todo adolescente prestes a se formar na escola, embora Math tenha sua singularidade, essas que me fizeram gostar ainda mais dele. Math tem uma “amiga” chamada Beatriz, que é, no entanto, bem diferente dele. Enquanto Math é mais na dele, caseiro, gosta de quadrinhos e não é de muitos amigos; Bia é o oposto, está no segundo ano, é de mais amigos, espontânea e sem o menor temor com as consequências. 
Em uma festa da escola onde Math acaba por acompanhar Bia, uma coisa meio louca e inesperada acontece e tudo muda de uma hora para outra. A noite acaba com os dois jovens participando de um ritual místico – duvidoso, louco e tenebroso até – onde buscavam saber o que o futuro havia traçado para eles. Com uma resposta estranhamente duvidosa nas mãos, Beatriz entende que precisa encontrar com seu destino e, na companhia de Matheus – que de início achou aquilo tudo loucura, mas acabou concordando – os dois partem para a cidade grande, São Paulo.
Fugindo e contando os centavos que tinham em mãos, os dois passam por poucas e boas para então conseguirem chegar ao destino tão esperado por Beatriz. Porém, como se o destino já não estivesse meio conturbado para os dois, Matheus descobre algo que pode simplesmente mudar tudo. Agora, eles não fazem a menor ideia do que estão enfrentando e do que está por vir. Algo totalmente inesperado vai mudar suas vidas de uma hora para outra de uma forma que jamais esquecerão.
A história, claro, não é só isso. Mas, juro que não posso falar muito, porque vocês terão que descobrir sozinhos, ou vão me matar por ter contado.
É o seguinte: o livro é magnificamente cheio de reviravoltas – como nos diz Thalita Rebouças logo na capa – e tudo acontece de repente. Quando menos se espera, as coisas mudam e – pá! – você já está ansiosa novamente para o que está por vir. O que mais me deixou embasbacada foi o jeito que o autor tratou vários assuntos, de muita importância e cheios de tabus, de forma simples e leve. Achei que os temas que envolvem a trama são superválidos e foram muito bem tratados. Assuntos sobre a amizade, a confiança, autoestima, autoconfiança, preconceito, família, aceitação, ídolos na internet e sucesso.
Fiquei extremamente tocada com os dois últimos temas citados, pois foram os que mais me impactaram no livro, além da questão do preconceito narrado de forma espetacular e forte. Mostraram uma parte que eu jamais havia pensado ser possível. Edu, meu caro, você conseguiu me pegar de jeito com esse assunto e, principalmente, com o final que me deixou de queixo caído. Fiquei me perguntando “como assim?” durante horas. Da próxima vez, por favor, não quebre meu coração novamente. Obrigada, de nada!
Os personagens foram muito bem criados e, claro, é impossível não querer passar horas ao lado do Math, fofo. Achei Beatriz meio louca e inconsequente, mas a julgar por sua idade (16 anos) e sua família, dá para entender perfeitamente suas ações. Ora, ela é meio doidinha, mas é aquele negócio, como diz Edu “Pessoas normais me fazem bocejar”. Outro personagem que me ganhou foi a Samantha, uma amiga que Math encontra em São Paulo, que abriga os dois e ajuda em tudo. Samantha é aquele tipo de pessoa que você pode contar, dá vontade de carregar pra casa e manter uma amizade linda e duradoura, se foi essa a intenção do autor, acertou em cheio. 
Galera, é isso! O livro trata assuntos importantíssimos para qualquer adolescente, adulto, criança, gente de todas as idades, de forma leve, objetiva e surpreendente. Como disse, o final vai te tirar o fôlego e vai te fazer se questionar sobre a vida e um monte de coisas predominantes.
Eu gostei muito do livro, da escrita do autor que foi muito fluída e caprichada. O livro tem 270 páginas, dá pra ler rapidinho. No começo, não me prendi muito, mas não durou até que as reviravoltas começassem e aí eu li tudo em um único dia – se for contar, horas, na verdade. A capa do livro é impressionantemente linda, eu amei, de verdade. A Planeta fez um ótimo trabalho junto aos projetos do Edu, enfim, fizeram um livro muito legal mesmo e que merece ser lido e repassado por aí, pois a mensagem deixada é bem legal e impactante. 
Parabéns Edu, por conseguir me surpreender totalmente, confesso que é difícil isso acontecer, pois eu tô sempre com a orelha em pé imaginando milhões de coisas e acabo sempre acertando no final, com o seu final, não foi assim. Realmente me surpreendi!
Nota: 5/5 
Sâmela Faria 
 Compre o livro, super baratinho:
 AQUI     AQUI   AQUI
 

2 comentários:

  1. Nunca ouvi falar desse livro, parece ótimo!!
    Postagem nova http://meuestiloe.blogspot.com.br/
    bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, ele é lançamento da Planeta do mês de Julho! Está fresquinho ainda, mas é muito bom mesmo!
      Obrigada pela visita!
      Bjs

      Excluir

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo