Conheça nossa página

Poeta do coração



Ela queria alcançar o mundo, mas nunca o conseguiu tocar. Ela já quis ir atrás das estrelas, mas nunca as conseguiu pegar. Ela já quis viver no mar, no entanto, nunca soube nadar. Ela decidiu viver no mato, mas lá não conseguiu ficar. Ela foi para o deserto, e nele sequer sobreviveu um dia. Ela pensou em se mudar para outro planeta, porém sequer arrumou as malas. Ela já quis desenhar, mas nunca soube pintar. Ela já quis cantar para todo mundo, porém mal conseguia se expressar. Ela tentou correr atrás das borboletas, e acabou nem saindo do lugar. Ela pensou em mudar seu nome, e nem começou a tentar. Ela, também, já quis dormir e nunca mais acordar, porém terminou com suas noites em claro. 

Ela já quis amar todo mundo, no entanto sentia raiva. Ela já quis unir casais, mas acabou por não agradar. Ela já quis pintar suas telas em branco, mas sequer sabia que cor usar. Ela pensou em fazer veterinária, porém mal conseguia ver um cão se machucar. Ela já quis gritar seus sentimentos para todos os cantos do mundo, porém só sabia se calar. Ela já quis se jogar da ponte, mas sentiu medo da altura. Ela já quis se queimar viva, mas fugiu do vapor do fogo. Ela já quis se entender, e acabou por compreender que isso não seria possível.

Ela ama a chuva, mas não sai de casa quando chove. Ela ama o mar, mas não passa da beirada da areia. Ela ama chocolate, mas nunca o carrega na bolsa. Ela ama algodão doce, mas nunca compra. Ela ama jujuba e não mais as vê. Ela quer fotografar o mundo, mas não tem uma câmera. Ela quer aproveitar o dia e só levanta às dez da manhã. Ela quer salvar vidas, mas corre das formigas. Tenta ser misteriosa, no entanto com dois segundos de prosa, já se tem uma biografia. Ela já quis colecionar sonhos, mas preferiu pendurá-los em seus pés. Ela está cansada, no entanto continua andando. Está cansada e continua correndo. Ela está cansada, mas continua amando. 

Ela já procurou de tudo na vida, já quis pegar o vento e alcançar o tempo. Já quis ser uma astronauta e também uma jornalista. Ela já tentou beliscar o céu, agarrar as nuvens e tocar os pássaros que voam lá em cima. Então, ela decidiu escrever e, nunca mais precisou correr contra o tempo, virou personagem da vida, historiadora do amor e poeta do coração. 
- Sâmela Faria

4 comentários:

  1. Que texto lindo, você escreve muito bem.
    Parabéns!
    www.iamcamilakellen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adoro seus textos. Isso me faz lembrar das pessoas que sonham demais,mas nada fazem para que se tornem realidade. bjs

    www.garotadosuburbio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, não vale a pena só sonhar. Obrigada Susany, fico muito feliz que goste!
      Volte sempre!
      Beijos

      Excluir

E aí? O que achou do post? Gostou? Tem alguma crítica construtiva ou dica? Deixe nos comentários! Lemos e respondemos a todos! Ah e deixe o link do seu blog para que possamos te conhecer melhor. Obrigada pela visita e volte sempre.

© Escrituras da Alma - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
Modificado por: Sâmela Faria | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo