Conheça nossa página

Afinal, o que te torna mais forte?

Andamos sempre à procura daquilo que nos fortalece, mesmo que muitos não consigam entender o que isso queira dizer. Ninguém gosta de chorar tanto que se permite viver isso em todos os dias da sua vida. Ninguém gosta tanto do ódio que se permita odiar o tempo inteiro. Às vezes, a busca pela felicidade é tão intensa que acabamos passando batido por coisas que realmente nos tornam um pouco mais feliz, e mais feliz, e depois mais um pouquinho, e sem perceber acabamos sendo feliz o tempo todo.

Afinal, o que te faz feliz?

Saber me encontrar em meio a uma multidão me faz sorrir. Saber em que posição eu estou em uma escala de dez a zero entre os mais preocupados com o futuro, me deixa sorridente. Encontrar um lugarzinho no meio do nada, do caos que anda a rotina e poder aliviar a mente, me faz bem. Encontrar com o amor da vida da gente também faz bem. Sorrir de uma piada nem se fala. Sentir-se bonita, sem precisar da aprovação dos outros, mais bem ainda. Querer o bem das pessoas me faz viver em paz. Procurar a cura para a tristeza me faz estar cada vez mais longe dela. Pequenas coisas que fazem bem nos dão a estabilidade que procuramos e nunca encontramos, pois já temos.

Afinal, o que te traz paz?

Acordar bem cedinho e olhar o amanhecer que a natureza com sua beleza nos proporciona sempre. Descansar em plena tarde após um almoço daqueles. Dormir, dormir e dormir. Amar, amar e amar. Encontrar um parente distante e passar horas conversando. Conversar, conversar, conversar. Estudar muito para uma matéria não me traz paz, mas descobrir que tirei uma boa nota pelo meu esforço é indescritível. Ter esperança para os próximos amanheceres. Ter esperança para o futuro distante. Olhar as estrelas, a lua. Sentir a brisa tocar a nuca e embaraçar minhas madeixas. Estar bem comigo mesma e doar isso para quem relacionar-se comigo.

E então, o que te faz ser forte?

Tudo. Tudo nessa vida fortalece. As lágrimas rolam quando o coração está magoado e a alma ferida, um aprendizado se cria e a força vai chegando de fininho, mas chega. A tristeza dá aquela surra de quase estremecer a vida, mas para quem não desiste, a fortaleza se renova. A luta por dias melhores traz a força que precisará ter para que o dia se torne sobrevivível. E você sobrevive, se potencializa. Há meios que não percebemos, mas nos deixam cada vez mais longe da fraqueza. O jeito é não se entregar, e para os obstáculos projetar superação. 

Afinal, o que te faz viver?

Pergunte-se, e responda a si mesmo(a), você pode ter perdido todo o sentido da sua vida e, talvez, esteja precisando recolocá-lo no lugar. Dê um controle maior às suas idas e vindas. Repense, refaça, recrie. Não há nada errado em não encontrar as peças para o quebra-cabeça, contando que você continue tentando. 

8 comentários:

  1. Quando acontece coisas tristes na nossa vida nunca enxergamos um lado bom disso, talvez só depois de muito e muito tempo. Mas o fato é que acontecimentos, por mais pequenos que sejam, nos fortalece sim. Lindo texto, Sâmela!
    Beijos,
    http://felicidadeporacaso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Viviane! Obrigada linda.
      Volte sempre!
      Beijos

      Excluir
  2. Mesmo que coisas ruins, tudo bem, coisas que não queríamos em nossa vida, ficamos tristes, mas como vc disse nós só precisamos continuar lutando e não desistir.Amo seus textos, eles me fazem refletir bastante.

    www.garotadosuburbio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Continuar lutando e não desistir" isso aí!
      Ah obrigada Susany, fico feliz por isso.
      Volte sempre.
      Beijos

      Excluir
  3. Belas palavras, bela reflexão, haha gostei :D bjss

    ResponderExcluir
  4. Acho que a única resposta que tenho para todas essas perguntas, de maneira bem pessoal: escrever. Quando escrevo me encontro. Quando escrevo, sei quem sou. Quando escrevo, sei que não há nada que eu saiba fazer de melhor. Sou palavras. É quando as letras estão juntas, numa folha de papel, ou em um documento online, é que consigo me expressar. Acho que é porque não gosto de lidar com o que há à minha volta. Acho que, quando escrevo, me escondo. Mas, ao mesmo tempo, me descubro.

    Adorei o texto, Sâmela! *-* Como sempre, você arrasou!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Meu Deus, Nina! Que coisa mais linda!
    Li e reli umas duas vezes só para constar o quanto me identifiquei. Perfeito! O comentário mais bonito que já tive a honra de receber. Sério.
    Obrigada, mesmo. Mas quem arrasou aqui foi você! ♡
    Volte sempreee!
    Beijos

    ResponderExcluir

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo